Pesquisar este blog

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Eu, Nós, Eles...






Para a minha querida amiga 'Grazi':


A gravidez dura apenas 9 meses, enquanto o seu filho terá toda uma vida pela frente, e que estará profundamente marcada pela qualidade desta gravidez, pela 'embriogênese'...


Alguns comentário pertinentes:


1. Manter uma vida saudável e relaxada, no stress...
2. Nada de álcool - drogas e cigarro...
3. Nada de riscos desnecessários...
3. Medicamentos somente com estrita prescrição médica, e sempre dando conhecimento ao ginecologista/obstetra...
3. Nada de carnes cruas, e preferir saladas preparadas e 'higienizadas' em casa...
4. Desejos exóticos são puro mito... Não procede...
5. O apetite por determinados alimentos é comum, porque o organismo sente falta de alguns nutrientes, e deflagra a preferência por determinados alimentos, como a sede deflagra a busca por água... Não confundir com o comentário anterior...
6. O enjoo típico no primeiro trimestre na gravidez é um incomodo necessário - e Freud também estava errado sobre isso... O organismo está tratando de proteger o feto refutando certos alimentos, ou mesmo classificando certos cheiros como nocivos... De forma que trata de induzir a sua repulsa... O organismo exagera nesta fase, e pode equivocar-se, mas vale o sacrifício por a 'boa formação' do feto - seu bebê - está sendo consolidado... 
7. Este período pode ser particularmente muito complicado para determinadas mães, e portanto, devemos ter paciência com elas; que por sua vez, e por todo o exposto, devem - pelo conhecimento - evitar a amplificação deste desagradável efeito...
8. Passado o primeiro trimestre, o bebê estará bem formado, e o organismo precisará de toda a energia necessária para o seu crescimento, e esta energia será conseguida através da alimentação e de nossas reservas nas 'nádegas' - ou bumbum -; e desta vez o organismo ao invés de rejeitar alimentos com risco de toxidade, tratará de comer 'até pedra', e o apetite exagerado poderá também ser um problema...
9. Lembre-se, na gravidez, tudo o que for em demasia pode ser prejudicial...
10. Depois do nascimento, o alimento para o bebê virá da amamentação... Amamentar é fundamental, como alimento, fonte de defesas para o seu filhinho, e fonte de afeto para o ser humano que se forma... As recomendações de uma vida saudável continuam inalteradas... Você continuará afetando a saúde de seu bebê, a partir de seus hábitos... De forma que todo o exagero será prejudicial...
11. Não é por acaso que - nós homens - olhamos para mulheres voluptuosas, afinal bumbuns são a fonte do alimento de nossa prole no útero, enquanto os seios garantem a sobrevivência extra-uterina... 
12. As dores do 'parto normal', são decorrentes da dilatação, contrações musculares, entre outras características físicas correlatas... Não dê ouvidos à bíblia, onde 'deus' declara ser está uma punição à mulher...
13. Mais uma vez não dê ouvidos à bíblia, e não necessitamos de 'purificação' após o parto - 7 dias para meninos, 14 para meninas -, e sim de muito amor e atenção...
14. E finalmente, não dê ouvidos à bíblia em seu preconceito e misoginia, quando diz que a tal 'purificação' deve ser maior para filhos do sexo feminino... Na verdade a bíblia não sabe nada sobre embriogênese e concepção... Acolha o seu bebê seja homem ou mulher com o mesmo amor e alegria... Incondicional... O machismo está totalmente fora de moda e de questão...
15. Todos somos femininos até a sexta semana de gravidez...
16. Parece que, segundo o consenso atual, o sexo é definido pela exposição à testosterona... Não existe comprovação... E muito menos 'adivinhação'... Espere feliz pelo ultrassom...
17. Não pode haver experiência mais linda na vida: Dar a vida... Curta, releve os inconvenientes... Mude o que pode ser mudado, aceite o inevitável... Viva plenamente a sua gravidez... Não é uma corrida contra o tempo...
18. Siga as recomendações acima, e prepare-se para 'continuar' sendo mãe, porque 'mamãe' você 'já é'... Sou amplamente favorável à celebração do dia da mamãe para mulheres grávidas, rsrsrsrs, afinal, já são...
19. Não cobre desejos exóticos do papai, posto tratar-se de puro mito, uma demonstração de certa infantilidade e necessidade exagerada de atenção... Aproveite a gravidez para amadurecer... Mas peça ao papai toda a atenção, carinho, e apoio, neste processo que precisa ser vivido pelos dois... Agora e sempre... O pai não deve ser um coadjuvante, o pai deve ser uma 'mãe que tem o seu filho no útero de sua esposa'...
20. Depois, um filho significará ter o seu coração batendo fora do seu peito... Sugiro esta perspectiva....
21. Jamais agrida um filho, e muito menos um bebê... Bater em um filho é injustificável, sob qualquer pretexto e em qualquer contexto... É a prova cabal de sua incompetência como mãe, pai, mulher ou homem... O diálogo é o caminho, o exemplo a solução...
22. Começamos a vida como 'EU', e logo decidimos compartilhar nossa vida com alguém, e então somos 'NÓS', até que nossos filhinhos chegam, e será tudo por 'ELES'... E um dia seguirão seus caminhos, e retornaremos ao 'NÓS'... A pessoa amada sempre partirá antes, e seremos 'EU' novamente, mas vivendo e sonhando para sempre com o 'NÓS e ELES', que um dia suplantou a nossa própria identidade...


Carlos Sherman



Nenhum comentário:

Postar um comentário