Pesquisar este blog

segunda-feira, 26 de março de 2012

Le Grand Finale...




Apocalipse 6:2-17 


E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer. [CRISTO]
E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê.
E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.
E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer ao terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão.
E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.
E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.
E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.
E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?
E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.
E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue;
E as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte.
E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares.
E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas;
E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro;
Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir? 

Cury é um canastrão... Não pede dinheiro como Macedo, Santiago e Malafaia, mas vende livros falaciosos... Pastores vendem salvação falaciosa... Em nome do pai, rsrsrs... Cury dá a pista, vende 'sonhos', vende verborragia, vende mentiras, como mais um mercador da fé...

Cristo é um personagem contraditório, mas não deixa dúvidas em seu grand finale... O SENHOR DA GUERRA, montado em seu cavalo, armadura reluzente, espadas saem de sua bica, morte e terror indizíveis, com requintes de crueldade, por vingança... Do que adianta ter dito qualquer outra coisa? 

Mesmo a sim a bíblia é uma fábula de convergência cultural... O deus do primeiro testamente fez terapia no segundo? Não, a convergência decorre de outras influências... Judeus e suas alegorias decorrentes das seitas mesopotâmicas, depois Romanos em sua convergência própria, deuses Gregos, Mitra, influências orientais, estilo budista... Mas o final o deixa dúvida: MORTE AOS HEREGES... Bilhões de mortos... 

Onde está a filosofia, o educador, o cara superior de Cury? Não houve personagem mais mortífero... Só pode ser comparado com o seu pai - que era ele mesmo, rsrsrsr - no dilúvio... Morte à toda a humanidade... Leiam a bíblia... O resto é verborragia e negócio... Um fábula incoerente e mortal... Loucura e sandice anedótica... Parafraseando Ingersoll, a inspiração bíblica depende da ignorância de quem lê... Boa leitura...



Apocalipse 8:7-11



E o primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e fogo misturado com sangue, e foram lançados na terra, que foi queimada na sua terça parte; queimou-se a terça parte das árvores, e toda a erva verde foi queimada.
E o segundo anjo tocou a trombeta; e foi lançada no mar uma coisa como um grande monte ardendo em fogo, e tornou-se em sangue a terça parte do mar.
E morreu a terça parte das criaturas que tinham vida no mar; e perdeu-se a terça parte das naus.
E o terceiro anjo tocou a sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela ardendo como uma tocha, e caiu sobre a terça parte dos rios, e sobre as fontes das águas.
E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas. 


Apocalipse 7:4-8




E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel.
Da tribo de Judá, havia doze mil assinalados; da tribo de Rúben, doze mil assinalados; da tribo de Gade, doze mil assinalados;
Da tribo de Aser, doze mil assinalados; da tribo de Naftali, doze mil assinalados; da tribo de Manassés, doze mil assinalados;
Da tribo de Simeão, doze mil assinalados; da tribo de Levi, doze mil assinalados; da tribo de Issacar, doze mil assinalados;
Da tribo de Zebulom, doze mil assinalados; da tribo de José, doze mil assinalados; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados. 



144.000 salvos, das tribos de Israel... Sem espaço para metáforas... Acompanhe a contabilidade... Você é de Judá, Rúben, Gade, ... , Benjamim? Não? Dançou... Está claro... O Apocalipse, na fábula bíblica viria logo segundo Cristo, em Marcos:


Marcos 13:30


Na verdade vos digo que não passará esta geração, sem que todas estas coisas aconteçam. 
Marcos 13:30




Carlos Sherman 


Nenhum comentário:

Postar um comentário