Pesquisar este blog

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Astrologia...



Na última sexta-feira, enquanto peregrinava em meu templo sagrado - ironicamente falando, rsrsrs -, a Livraria Cultura do Conjunto Nacional - onde tenho sido um fiel cliente desde a sua abertura, tendo contribuído em muito para o seu fluxo de caixa estável, enquanto dilapidava o patrimônio familiar, rsrsrsrs -, decidi comer um lanchinho... Estava esperando a minha amada companheira, que entre outras coisas apoia todas as minhas iniciativas, e sem a qual eu não poderia explorar minhas potencialidades criativas, se é que as tenho... 

Mas lá estava eu, com uma pesada sacola de livros e uma bandeja na mão, assistindo ao espetáculo do descaso do homem com o homem... Em um espaço diminuto, considerando o afluxo de clientes, várias mesas estavam ocupadas por pessoas que: 1) ou estavam apenas batendo papo e sem consumir nada; 2) ou consumiam um café ou uma água enquanto  permaneciam por 3 horas - conforme havia indicado uma das garçonetes; 3) ou simplesmente estavam lá, sentadas, lendo um livro que ainda não haviam comprado... Considero esta conduta, um clássico exemplo da falta de ética, e procuro manter a coerência nestas questões, dando o exemplo e fazendo a minha parte... Trato de comer tranquilo e sem pressa, mas com sobrado respeito, por aqueles que aguardam de pé, e tratando de desocupar a mesa com o máximo de presteza, assim como retirando a minha bandeja para facilitar o acesso de quem está chegando... Simples, educado, e ético...

Mas enquanto esperava uma 'suada' mesa, uma senhora super estereotipada, no melhor estilo 'astral-esotérico', com uma camiseta que já não me recordo a inscrição, mas poderia ter sido algo como 'Woodstock - Eu Fui'; veio chegando de fininho e se interpôs sorrateiramente entre eu - o cara da bandeja e da sacola com vários livros pagos - e a disputada mesa; que neste momento estava sendo desocupada... Então ela se virou, com vários livros de astrologia na mão, e que ela ainda não havia comprado, e me disse:

[Astróloga]: A energia deste lugar não está legal...
[Eu]: Energia? Acho que deve em função da sangrenta luta por uma mesa, ar-condicionado insuficiente, ou porque o espaço está abarrotado e ruidoso... 
[Astróloga]: Não sei, sinto algo estranho... Sou sensitiva...

Não respondi...

[Astróloga]: Mas tem algo estranho aqui...
[Eu]: O que vejo de estranho aqui, é o descaso de quem está sentado sem consumir nada, enquanto várias pessoas aguardam de pé, com uma bandeja na mão, enquanto o seu alimento esfria... Considero este descaso, esta falta de solidariedade e cortesia, antiético... Alguns parecem fazer questão de 'cagar solenemente' para o que está acontecendo...
[Astróloga]: Mas falta um lugar para ler...
[Eu]: Sim, mas isso aqui é uma livraria e não uma biblioteca... Comprem um livro, tomem um café, e depois leiam em casa...
[Astróloga]: Mas precisamos folhear e escolher - e exibiu os livros, ou melhor, o lixo que trazia...
[Eu] Então escolham seus livros de pé, ou em outro nicho, sem ocupar a cafeteria, bem acomodados em suas cadeiras, enquanto avançam pelo terceiro capítulo...

Um rápido silêncio... Logrei manter a serenidade, enquanto amargava tremenda indignação... Então ela entrou na minha zona de impacto:

[Astróloga]: Qual é o seu signo?
[Eu]: Não considero questões sobrenaturais...
[Astróloga]: Está bem, mas diga quando nasceu, eu sou astróloga, e direi seu signo...
[Eu]: Sou Libra...
[Astróloga]: Isso é bem libriano, esse seu jeito metódico...
[Eu]: Mas não sou metódico, sou ético... É bem diferente... Preocupo-me com as pessoas...

Ela percebeu a minha contrariedade, e arrematou:

[Astróloga]: É, mais isso é bem libriano...
[Eu]: É? Só que na verdade eu sou canceriano...
[Astróloga]: Mas cancerianos também são assim... Metódicos... São muito parecidos, librianos e cancerianos...
[Eu]: Mesmo? Mas acontece que nasci em 29 de Agosto de 1965...
[Astróloga]: Então você não é canceriano, você é virginiano!!! - exclamou a 'astróloga'...
[Eu]: Pois é... Pode ficar com a mesa... Os astros estão a seu favor... Tchau...

Perdi a mesa, ganhei o dia...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário