Pesquisar este blog

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Demasiado Humano


O decodificação de nossas emoções em prazer, nos distingue como humanos... O lobo frontal mais desenvolvido, nos distingue como humanos... O prazer é decodificado em nosso lobo frontal... Nada é mais humano do que o prazer abstraído de nossas exuberantes emoções... Comunicar nossas emoções codificadas como sentimentos, é demasiadamente humano... Expressar estes sentimentos pela arte, pela poesia, pela música, pela literatura, é demasiadamente humano... Compartilhar prazer é demasiadamente humano... Convidar testemunhas para nossas vidas é demasiado humano... Prazer, linguagem, abstrações, nos distinguem como humanos...

Uma Ideologia que negue o prazer, a liberdade de expressão, e o compartilhar de nossas emoções, deve ser questionada, por mais sinalize com 'boas intenções'... Os fins não justificam os meios...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário