Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Peixe Panga, Ásia, Feijoada, Samba e Anti-Globalização...





Peixe Panga, Ásia, Feijoada, Samba e Anti-Globalização...

Recebi um daqueles e-mails - típicos - contra a globalização, e valendo-se para isso da comercialização do 'peixe panga', que estaria trazendo vermes em suas entranhas, e toda sorte de problemas para a saúde de seus consumidores... O dito peixe, temo origem asiática, principalmente no Vietnam...

Respondi...

Parece de utilidade pública, e evidentemente este tipo de informação, assim como todas as que circulam pela Internet – normalmente falaciosas –, precisa ser checada... Com máxima urgência...

O que me chama a atenção, é o fato de que uma notícia de grande utilidade e de prestação de serviço à saúde, esteja relacionada e destacada, pela crítica imbecil à ladainha da dita ‘anti-globalização’... Ou seja, trata-se de mais uma notícia panfletária, Anti-Globalização... 


‘Globalização’ é nada mais nada menos do que o processo ‘natural’, e antigo - desde as grandes migrações humanas pelo planeta, desde as grandes conquistas e navegações, etc -, de comunicar e transportar pessoas e produtos pelo mundo (ou Globo)... De estar conectado como humanidade, vencendo as distâncias entre aldeias, cidades e países... Transpondo mares, conectando continentes, para viver como uma só aldeia global... Estar contra a dita ‘globalização’, é como estar contra a comunicação entre pessoas e mercados, e a livre escolha, e a ocupação do planeta por humanos... Essas velhas bandeiras assustam pela ignorância, contradição e hipocrisia...



Não obstante, e globalizados ou não, existem - e sempre existirão - pessoas esperando para tirar vantagens dos demais, de forma desonesta, vendendo peixe contaminado, ou panfletando contra a globalização... Isso não tem absolutamente nada a ver com o processo – repito – natural de interação global, ou globalização; têm relação apenas com pessoas, grupos, intenções... E com a ignorância... Afinal, globalização é um processo que não possui dono ou agente: ‘o globalizador’, ‘o ser globalizante’... Não é um objeto, um sujeito... Globalização = Transporte Global + Comunicação Global, e ponto final...




Mas, porque não podemos ser apenas HUMANOS? Sem fronteiras nacionais alarmantes, capazes de levantar dizeres hipócritas anti-globalização, e tentando evitar que sejamos unidos de forma global? 


É claro que sempre existirão militantes anti-americanos, anti-europeus, anti-mundo-ocidental, anti-capitalismo, anti-multinacionais – anti-bem-sucedidos... Ahhh, anti-Globo – a emissora de televisão... E declarando serem estes os sujeitos da ação e da intenção de globalizar: ‘a Globo está globalizando o Brasil (contradição em si, globalizar presume global, de globo; e não global de emissora Globo), juntamente com os yanques globalizantes do mundo, ocidentalistas, capitalistas, de plantão’... Ou ‘santa globalização Batman, estes yanques globalizantes, comem criancinha (seria uma referência ao Vaticano?), e estão a serviço do capital multinacional, etc e tal’...



Mas, se você está lendo esta mensagem significa que você está participando do maior fenômeno do mundo global, ou globalizado, ou integrado... Significa que você está na Internet... E se está na Internet e é contra a globalização, então significa que você é a favor da hipocrisia... Aliás, o McDonalds pode estar em toda parte, mas você só estará dentro dele se quiser, certo? Só estará consumindo vinhos chilenos, argentinos, italianos e franceses, se quiser... Só estará usando perfume francês e calça Levi´s, se quiser... Só estará assistindo a CNN se quiser... Só visitará a Disney com os seus filhos se quiser, e muito... Só fará parte da aldeia global, valendo-se dos recursos de comunicação e transporte, para viver sem fronteiras nacionais - ou nacionalistas – se quiser... Compre produtos nacionais – exportados para todo o mundo – e seja coerente... Sempre lembrando que invenções como a lâmpada, o carro, o computador, e o avião – sim, o avião dos irmãos Wright –, mesmo quando fabricados aqui, são de origem GLOBAL...



A feijoada vem do ‘cassoulet francês’, adaptada com feijão preto por restaurante chiques no Brasil e se tornando um prato ‘brasileiro’ e popular... Pois bem, nem é brasileiro e nem é popular... E nunca foi alimento de escravos como falaciosamente foi vendido pelos nacionalistas... Vivendo e aprendendo... A feijoada é globalizada... Tudo é...



O Samba ‘Original’ vem do Jazz americano, do Tango e da música dos cabarés parisienses, das Polcas, e do Maxixe... O termo ou conceito musical teria sido inventado por Pixinguinha e Donga, quando gravaram o primeiro samba da história... A casa da baiana, residente no Rio, Hilária Batista da Silva, ou Tia Ciata, na Praça Onze, foi consagrado como ‘berço do samba’... ‘Samba’ significava festa, evento, celebração... O ‘samba’ em nada se parecia com o samba dos desfiles de escolas de samba... Primeiramente não havia percussão... O samba utilizava instrumentos de sopro, violões e violinos... Donga declarou: ‘fiz o samba para não me afastar muito do maxixe em voga na época... O ‘samba’ tinha pouco ou quase nada de folclórico... 




Os desfiles, os sambas- enredo e as escolas de samba nasceram da tentativa de colocar ordem, uniformes, temas nacionalistas e populistas enaltecendo o governo, e em ritmo de marcha... Este viés do samba, financiado pelo governo, ficou conhecido como ‘Samba do Estácio’, e chegou a tocar em rádios na Alemanha nazista... Na realidade, trata-se de um veiculo de propaganda populista e fascista, durante o Estado Novo de Getúlio Vargas – importado de outros fascistas como Mussolini e Hitler... Evidentemente, o samba do Estácio se libertou do populismo e só então subiu o morro... Libertou a percussão de influência afro, mas que ganhava contornos e ritmos marcadamente brasileiros...



O disco de Pixinguinha que continha ‘Carinhoso’, foi censurado por ‘estrangeirismo’... Os tambores africanos também são estrangeirismos, ainda que amordaçados pela ‘marcha’ européia... É mole ou quer mais? A vida e a história, são processos contínuos... A busca do purismo nacionalista brejeiro - uma variante da eugenia racista -, não passa de ignorância e hipocrisia... Basta estudar um pouco mais...



Para Pixinguinha só restou chorar... O Chorinho é, portanto, o samba que foi censurado...


 


Os fabulosos e impagáveis livros ‘Guia Politicamente Incorreta da História do Brasil’, e ‘Guia Politicamente Incorreta da História da América Latina’, de Leandro Narloch, são leituras obrigatórias para qualquer cidadão interessado na verdade, imparcial e ético...



Fui me especializando reconhecer e desfazer falácias pela Internet (e fora dela), e neste caso, apesar da riqueza de informações sobre o terrível ‘peixe asiático’ – e que não tenho tempo disponível para averiguar – considero que vale muito à pena instruir-se antes de julgar... E isso posto, e a julgar pela ‘mote’ escolhido, a bandeira anti-globalização, sugere dois possíveis problemas: pura desonestidade ou pura desinformação...



Mas a noticia pode ser real, e quem come ‘peixe panga’, branco , azul, ou de qualquer outra cor, asiáticos ou não, ou seja, quem come peixes, crustáceos, e frutos do mar em geral, deveria instruir-se, devidamente, junto à Secretaria de Vigilância Sanitária de seu Município ou Estado, antes de assinar panfletos ‘anti-globalização’...

Uma linda vida a todos...

PENSO, LOGO RIO...

Carlos Sherman


Um comentário:

  1. A meGaLOBO RACISMO? A violência do preconceito racial no Brasil personagem (Uma negra degradada pedinte com imagem horrenda destorcida e bosalizada é a Adelaide do Programa Zorra Total, Rede Globo do ator Rodrigo Sant’Anna? Ele para a Globo e aos judeus é engraçado, mas é desgraça para nós negros afros indígenas descendentes, se nossas crianças não tivessem sendo chamadas de Adelaidinha ou filha, neta e sobrinha da ADELAIDE no pior dos sentidos, é BULLIYING infeliz e cruel criado nos laboratórios racistas do PROJAC (abrev. de Projeto Jacarepaguá, como é conhecida a Central Globo de Produção) é o centro de produção da Rede Globo que é dominado pelos judeus Arnaldo Jabor, Luciano Huck,Tiago Leifert, Pedro Bial, William Waack, William Bonner, Mônica Waldvogel, Sandra Annenberg Wolf Maya, Daniel Filho e o poderoso Ali Kamel diretor chefe responsável e autor do livro Best seller o manual segregador (A Bíblia do racismo,que ironicamente tem por titulo NÃO SOMOS RACISTA baseado e num monte de inverdades e teses racistas contra os negros afro-decendentes brasileiros) E por Maurício Sherman Nisenbaum(que Grande Otelo, Jamelão e Luis Carlos da Vila chamavam o de racista porque este e o Judeu racista Adolfo Block dono Manchete discriminavam os negros)responsável dirige o humorístico Zorra Total Foi o responsável pela criação do programa e dos programas infantis apresentados por Xuxa e Angélica, apresentadoras descobertas e lançadas por ele no seu pré-conceitos de padrão de beleza e qualidade da Manchete TV dominada por judeus,este BULLIYING NEGLIGENTE PERVERSO que nem ADOLF HITLER fez aos judeus mas os judeusionistas da TV GLOBO faz para a população negra afro-descendente brasileira isto ocorre em todo lugar do Brasil para nós não tem graça, esta desgraça de Humor,que humilha crianças é desumano para qualquer sexo, cor, raça, religião, nacionalidade etc.o pior de tudo esta degradação racista constrangedora cruel é patrocinada e apoiada por o Sr Ali KAMEL (marido da judia Patrícia Kogut jornalista do GLOBO que liderou dezenas de judeus artistas intelectuais e empresários dos 113 nomes(Contra as contra raciais) com o Senador DemóstenesTorres que foi cassado por corrupção) TV Globo esta mesma que fez anuncio constante do programa (27ª C.E. arrecada mais de R$ 10,milhões reais de CENTARROS para esmola da farsa e iludir enganando escondendo a divida ao BNDES de mais de 3 bilhões dollares dinheiro publico do Brasil ) que tem com o título ‘A Esperança é o que nos Move’, o show do “Criança Esperança” de 2012 celebrará a formação da identidade brasileira a partir da mistura de diferentes etnias) e comete o Genocídio racista imoral contra a maior parte do povo brasileiro é lamentável que os judeus se divirtam com humor e debochem do verdadeiro holocausto afro-indigena brasileiro é lamentavel que o Judeu Sergio Groisman em seu Programa Altas Horas e assim no Programa Encontro com a judia Fátima Bernardes riem e se divertem. (A atriz judia Samantha Schmütz em papel de criança no apoteótico deste estereótipo desleal e cruel se amedronta diante aquela mulher extremem ente feia) para nós negros afros brasileiros a Rede GLOBO promove incentivo preconceito raciais que humilha e choca o povo brasileiro.Taryk Al Jamahiriya. Afro-indigena brasileira da Organização Negra Nacional Quilombo – ONNQ 20/11/1970 – REQBRA Revolução Quilombolivariana do Brasilquilombonnq@bol.com.br

    ResponderExcluir