Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de abril de 2012

Calor Humano



Existe um tendência inata de pertencer a um grupo, de buscar a proteção de um grupo... Uma condição genética e evolucionista... Existe também uma tendência inata por explicações simplistas e causais para fenômenos naturais... 

O que observo, em meu  convívio com grupos tão heterogêneos, é que boa parte das pessoas que migram de grupos religiosos para grupos seculares, céticos e ateístas, em primeira instância, também tratam de procurar o mesmo conforto do grupo, a mesma proteção, e de certa forma explicações simplistas e causais, embora com um grau de sofisticação bem maior e muito mais instruído esteja em ação... Mas os líderes, os homens livres e destemidos no mundo da filosofia e do pensamento, não são de forma alguma maioria, e por questões igualmente evolutivas... 

Neste momento histórico, onde os perigos deixaram a selva e a escuridão para avançar em outro cenário inteiramente distinto, tais ilusões supersticiosas denotam flagrante desvantagem... A mesma capacidade de racionalismo, será desviada da superstição para o conhecimento, e ainda assim buscaremos proteção e o conforto do grupo... Afinal, ainda somos os mesmos, genética e evolutivamente...

O mais curioso, é que o mecanismo seletivo e natural da procriação já não trabalha em favor do mais apto, e o conceito de mais apto se torna subjetivo... A minha aposta é a de que estamos utilizando a mesma mente que abstraiu a superstição - por equívoco - para o ceticismo, embora irremediavelmente dependentes do calor do bando... E como antes, somente uns pouco serão além de céticos batedores e exploradores destemidos... 

Todos humanos - a frente, ou atrás do bloco -, demasiado humanos...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário