Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Reversal de onere probandi...



Reversal de onere probandi... 
Inversão do ônus da prova...

Trata-se de uma 'Falácia Lógica e Retórica', da maior importância:

Sempre que o debatedor faz uma proposição, mas transfere e inverte, para o seu opositor o ônus da prova; e a responsabilidade de contra-argumentar ou forma prova em contrário, eximindo-se de provar o seu argumento ou proposição...

Sempre lembrando que o ônus da prova 'inicial', cabe sempre a quem faz a afirmação primária positiva... De forma que para fazer uma afirmação é necessário primeiramente, partir de alguma EVIDÊNCIA...

Exemplo 1: Dragões existem, porque ninguém conseguiu provar que eles não existem...
O ônus da prova recairá sobre quem fez a afirmação, e sobre a afirmação primário, ou seja 'Dragões existem'....

Exemplo 2: Dragões não existem porque ninguém conseguiu provar que eles existem...
'A ausência de evidência não significa evidência de ausência', no entanto o ônus da prova permanece subentendido para quem afirma que 'dragões existem'... Enquanto não houver a defesa da tese primária positiva, a proposição não será válida, e não será necessário contrapô-la, posto que não haverá nada a ser contraposto...
Não é necessário nem possível provar que algo não existe se não há demonstração positiva de que exista...

Não podemos provar a 'não existência' do que 'não existe'... E nem precisamos... Posto que não existe... Para perder o seu tempo com um argumento ou proposição, não se esqueça, é necessário que a proposição primária possa ser provada... Portanto, a proposição de 'Dragões existem', e sem juntar provas ou evidências, não deve ser acolhida, sequer, como uma proposição válida... Assim como a proposição: 'Deuses existem'...


Mas se for acolhida, significa que você tem muito tempo disponível... Parafraseando os Titãs, eu 'Só quero saber do que pode dar certo, não tenho tempo a perder'... Você tem? Então estude mais... Vai ajudar... Sempre ajuda...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário