Pesquisar este blog

sábado, 14 de abril de 2012

Crime e Loucura


Não é igualzinho? Idêntico? Não? Como assim? Você não tem fé!!!


Diante das fraudes comprovadas da quadrilha de Uberaba, Chico Xavier - psicografia e as grotescas aparições da irmã Josefa, Revista O Cruzeiro -, Waldo Viera - o mentor -, e Otília Digo - irmã Josefa - que terminou na cadeia; além das fraudes da esposa de Allan Kardec, de todas as fraudes desmascaradas por Houdini, James Randi e Derren Brown; além das fraudes confessas das irmãs fox; o que podemos esperar do espiritismo? Isso tudo é uma piada... Triste e pesada... E de baixíssimo nível... Mas que a crendice não é de baixíssimo nível? Crendice combina com cretinice de uns, e ignorância cega de outros...

Resolver este problema depende da aplicação do Código Penal de um lado e de boa educação de outro... Mas quem crê é vítima de si mesmo e dos estelionatários de plantão... Xavier era, sem a menor dúvida, esquizofrênico... E isso se confundia em sua cabeça com os golpes que aplicava... Em sua defesa diria apenas que ele administrava uma tremenda contradição, e no final das contas achava que o crime compensava... Ou seja, acho que Xavier realmente - em sua loucura - queria ajudar, e acreditava estar ajudando... Mas essa é meramente uma opinião fundada apenas em minha sensibilidade sobre o assunto, sem fatos que efetivamente corroborem tal tese... E para tal fim, fazer 'o bem', Xavier mentia, enganava, e dava um jeito de sentir-se bem com tudo isso... 

A verdade que fere é pior do que a mentira que consola… entenda quem puder
– O Evangelho segundo Chico Xavier (2000)


O kardecismo era a doutrina certa para solucionar esta insolúvel equação: delírio e ilusões, golpes e fraudes grotescas, e ajuda às pessoas... Como ajudar alguém mentindo e enganando? O espiritismo arrebanha loucos, santos, e bandidos... Todos unidos sobre a mesma sandice... Escura, triste, maniqueísta... Pecado, punição, expiação, culpa, purificação... Triste destino...


Além do exposto, enganar e roubar pessoas, quando lutam em desespero por contactar seus entes queridos, mortos, e negociando seu último suspiro de esperança, deveria ser enquadrado com crime hediondo, inafiançável, sem direito a sursis...

Carlos Sherman

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Aquele que justifica uma mentira consoladora superior à verdade, e, ainda a classifica como Evangelho... corrobora as tais Escrituras Sagradas: um conjunto finito de mentiras, querendo dar veracidade a um conjunto infinito de respostas...

    ResponderExcluir