Pesquisar este blog

sábado, 11 de fevereiro de 2012

A Crença na Crença...

Maputo (Moçambique) – No interior da África, ainda é forte a crença de que portadores de albinismo são presságio de muita sorte ou grande azar. Na Tanzânia, desde 2007, pelo menos 59 pessoas foram assassinadas por traficantes de órgãos, usados em rituais de magia. “Existem crenças de que o albino não morre, desaparece; e de que o sangue ou o cabelo do albino pode ajudar a acumular riquezas”, disse Ana Gabriela Eugênio, presidente da primeira associação moçambicana a lidar com o tema. E acrescentou: p“Nós temos alguns membros que foram abandonados pelos pais, porque a mãe preferiu conservar o lar. Existe a crença forte de que um albino na família é sinal de azar”.


De um lado a poder arrebatador do frenesi coletivo; de outro a afinidade humana pela descrição da vida a partir de fenômenos causais 'simplistas'... A dificuldade de lidar com fenômenos caóticos, estatísticos e aleatórios... Alinhados com a voracidade do lucrativo negócio de INCUTIR O MEDO PARA VENDER A SALVAÇÃO...

E o resultado: A 'Crença na Crença'... Há milênios... Até quando? Ajudemos a quem vive imerso em fantasia e submissão... Cadeia para os estelionatários da fé...

No caso específico das seitas judaico-cristãs-islâmicas-espíritas: 'a formatação sincrética de um deus 'uno' que cria o universo para o homem, e que cria o homem sua "imagem e semelhança" - em contraposição aos panteões pagãos, onde os deuses que vivem para si, e onde o homem é apenas um mero joguete -, é um tremendo sucesso de público e 'bilheteria'... 

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário