Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Desabafo e Livre-Arbítrio


Momento desabafo (nada a ver com o grupo pessoal mesmo e no meu mural não posso postar)
Estou com dor no quadril, cansada de tanto trabalhar... e escuto isso: "Não faz diferença mesmo você vindo ou não atender fulano"
ACABOU COM MEU RESTO DE DIA
Vontade de chutar o balde e largar tudo mas daí eu paro e penso que eu tenho contas para pagar...
 ·  ·  · há ± 1 hora próximo a Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul

  • Pollyh Meg'Leyne curtiu isto.

    • Maurício Antunes Pense o seguinte ^^

      Quem falou isso é um idiota, e por ser um idiota não vale a pena nem ouvir, você sabe o que faz e provavelmente faz isso muito bem. Então se uma pessoa vem com um comentário idiota desses, nem ligue XD
      Gente idiota existe para ser ignorada e deixar os mais capazes e inteligentes nervosos =D

      há ± 1 hora ·  ·  1

    • Maurício Antunes e pq não posta no mural, faz isso para ferrar com a pessoa xD
      há ± 1 hora · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Hoje fui capaz de sorrir - e não rir - pensando em meus desafios... A Vida é mesmo uma miríade de possibilidades...
      há ± 1 hora ·  ·  1

    • Patricia Rosa Obrigado Maurício Antunes mas acabei de escutar da dona de um asilo... semana que vem é feriadão (GRAÇAS A DARWIN!!!!) ai fui avisar os outros dias que ia ir e... afffff sabe quanto eu ganho para atender ele??? R$10 (20 por semana vou 2x) a mais no final do mês... isso tb dói...
      há ± 1 hora · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Patricia Rosa, pense em uma mudança é médio prazo, estruture um caminho de longo prazo - um projeto de vida, um norte... Sorria das dificuldades de curto prazo e aprenda com elas...
      há 59 minutos ·  ·  1

    • Maurício Antunes Olha sorria para as dificuldades não, fique puta, soque alguma coisa, extravase como você esta fazendo agora! Acumule ódio e solte todo em coisas sem valor, como coisas materiais =D.
      Gente sem valor você consegue derrubar e depois rir da cara da pessoa =D

      há 56 minutos ·  ·  1

    • Carlos Leger Sherman Palmer Não pretendo ser messiânico, rsrsrsrs, é que trata-se de uma questão de perspectiva... Ajuste... Tem coisas para mudar, mude... É chato, difícil, desmotivante... E imagino que seu trabalho alivie o sofrimento humano... Mude o que pode ser mudado, já... Adapte-se com alegria ao que não pode... Olhe na folhinha e veja se está na TPM, rsrsrsrs, e lembre-se de que não há nada como um dia depois do outro....
      há 56 minutos ·  ·  1

    • Maurício Antunes Tudo o que necessita é um pouco de ódio ^_^
      há 56 minutos ·  ·  1

    • Patricia Rosa não estou na tpm...
      há 56 minutos · 

    • Patricia Rosa nada como um dia após o outro mesmo
      há 55 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Maurício, você terá dois problemas... Além de não receber o pay-back, você também não terá o feed-back... O feed-back é neuroquímico...
      há 55 minutos · 

    • Maurício Antunes Lembre-se o ódio acumulado faz com que a felicidade seja maior quando você "destruir" a pessoa um dia =D
      há 55 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Ódio? Que besteira homérica... Isso não procede... Não é somente uma questão de 'ódio acumulado'... Acumulado ou simples descarga faz mal... Sexo faz bem...
      há 54 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Quer uma descarga extra de cortisol e adrenalina? Em um situação que por força das circunstâncias deverá se prolongar? Ou seja, veneno na veia...
      há 53 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Que besteira... Descarregue endorfina, serotonina, dopaminas... Transe, tome todas, curta... E racionaliza o assunto... Você tem problemas, analise e resolva.. Ódio é transformas as coisas em pessoais, em morais...
      há 52 minutos · 

    • Maurício Antunes O ódio nos motiva a alcançar o que desejamos para provar aos imbecis que duvidaram de nós =D. E principalmente parar rirmos da desgraça daquele que odiamos =D
      há 52 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Besteira... Não sinta ódio... Supere... Racionalmente... E muito sexo... Maurício, você não consegue nada com ódio... Absolutamente nada... Derrotamos os imbecis com inteligência...
      há 51 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer E para sermos inteligentes em plenitude, nada como sexo... Prazer...
      há 51 minutos · 

    • Maurício Antunes O ódio faz com que a sua satisfação em ver a feição daqueles que odeia com tamanha inveja de ter conseguido o que desejava, que vc se sente mais e mais feliz ^_^
      há 51 minutos · 

    • Maurício Antunes O ódio pode ser usado de maneira muito racional =D, Só saber quando usá-lo e em quem usá-lo =D
      há 50 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Schrodinger teve seus lampejos mais sensacionais sobre a Mecânica Quântica depois de duas semanas com uma amante nos Alpes....
      há 50 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Que ódio??? Sexo, prazer, racionalidade... A vida não é moral... As pessoas não são imbecis porque querem...
      há 49 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Não existe livre arbítrio, não existe moralidade... Sejamos inteligentes... E recebamos o feed-back do prazer, mesmo sem o pay-back de um mundo justo....
      há 49 minutos · 

    • Maurício Antunes Espero que não esteja falando de destino XD
      há 47 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Maurício Antunes, acompanho muitos de seus comentários, e admiro muitos dos seus pontos de vista... Espero que tenha maturidade de revisar tais posições... Não se sustentam e contradizem boa parte do ótimo trabalho que você faz... Não acumule nem descarregue o seu ódio... Simplesmente não se nutra dele... Como? Entendendo que a vida não é moral, e o livre-arbítrio não existe... Os imbecis a quem se referem precisam de ajuda... Use a sua clareza para isso...

      há 46 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Maurício, que destino? Estou falando de inteligência e neurofisiologia...
      há 46 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Se digo que o Universo não é moral, como posso pensar em destino?
      há 45 minutos · 

    • Maurício Antunes Então como diz que não tem livre arbítrio XD
      há 44 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      O Universo não é moral, não existe o livre arbítrio, nem deuses, nem nada... Não vamos a parte alguma... Não existe podium de chegada... E é por isso tudo, que sugiro construir uma vida mortal e passageira com prazer... E com certa utilidade, e com inteligência... É óbvio que passar este lampejo de vida consumido por ódio e outros venenos é uma besteira homérica... Entenda que mesmo para reagir a uma agressão necessitará de propósito e tranquilidade... Caso contrário será uma bala perdida.. Pra quê?

      há 43 minutos · 

    • Maurício Antunes 
      Nós temos nosso livre arbítrio, nós temos a consciência de nossos atos ou pelo menos fazemos as coisas pensando nas consequências =D. Afinal devemos nos responsabilizar pelo que fazemos por isso digo que existe o livre arbítrio, mas não a besteira bíblica estou falando da nossa vontade =D.
      Quem disse que me deixo consumir pelo ódio, apenas sei usar algo que faz parte de nosso cotidiano, dizer que você não possuí ódio é apenas uma ilusão, então pq lutar contra ele em vez de usá-lo ao seu benefício =D

      há 41 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Maurício Antunes qual é o problema com 'não haver o livre-arbítrio' - ou seja, efetivamente somos quem somos sem intenção de ser - com destino? Esta esquecendo a via real, a realidade, ou seja um universo complexo, com fenômenos aleatórios, estocásticos, caóticos... O clima, a troposfera, é um sistema caótico... Quando todos os taxistas - que são metereologistas amadores. rsrsrs - dizem: 'o clima está louco', eu respondo 'o clima é louco'... Mais precisamente caótico... O livre-arbitramos é uma falácia medieval... Santo Agostinho, depois Tomás de Aquino, para eximir o seu 'deus' de culpas... Besteiras, que nem você nem eu acreditamos... Mas pela Genética e pela Neurociência, sabemos que a nossa natureza involuntária simplesmente 'é' e atua, sem que possamos realmente determinar 'o que ser' ou 'como ser'... Nas palavras de Schopenhauer: "O homem pode, é certo, fazer o que quer, mas não pode querer o que quer"... O hipocampo seleciona o que você registrará deste papo, e você - conscientemente - nada poderá fazer para mudar isso... Na verdade poderia dar um copy e paste em algum lugar, para ler depois - com menos ódio, rsrsrsr... Ou seja, o seu hipocampo guarda 'o que quer'... Sem ele meu irmão, nada feito... Na verdade o hipocampo tem a sua atividade regida pela emoção, de forma que se o papo está instigante será armazenado em detalhes, caso contrário muita coisa será perdida... Se estiver com ódio armazenará de forma distorcida, com ruído... Escutando tudo em um tom que na verdade não estou usando... Isso não nos torna autômatos, porque a nossa individualidade está assegurada por 'quem somos', e somos únicos, dada a complexidade humana... Mas sem intencionar ser, e isso já pode ser tratado como fato científico... Talvez o seu ódio contra os imbecis, que realmente são imbecis quando vistos de fora, mude quando entenda mais sobre neurociência... Revelações ditas esotéricas estão fortemente relacionadas com problemas nos lobos temporais.... É isso, a via da vida complexa, não determinável, sem moral da história, sem culpados nem inocentes, nem livre-arbítrio... Então o que fazer? Bom, usar a inteligência, e já que não teremos o pay-back, desfrute do feed-back bioquímico de GOSTAR DE VIVER... Lembre-se de Hamlet, 'be or not to be, that is the question'... A resposta é 'LET IT BE'... Mas não de forma vazia... Descubra quem é e seja de propósito... Entenda a Genética e a Neurociência, esqueça a falácia sociológica e utópica... Esqueça o freudianismo absurdo... Encare a realidade, e se maravilhe com ela... Bioquimicamente... O que se traduz em comportamentos e ações, e entre elas não consigo - sob nenhum pretexto - considerar o ódio...

      há 21 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Maurício Antunes lamento informar que não procede... Estude neurociência... Não existe o livre-arbítrio, são truques e bugs em nosso cérebro alinhados com a 'crença' no livre-arbítrio... Não funciona assim... Você pode estar brigando com sua esposa, pedindo mais afeto, e pode realmente estar conversando com os genes dela, responsáveis pela produção de oxitocina e vasopressina... Ela pode 'copiar' a reação de afeto que você espera, mas não poderá ser quem você espera... Se você privar uma pessoa de falar desde o nascimento, até os 10 anos, ela jamais aprenderá afalar... Jamais... Infelizmente estas experiências foram tragicamente tentadas... Produzindo surdos-mudos irreversíveis...

      há 17 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Não existe livre-arbítrio... A teoria da Tábula Rasa foi refutada a muito tempo... Estude Genética e Neurociência... Comece por Pinker em 'Tábula Rasa'... Leia 'Um Antropólogo em Marte' de Oliver Sacks.... 'Os Dragões do Éden' de Sagan - tenho eletrônico se precisar, já que não é mais editado...
      há 15 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Maurício Antunes, tudo muito DIGITAL, maniqueísta, tudo ou nada... Não existe somente acumular ódio ou descarregá-lo... Existe o não cultivar o ódio... Entendendo que não vale a pena... Muitas pessoas serão capazes de praticar tal conceito, outras não... Tento estimular as pessoas que podem fazer algo a respeito, para que não cultivem o ódio... Poque é mais saudável e inteligente...
      há 13 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Por exemplo, no caso da audição, o rei mongol Akbar, o Grande, no século XVI, isolou várias crianças ao nascer, e que eram cuidadas por mulheres que não falavam com elas, até os 13 anos - idade em que ele ascendeu ao trono... O objetivo era verificar se tais crianças apresentariam uma tendência inata a se tornariam hindus, muçulmanas ou cristãs... Na verdade o que conseguiu foi demonstrar que sofremos imprinting também em nosso sistema auditivo ao nascer... Todas as crianças se tornaram irreversivelmente surdo-mudas... Mas nenhuma delas apresentou qualquer inclinação religiosa...
      Temos os casos dos meninos selvagens - além de Mogli - Victor, Kaspar Hauser, e o grotesco caso de Genie... Genie foi confinada, amarrada, torturada, por uma mãe cega e abusiva, e um pai paranoico, que costumava latir e rosnar na porta de seu quarto escuro quando ela chorava... Ela passava parte do tempo enjaulada sobre a cama... Genie depois de resgatada de seu suplício nunca conseguiu aprender a falar, concatenar expressões, e organizar frases... Ela só podia balbuciar duas palavras quando foi encontrada: "stopit", "nomore"... Genie aprendeu outras palavras, mas nunca foi capaz de estruturar uma frase... Genie se tornou obcecada por colecionar objetos plásticos, entre muitas outras obsessões...
      Sua recuperação foi tão terrível quanto sua vida... O pai se suicidou...Ouve certo progresso no início dos tratamentos, mas as equipes que assistiram Genie finalmente jogaram a toalha... Ela ainda está viva, internada em um lar para retardados mentais, sob severa vigilância...
      O rei Psamético do Egito, Frederico II - imperador do Sacro Império Romano - e o rei Jaime IV da Escócia fizeram experiências de isolamento com crianças... No caso de Frederico, para saber sobre a nossa tendência linguística inata: hebraico, árabe, latim ou grego? O resultado foi a morte de todas as crianças...

      há 9 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer http://ethosproject.blogspot.com.br/2012/04/ilusao-do-livre-arbitrio.html

      ethosproject.blogspot.com
      CRÔNICAS DE UMA VIDA - LIVRE E PENSANTE - DEDICADA À VIDA... Bem vinda Humanidad...Ver mais
      há 5 minutos ·  · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer http://ethosproject.blogspot.com.br/2012/04/bbc-1-6-brain-story-tudo-na-sua-mente_18.html

      ethosproject.blogspot.com
      CRÔNICAS DE UMA VIDA - LIVRE E PENSANTE - DEDICADA À VIDA... Bem vinda Humanidad...Ver mais
      há 4 minutos ·  · 


      Somos obra do acaso genético, ontogênico, de nossa neurofisiologia, nossa bioquímica, dos imprintings - como maracas sobre o cimento fresco de nossa fisiologia -, e de nossa experiência - cuja capacidade de assimilação depende da genética... O nosso comportamento mais se assemelha a uma bolinha de Pimball... Ainda assim somos únicos... Somos quem somos sem intencionar sê-lo... Mas somos... Humanos, demasiado Humanos...
       

Nenhum comentário:

Postar um comentário