Pesquisar este blog

domingo, 1 de janeiro de 2012

Anatomia, Bioquímica, Cérebro, Gênero, Afeto, Sexo... Fofoca e Ignorância...




Anatomia, Bioquímica, Cérebro, Gênero, Afeto, Sexo... Fofoca e Ignorância...

A Anatomia de nosso corpo, com respeito ao aparelho reprodutor, é definida fundamentalmente pela Genética e pela Embriogenese, e poderá sofrer modificações em função de nossa vida e hábitos... Não estamos considerando aqui a circuncisão, nem a mudança de sexo, silicones, etc...

A Bioquímica de nossa sexualidade também dependerá fundamentalmente da Genética e da Embriogenese, mas será potencializada pela nossa alimentação e hábitos, cigarro, bebidas e drogas, e tudo o que afete a bioquímica de nosso corpo, além de odores, e imagens... A interação Bioquímica-Cérebro – ou Sistema Neural – é de mão dupla... A Bioquímica afeta o Cérebro, e o Arranjo Neural afeta a Bioquímica...

Finalmente nossa propensão à sexualidade, em grau, preferência, etc, é Bioquímica e Cerebral... O nosso Cérebro traz características morfológicas – Genéticas - com respeito ao convívio entre os dois hemisférios, nossa afetividade, tendência ao risco, empatia, laços afetivos, estão em nossa mente... O desejo por pessoas do mesmo sexo anatômico, ou do sexo oposto, ou o desejo por tudo que se mova – rsrsrsr -, ou o grau deste desejo, e até mesmo a ausência dele, estão em nossos Arranjos Neurais – Sistema Nervoso - e em nossa Bioquímica...

A Genética, assim como a Embriogenese, não são ‘digitais’, tudo ou nada... E múltiplos genes contribuem para o estabelecimento de cada característica relacionada à sexualidade... Existem então, problemas de má formação, ou até de indeterminação, ou fraca determinação para determinada características... Ficando difícil definir onde começam e terminas as ‘falhas’, ou onde – meramente – começam e terminam as características...



Tal ‘configuração’ Genética, Fisiológica, Bioquímica e Neural, será finalmente estimulada - ou bloqueada - pelo aprendizado, comportamento, e relações psicossociais e com o meio... E assim nos tornaremos ‘quem somos’... Involuntariamente... Apesar do Cérebro e da Bioquímica, guardarem propriedades inerentes aos genes XX e XY, respectivamente, os conceitos de ‘masculino e feminino’, de atitudes ditas masculinas ou femininas, dependerá fundamentalmente de nossas referências culturais... O Cérebro, masculino ou feminino, versa sobre conexão entre hemisférios, tendência ao risco, habilidade espacial, lógica, linguística, e não sobre vestimenta, gostos meramente culturais - como esporte, hobbies, música, etc... De forma que o ‘Gênero’, em nossa cultura, dependerá do local, tempo, e das práticas aceitas como ‘masculinas e femininas’... Os machões gregos dormiam de conchinha antes de batalhas sangrentas e marcadamente viris... Os iranianos, russos, entre outros – homens – lascam um beijão na boca de seus amigos, ou nem tanto... E tudo bem...

Finalmente, e por tudo isso, sentimos afeto e desejo, como resultado de um complexo de forças, que começam no jogo de dados da Genética, Realizado pela Embriogenese, entrando em ação em nosso Cérebro e em nossa Bioquímica, para só então aprender o mundo, suas possibilidades, alternativas, e MODISMOS, e nos tornarmos – involuntariamente – quem somos... Bandidos ou Mocinhos, Mocinha ou Mocinho, e muito mais, uma miríade de possibilidades incontáveis e insondáveis...

Este complexo processo não foi devidamente considerado – e muito menos entendido - na cartilha hipócrita de Bolsonaro, nos discursos cínicos de Silas, e no insólito documento conhecido como da Bíblia Judaico-Cristã-Islâmica, partes I e II...

Espero ter contribuído para a discussão ou lançado você em dúvidas... Se contribuí, muito bem, obrigado... Se lancei você em dúvidas, tanto melhor... Se tem dúvidas, pensa... Se pensa, terminará por compreender a diferença entre argumentos e panfletos...

E se tudo isso está realmente em jogo, discutir o afeto e a sexualidade de outrem, não passa de FOFOCA... Desconsiderar tudo o que REGE este tema, não passa de IGNORÂNCIA – grossa... A Liberdade Individual é inviolável, e não é problema de ‘seu’... É problema ‘dele’ ou ‘dela’...

A VERDADE INSISTE, PERSISTE, RESISTE E PENETRA... CEDO OU TARDE... ESTAMOS EM 2012, É HORA DE PENSAR, JÁ ESTÁ FICANDO TARDE...


Carlos Sherman












Nenhum comentário:

Postar um comentário