Pesquisar este blog

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Hoje contei à minha mãe que era ateia...




Uma mocinha publicou no Facebook:

Hoje contei à minha mãe que sou atéia : ) Muita gente vai dizer "e eu com isso?" mas pra mim foi muito importante e queria saber se tem alguém aqui que também pensa em contar, mas até hoje não o fez por medo do preconceito.

Comentei:

Então você disse à sua mãe que ao invés de acreditar em um deus cruel, vingativo, punitivo, e mau humorado, você decidiu pensar, encontrar evidências, descobrir a verdade para promover justiça? Ou seja, para ser um ser humano melhor e melhorar a vida dos demais? Foi isso? Porque abandonar o conforto das crendices, é exatamente assim... Um ato de coragem e dignidade... Um ato de profunda Integridade Intelectual...


Ser ateu não é a razão de ser de ninguém... Não é proposição e sim a resposta... É a consequência de uma profunda reflexão, e uma saudável e vigorosa atitude ética - e responsável - diante da vida... Mostre a sua mãe que não se trata de ser contra a religião e sim a favor da vida...

Mas porque você não acredita em deuses? Responda a esta questão com consciência, não com revolta... Ser ateu não é mais uma bandeira ou agremiação, como vejo por aí... É RESULTADO de uma atitude diante da vida... Alguém que não tolera fofocas, mentiras e oportunismo... Mas precisa ter base para sustentar suas posições... Conhecimento... Estar ciente, tornar-se ciente, ter ciência de como a vida, o universo, e nossa mente funciona...

Não defina a sua vida pela negação de um 'amiguinho imaginário, cruel e vingativo, inventado por um povo que acreditava que a Terra era plana,  que a mulher era inferior ao homem - e comparável a jumentos -, e que os animais se prestavam a sacrifícios para glorificar este amiguinho alfa'... Não defina a sua vida pela negação de um absurdo... Viva em um mundo natural, sujeito às leis naturais, e preze a vida... Qualquer vida... Acredite no homem pelo homem... Seja humana, 'troppo umana'... Sua mãe e quem que seja, saberá que está diante de uma pessoa ética de valor...



Jú, ser ateu não é um fim... É uma consequência... Diga a sua mãe que Chaplin, Neruda, Eco, Saramago, Llosa, Garcia Marques, Quintana, Borges, Pessoa, Drummond, Saramago, Veríssimo, Jabor, Drauzio Varella, entre outros, concordam com você...


Galera, não crer em deuses, fantasias, sobrenatural geral, esoterismo, entre outras psicoses, é só uma parte da estória... Temos que construir uma atitude positiva sobre isso... Ateísmo é a negação de uma imbecilidade, ok... Mas tento negado isso, qual é a será o seu caminho? Crer no besteiro sanguinário bíblico não é o caminho... Ok... Mas somente 'não crer', não constitui um caminho também... 


Uma vida humana, ética, e consciente é uma boa aposta... Mas neste caminho, é necessário pagar caro para aprender como o universo e a vida realmente funcionam... Ter coragem e manter a lucidez, quando tudo à sua volta teima e delirar... Quem somos nós, o que nos torna humanos... Qual é o seu caminho?


Boa sorte, mocinha livre...

Carlos Sherman


Nenhum comentário:

Postar um comentário