Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Edna e Chico Xavier...




Edna, Bom dia.

Tenho recebido muitas mensagens como esta, atestando sobre a bondade e as virtudes de Chico Xavier, entre outras superstições, muitas das quais enviadas por você... E sempre fico na dúvida entre responder ou não, e desta vez entendi que a liberdade de expressão deve fluir de parte a parte, então aqui vai a minha resposta:

Muitos falam sobre Chico Xavier, mais poucos encaram a mais acachapante realidade... Chico Xavier foi sim uma pessoa inofensiva, e podemos dizer que, de certa forma, teve uma atitude de bondade para com muitos... Digo ‘de certa forma’ porque não posso endossar como bondade genuína, aquilo que não é - ao mesmo tempo - ‘real’... Não pode ser ‘bom’ o que não é verdade... Chico Xavier viveu toda a sua vida imerso em um mundo fantasioso, irreal e doente... Muito doente... E levando muitos a este estado de completa fantasia, torpor e delírio, similar ao entorpecimento por drogas... Isso é bom? Não acho que isso tenha sido bom para seus seguidores, apesar do efeito placebo de suas palavras, e apesar da genuína generosidade de suas ações... Mas ele não intencionou isso, é certo... E isso porque Chico Xavier foi um caso clássico de esquizofrenia... Aguda... Só não encara isso quem não quer, ou quem não dispõe de um mínimo de conhecimento sobre a esquizofrenia, sobre a mente,  sobre o cérebro humano, e sobre o caso Chico Xavier - o caso REAL... Ou não foi iniciado nas bases do conhecimento científico, nem do conhecimento do ensino médio...


Particularmente, tenho curiosidade sobre o papel da peruca - e depois dos implantes -, na espiritualidade de Xavier... Não me parece um 'espírito tão evoluído', em função da vaidade desmedida, ou talvez 'doentia'... Qual o problema com a calvície? Qual o problema em aceitar-se? Chico Xavier foi um homem doente, e severamente acometido pela esquizofrenia, que justifica tanto as suas visões, como as vozes, e talvez a peruca... E finalmente, não existe tratamento espírita para a calvície? Xavier curava até o câncer, mas não podia dar um jeitinho em sua calvície, já que incomodava tanto? Coisas do mundo espírita...

É uma pena que o mundo, em grande parte, viva imerso em ilusões e superstições... Luto para dar um pouco de clareza e verdadeiro conhecimento, a quem não tem... Luto para mostrar que a realidade é o caminho mais belo... E luto para ajudar a quem posso, ou a quem se deixa ajudar... Sem jamais invocar fantasmas, esoterismos de ocasião, ou toda a balela sobrenatural – de nenhuma espécie... Luto pelo bem do ser humano no mundo natural... Luto pela sobriedade frente a embriaguez generalizada... Isso sim é um gesto de amor, e sem perder a lucidez...

As pessoas fantasiam deuses, fantasmas, vampiros e monstros, e depois de um tempo, acabam acreditando que tudo não passa de realidade... E isso me preocupa... Por amor...

Desejo um Feliz Natal, e um 2012 com muita saúde... Uma linda vida a você, real, lúcida, e – ainda assim – verdadeiramente bela... 

Carlos Leger Sherman Palmer



Nenhum comentário:

Postar um comentário