Pesquisar este blog

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Reconversão...



Uma mocinha de 15 anos publicou no ATEA o seu 'depoimento', dizendo que havia 'assumido' ser ateia, e contando sobre a discriminação sofrida por parte de sua família:

Acho que certos depoimento, tratam o ateísmo, como se fosse uma reconversão religiosa, e isso muito me preocupa... Comentei:


Desirée, legal... Descobrir que amiguinhos imaginários superpoderosos não existem - nem o bicho papão - e que não adianta idolatrá-los para obter o superpoder da imortalidade, é um grande passo... Mas não seja 'assumida', nem tenha meras 'opiniões'... Fundamente-se com conhecimento, e mantenha a integridade intelectual e o ceticismo... Abandonar uma fantasia divinal é legal, mas é só o primeiro passo... Nada mais... É valioso mas é só o começo... O que fará com sua CLAREZA? Descubra uma propósito para viver - e morrer - que seja maior do que a sua própria vida... Faça bom uso da sua inteligência e coragem... Parafraseando Foucault, 'a coragem da verdade'... Ser ateu não é um fim, e sim um passo no caminho de ser ético... Ético, logo cético...

Carlos Sherman

2 comentários:

  1. Ateísmo nunca.... ateu sim... rsrsr

    ResponderExcluir
  2. Rsrsrs, sim... Ser ateu não pode ser um fim ou uma bandeira... Ser ateu é uma consequência do ceticismo... Um abraço...

    ResponderExcluir