Pesquisar este blog

terça-feira, 10 de abril de 2012

Sobre 'Relativizar', Lógica, Filosofia e Pensamento



Publicaram o infame texto "A Lógica da Reencarnação"... Um longo debate se seguiu, e registro aqui minha argumentação:

"Cristiano, trata-se da inversão dos ônus da prova... E o que pode ser aceito sem provas pode ser descartado sem provas... A 'lógica da reencarnação' é bem simples: medo de morrer, superstição e ignorância... De lógica você não entende, embora insista em mal utilizar o conceito... E também não entende que versar sobre tal assunto nos remete ao seguinte ponto: 'ter ou não ter tempo a perder'..."

"Se surgirem evidências sobre a existência de deuses e fenômenos sobrenaturais, estaremos à postos e interessados e medi-los física e naturalmente... Até lá, só poderemos prescrutar a verdade por trás da seguinte questão: por que eles existem em nosso cérebro?"

"As mesmas elevadas faculdades mentais que a princípio levaram o homem a acreditar em agentes espirituais invisíveis, depois no fetichismo, politeísmo e, por fim, no monoteísmo, iriam levá-lo de qualquer forma, à medida que o seu poder de raciocínio permanecesse pouco desenvolvido, a várias superstições e costumes estranhos. - Charles Darwin"

"Os homens pensam que a epilepsia é divina meramente porque não a compreendem. Se eles denominassem divina qualquer coisa que não compreendem, não haveria fim para as coisas divinas. -  Hipócrates (Pai da Medicina; 460–377 AEC)"

"A crença em 'almas do outro mundo', teve grande aceitação, dos delírios Clássicos ao acender das luzes após a Idade Média, ou Idade das Trevas, quando tais delírios começaram a ser compreendidos, e os planos médicos passaram a cobrir tratamentos psiquiátricos... Mesmo assim, esquizofrênicos de carteirinha como Chico Xavier não puderam receber adequado tratamento médico..."

"Sempre tive particular curiosidade sobre a peruca de Chico Xavier... Aquele que curou o câncer, a tuberculose, e muito mais, mas nada pôde contra a calvície... Aliás, sempre considerei que um 'espírito tão evoluído', deveria se importar um pouco menos com a aparência, como fez Sócrates... Calvo... Sem peruca... Pode parecer uma piada, e é, mas leva a uma importante reflexão..."

"Chico Xavier era flagrantemente esquizofrênico... Um homem aparentemente bom, fragilizado pela perda da mãe... Doente, muito doente... Embora aparentemente bom e generoso, perpetrou - comprovadamente - fraudes... Um bom estelionatário com sérios problemas neurológicos..."

"John Nash, de 'Uma Mente Brilhante', também esquizofrênico, foi educado em ciências, e ganhou o Nobel... Também via pessoas, não espíritos de luz, mas agentes da KGB... Coisas da guerra fria... Também foi um homem bom e generoso... Já Wellington Menezes teve outro fim... Educado na bíblia, perpetrou - não o Nobel, nem o bem - mas o massacre em uma escola, em sua sina judaico-cristã-islâmica de purificação..."

"Considere a questão: Temos afinidade por eventos de causa e efeito simples... Eventos causais... Onde uma causa é a responsável direta e muita vezes única de um determinado efeito... Um evento causal de primeira ordem, ou ordinário... Mas o universo, a natureza e a vida humana, estão marcados e sulcados - sobretudo - por fenômenos caóticos, randômicos, estocásticos, probabilísticos... O clima é um sistema caótico... Tenho que rir baixinho quando tomo um táxi e o padrão se repete: após o cordial 'bom dia' e ‘para onde vamos’, os taxistas parecem ter uma especial e irremediável preferência por assuntos meteorológicos: 'este clima está louco'... Sim, o clima 'é louco'... Nem todos estamos preparados para dormir com este barulho, e continuamos recorrendo ao 'simplismo causal', e daí tanta confusão, revoluções, guerras, fogueiras, mortes, e religião... Daí o espaço para estelionatários, e esquizofrênicos que não estão diagnosticados como tal, e um exército de crentes... Daí tanto sofrimento... Daí tanta superstição... Daí um livro infantil e moralista como o Livro dos Espíritos, cuja única base de sustentação seria a dita 'lei da causa e efeito'... Se estão citando a Segunda Lei de Newton, deveriam considerar que tal Lei Física, está destinada unicamente a corpos materiais, e físicos, e que como tal possuem massa... Estamos falando aqui de uma Universo que está descrito, fisicamente, acima dos limites da constante de Planck... Ou seja, dentro dos limites da Física Clássica, e fora dos limites da Física Quântica..."

"Não acreditem em ideias apenas por simpatia, conveniência, ou corporativismo - apesar do Livro dos Espíritos apelar à 'simpatia' e aos frágeis conceitos moralizantes e maniqueístas da luta do bem contra o mal... Não conjuguem o verbo crer na primeira pessoa do singular... Não tem a menor utilidade, e ao contrário, produziu toda sorte de problemas... Estudem, pensem, investiguem, saibam - ou não... Mas se não souberem, sejam cautelosos, e não ocupem palanques para criar ainda mais confusão... E não infestem suas vidas e as vidas dos demais com superstições... A Genética e Neurociência não encontraram a alma, mas estão entendendo dia-a-dia 'O que nos faz humanos' - título do livro de Matt Ridley... Sem entender isso, você estará correndo atrás do próprio rabo em um círculo débil e supersticioso, que não o levará a nada... Rigorosamente nada, além do desperdício de seu bem mais precioso... Este curto hiato de sua inexistência... A vida real... Aqui e agora, sem subterfúgios... Hoje, sexta, enquanto o sol brilha lá fora... Vou sair com meu cachorro, dar uma nadada, e retornar à redação de meu livro, onde espero, movido por puro amor e aguçado sentido de responsabilidade, contribuir em todo este debate, e libertar humanos como o Cristiano, entre outros... A minha vida é finita, e não tenho os super-poderes da vida eterna, e nem recompensas... Dedico-me a outros humanos como eu, pelo bem de fazer o bem... Mas não posso ficar calado, quando assisto o circo que nos levou a tantos desenganos ser novamente encenado... Sob nenhum pretexto... Um bom feriado a todos... Cogita tute [Pense por si mesmo]"

"O que move o Universo não é a perfeição e sim a imperfeição... A diferença..."

"Escrevi 10 páginas criticando cada parágrafo desta ode à ignorância... Incrível, insuperável... Estou dedicando um capítulo do meu livro à esta pérola preciosa: 'Lógica da Reencarnação'... Em alguns momentos tenho a tendência a pensar que é uma piada, mesmo sabendo que não é, mas parece que o autor vai desfazer toda a trama - infantil - em uma grande gargalhada, do tipo 01 de Abril... Mas o devaneio é sério... O mais importante aqui, é a ousadia - e a ignorância - de valer-se do conceito de lógica, que o autor obviamente não tem ideia do que seja, para falar de um assunto tão sem lógica... Oportunamente estarei publicando, quero reduzir a umas 7 ou 8 páginas... Pérola preciosa da ignorância vigente, e da clássica 'crença na crença'..."

" ‎Hugo Borges, você diz: "entendi muito bem o processo de causa e efeito da ciência espírita"? Entendeu? Ciência espírita? O que entende finalmente por ciência? Rrsrss, até tú Brutus? Rsrsrsrsrs..."

"Cristiano, redefine o conceito de forças, cita 'situações variáveis para a teoria atômica' por 'espécie', fala no 'deus supremo', etc... E você diz que não vê problemas com a ciência? Rsrsrsrs... Os conceitos acima estabelecem juízo prévio e desconhecimento, respeitosamente falando, baseado em verbosidades e incongruências homéricas... Explico porque: No primeiro conceito pretende rediscutir a Física Clássica, Relativística e Quântica, assim como a Astronomia... E espero que o trabalho contenha a mesma vastidão de provas, e extenso volume, para desfazer tudo o que 'já está entendido, provado e aceito'... Fica a impressão de que apelará para o superado e equivocado modelo Aristotélico... É ver - ou ler - para entender - sem apelar para crer... Lembrando que desenvolvemos e colocamos satélites em órbita da Terra, pousamos em uma lua de Saturno - Titã - e exploramos outra - Encélado - com a sonda Cassini... Temos a Voyager 2 vagando por aí, a Curiosity em marte... E a teoria atômica moderna nos tem servido à perfeição, repetida todos os dias, milhões de vezes, sendo corroborada por milhares de cientistas e diferentes países... Ou seja a vida físico-química à nossa volta é a demonstração cabal de que não existem lacunas para encaixarmos o sobrenatural... Depois fala em 'doutrina', ao descrever 'pelo estudo fisiológico dos seres, que a vida não é propriedade fortuita das moléculas que a compõem e sim uma força especial a governar átomos conforme o tipo das espécies'... E pretende, de uma só tacada, reescrever a química, a biologia, alegando que existe uma força especial - e portanto até o presente desconhecida, diferente da nuclear fraca e forte - que governa átomos 'dependendo da espécie', o que assassina também a química e a biologia que tão bem conhecemos... Chega a ser infantil e pueril, que alguém desconsidere que a medicina e o conhecimento da química e da biologia, assim como da fisiologia humana, tenha nos levado de 30 anos como expectativa média de vida, do homem de Cro-Magnon ao homem do fim da Idade Média, e que hoje, pela ciência médica gozemos de 70, 80 anos de vida - com ampla vantagens para países menos crentes e portanto melhor assistidos pela ciência... Também é incrível o desprezo pela drástica diminuição da mortalidade infantil, que nos tempos de Hippolyte Léon Denizard Rivail poderia levar à uma especulação, bastante delirante, de que o sofrimento pela morte de infantes estava pautado em reencarnação e outras vidas... Sabemos que políticas públicas de saúde e ciência são suficientes... Observem como países majoritariamente descrentes, pelo uso da ciência, reduziram a mortalidade infantil afetando diretamente os desígnios fantasmagóricos da reencarnação... Pensem nisso... Ou somente pensem..."

"A alma é postulada na terceira parte, no melhor estilo platônico e aristotélico, discurso velho e carcomido... Lembrado que este senhores, grandes arquitetos da ideia de que o corpo de nada serve sem a 'alma' - um conceito vazio e sem função clara em nossos dias -. também acreditavam que o coração pensava, e que o cérebro era uma espécie de 'radiador' para esfriar o sangue... Assim como acreditavam, piamente, que a Terra estava no centro do Universo... Aristóteles postulou ainda que as mulheres 'seguramente' não tinham alma... Ledos enganos... O que Platão e Aristóteles deixaram como 'conhecimento' seria suficiente para uma Enciclopédia de Equívocos... E para quem pensa em recorrer à 'contextualização', devo esclarecer que Demócrito, Epicuro, Leucipo, Hipócrates, Aristarco, viveram o mesmo período e não se equivocaram tanto... A diferença entre o primeiro e o segundo grupo é simples, o primeiro tomou a arrogante liberdade de profetizar sem PROVAS, enquanto o segundo só abriu a boca diante de evidências e provas... O primeiro, Platão e Aristóteles projetou sua vontade e caprichos, o segundo observou, pensou e descreveu o que viu... Portanto enquanto os defensores da alma, Platão e Aristóteles diziam que a Terra estava no centro do Universo e as estrelas eram esferas de cristal, Aristarco sabia que o Sol estava no centro... Calculou a distância relativa entre Terra, Sol e Lua, e especulou sobre suas dimensões... Enquanto Platão e Aristóteles preenchiam seu vasto desconhecimento com 'alma', Hipócrates, o pai da medicina, dizia: "Os homens pensam que a epilepsia é divina meramente porque não a compreendem. Se eles denominassem divina qualquer coisa que não compreendem, não haveria fim para as coisas divinas." - Hipócrates (Pai da Medicina; 460–377 AEC)... Não, não haverá... Por quase 2.000 anos, a medicina de Hipócrates foi substituída pela 'espiritualidade', possessões demoníacas, etc, e passamos a viver como era antes de Hipócrates, na maior ignorância... Com o advento do Iluminismo, Humanismo, Positivismo, recuperamos a medicina perdida, o respeito pelo corpo, abolimos falácias, acendemos as luzes, e mudamos completamente o quadro da chances humanas de viver e permanecer vivos... Mas até hoje muitos, a maioria, vive imersa em superstições, enquanto recorre à medicina cética quando a saúde capenga... Por quê? Porque existem 'bugs' e características em nossos cérebros, e que levam à acolhida de toda sorte de superstição... Distúrbios nos lobos temporais levam crentes à experiências divinas, e descrentes a uma sensação de sintonia com a natureza... Tais distúrbios são frequentes... Determinados tipos de Epilepsia não desencadeiam convulsões, mas sim visões do divino... Desde que você acredite no divino, caso contrário, serão sensações de intimidade com a natureza, pelo rompimento da sensação de 'ser você'... Isso leva místicos a pensar em viagens astrais, etc... Seria interessante refletir sobre dois aspectos, primeiro porque deus escolhe a epilepsia para vislumbres tão raros de sua existência, e depois se seria certo privar estes pacientes da experiência do 'divino'... A esquizofrenia é outro problema, e Chico Xavier foi sem dúvida um esquizofrênico não diagnosticado... Wellington Menezes, doutrinado pela religião, matou crianças em Realengo... John Nash ganhou o Nobel de Ciências Econômicas... O que existe em comum entre os dois? A esquizofrenia... O que os diferes, o conhecimento versus a doutrina religiosa... Nash via russos em seu encalço em plena Guerra Fria... Menezes ruminava o comando bíblico, morte aos infiéis... Podemos hoje, com uma espécie de capacete, estimular a partir de campos magnéticos zonas cerebrais... E podemos finalmente entender com as ditas experiências místicas funcionam... Podemos provocar tais sensações... A resposta está no Sistema Límbico e o próximo Nobel de Medicina e Fisiologia sairá desta área... O Sistema Límbico regula as nossas emoções, e comporta-se como um núcleo cerebral dentro do Cérebro, tendo o Hipotálamo como centro de decisões... O Corpo Mamilar, as Amígdalas, são 'cúmplices' o co-autores de nossas experiências ditas 'místicas'... Outros sistemas de decisão atuam, como a vontade de pertencer a um grupo, e a gestão do medo e do risco... Estamos perto de solucionar a questão, que nas últimas décadas andou 70% do caminho, e os 30% finais estão previstos para esta década... Mas se tem visões e ouve vozes, e se é capaz de entregar-se radicalmente, mesmo sendo uma pessoa inteligente e instruída, a crenças, crendices, e superstições, pode ser a hora de consultar um neurologista... É sério..."

"O quarto conceito, verbosidades à parte, postula a existência de causas morais para a existência do Universo... Sabemos que não procede... Caso contrário deus teria que dar muitas explicações... Toda sorte de argumentação espírita é frágil, falaciosa, e evidentemente não pode ser comprovada... De forma que este livro deve ser um pouco mais do mesmo... E o Gran Finale, a profecia do 'deus supremo', e claro, os que não podem ver são cegos... Camille Flammarion foi um astrônomo, e morreu antes de que a maioria esmagadora dos avanços científicos pudessem ter sido descobertos... Morreu antes da ressonância magnética e da Neurociência Moderna, morreu antes do Hubble, e da ampla exploração espacial, morreu antes da Mecânica Quântica... Morreu antes da consagração da Relatividade... Morreu antes da descoberta do DNA... Já em sua época foi um astrônomo sem relevância, mas dedicado à polêmica... Flammarion foi amigo de Kardec, e ao invés de procurar um Neurologista, afundou na falácia do espiritismo... Perdão, mas tenho uma posição realmente dura sobre o assunto... Muita gente deixa de ser atendida por médicos, e passa a vida imersa no obscurantismo espírita... Eu passei pela experiência... Estou curado... Trata-se de uma obra oitocentista, e pelos conceitos em destaque, um convite à refutação cabal... Temos uma tendência à explicações causais, onde um efeito emerge de uma causa direta... Temos dificuldades, mesmo sem saber, com sistemas caóticos, complexos, probabilísticos, randômicos, estocásticos... Por exemplo, taxistas adoram comentar o clima: 'este clima está louco'.... Não, este clima 'é louco'... A troposfera é um sistema caótico, que pode ser modelado, mas que guarda sempre incerteza... As pessoas, e o Sistema Límbico ajudam neste problema, preferem relações causais simplistas... 'Por que este casal está com problemas'? 'Porque falta deus na vida deles, ora'... Pensem em quão complexos são dois seres humanos, em quão complexas são as relações, nas circunstâncias que mudam, na variância dos parâmetros que regem a vida, e muito mais... Pensem na gangorra da situação financeira, filhos, parentes, etc... E então? 'Foi deus'... E o emprego, porque não consigo um emprego? 'Mal olhado'... 'É o seu carma, são os chakras', etc e tal... Não, é a vida... Complexa, mas não misteriosa... Lembrando ainda, e poucos sabem, que o cérebro evoluiu de dentro para fora... O núcleo, ou Reptiliano, é idêntico ao cérebro dos répteis... O nosso DNA, com cerca de 30 mil genes ativos, salta 80% do código total... Sim, temos instruções de 'jump' por toda parte, e desprezamos 80% do que está escrito nele... Por quê? Porque deixamos estas instruções para trás na Evolução... A oxitocina e a vasopressina regulavam a salinidade de nosso corpo, quando vivíamos no mar, hoje regulam o nosso afeto... Hormônios são mensagens, que uma vez que encontram seu destino produzem reações que são deflagradas fisicamente... Já que um livro foi mencionado, mencionarei outras sugestões, 'Os Fantasmas no Cérebro' (V.S. Ramachandram), 'Quebrando o Encanto' (Daniel Dennett), 'O que nos faz humanos' (Matt Ridley), 'Um Antropólogo em Marte' (Oliver Sacks), 'Em Busca da Memória' (Eric Kandel), 'Um Mundo Assombrado por Demônios' (Carl Sagan), 'Deus Um Delírio' (Richard Dawkins), 'E o Cérebro Criou o Homem' (Antonio Damásio), 'Por que Acreditamos em Coisas Estranhas' (Michael Shermer), 'Truques da Mente' (Stephen Macknik, Susana Martinez-Conde), 'O Cérebro Imperfeito' (Dean Buonimano), 'Como a Mente Finciona' e 'Tabula Rasa' (Steven Pnker)... Temos ainda, uma tendência a preferir o que é 'espetaculoso' - não confundir com espetacular... A vida e a realidade são espetaculares... A Realidade é a droga mais forte que existe, e não entendo porque as pessoas fogem para drogas menores, cocaína, religião, espiritismo, psicanálise... O real é muito melhor... Incomparável... Você pode entender a Genética, a Neurociência e a Astrofísica... Está ao seu alcance... Não é tão complexo quanto parece, e hoje existe ampla literatura 'séria' com linguagem acessível... Tudo isso responde ao nosso medo da morte... E assim, desprezamos o corpo, desprezamos a vida REAL, imersos em um mundo fantasmagórico e triste... FIAT LUX... Somos apenas, e tão somente - parafraseando Nietzsche - humanos, demasiado humano... Frágeis, irremediavelmente mortais, e ainda assim, maravilhosos..."

"Peço desculpas antecipadas pela extensão do texto, mas a tentativa de questionar com uma só tacada a física, química e biologia, postulando o velho deus das lacunas, e o conceito infantil de alma como solução, merecem um tratado... Fui econômico, dada a abrangência do tema, e a extensão do desconhecimento..."

"Pior do que o desconhecimento são as pré-suposições equivocadas... Solução? Estudar.... Não crenças e crendices, estudar aquilo que foi testado e repetido, inúmeras vezes, por diferentes cientistas, em diferentes países, por diferentes métodos... Sem isso, lamento, serão motivo de piada... Por que tudo isso, não percebem, é absurdo...."

"Quem nada sabe, em tudo acredita - Jan Neruda"...

"O sentido da vida é O OUTRO - Ferreira Gullar"...

"Relativizar a suposta 'crença' de Einstein é falacioso e desonesto... A propósito, leia o que Einstein pensa e diz sobre crenças, em sua última declaração assinada: 

“A palavra Deus para mim é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana, a Bíblia é uma coleção de lendas honradas, mas ainda assim primitivas, que são bastante infantis”, escreve Einstein que, apesar de judeu, freqüentou uma escola católica na infância. (…) “Para mim, a religião judaica, como todas as outras, é a encarnação de algumas das superstições mais infantis. E o povo judeu, ao qual tenho o prazer de pertencer e com cuja mentalidade tenho grande afinidade, não tem qualquer diferença de qualidade para mim em relação aos outros povos. - Albert Einstein""

"‎Jean Escoto, sim, existem ateus fanáticos... Até porque a tendência ao 'fervor' ou ao 'fanatismo' se preferir, é genética; e regulada pela bioquímica e características neurais... Assim como John Nash, esquizofrênico, portanto obsessivo e com dificuldades para separar fantasia e realidade, via agentes russos da guerra fria e por sua 'doutrinação' - se assim preferir - científica, ganhou no Nobel de Ciências Econômicas; Wellington Menezes matou crianças em realengo, e também via coisas, pessoas, escutava vozes - em sua esquizofrenia -, e a partir da doutrinação de morte aos hereges e de purificação bíblica, partiu para a ação... Sim concordo, o fanatismo existe... Não é o seu nem o meu caso... Inclusive insisto que tornar-se ateu é uma consequência - e não causa primária - da atitude cética... A ética, a necessidade de ser justo, nos leva aos fatos, às evidências... É assim que a Ética passa a andar de mãos dadas com a busca por evidências... Mas tem gente que considera o ateísmo como um fim, e passa a vida reafirmando que é ateu... Ok, então você, pelo estudo abnegado, pela análise crítica, concluiu que deuses - todos eles - são invenções humanas, e resultantes da  cultura, do medo, da afinidade por relações causais - causa e efeito simples, onde necessariamente um efeito emerge e é consequência direta da causa -, e da dificuldade de conviver com sistemas caóticos, randômicos, estocásticos, probabilísticos, complexos... Só que a vida não é causal... Você se torna ateu, por consequência... Você entende que poucos são os fenômenos causais, que explicam questões profundas e complexas... Mas sim, existem ateus fanáticos, que passam a vida repetindo piadas - algumas engraçadas - contra religiosos... Mas é importante ressaltar aqui que não são questões no mesmo nível, ser ateu e ser religioso... Isso porque temos uma Constituição, temos o Código Civil e Penal, e onde está previsto que boa parte do que a bíblia diz, ordena e sugere, constitui crime... Ou seja, ser um ateísta fanático significa encher o saco dos religiosos... Ser um religioso fanático significa: "Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos,
Então seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar;
E dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz; é um comilão e um beberrão. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, e todo o Israel ouvirá e temerá." - Deuteronômio 21:18-21... "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim." - Mateus 10:34-37... "Feliz aquele que pegar em teus filhos e der com eles nas pedras." - Salmos 137:9... "Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; E assim os inimigos do homem serão os seus familiares. Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim." - Mateus 10:34-37... "Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, Queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe." – Êxodo [21: 24-25]... "Quebradura por quebradura, olho por olho, dente por dente; como ele tiver desfigurado a algum homem, assim se lhe fará." – Levitício [24: 20]..."

"O que fará um ateu fundamentalista? Piadas infames sobre a bíblia? Vai fazer um churrasco na sexta-feira santa queimando um exemplar da bíblia sagrada? E mais piadas, e outras piadas mais? Mas o que fará um fundamentalista religioso? Recorra à História... Vai matar pessoas? Vai matar hereges? Vai explodir bombas? Ou apenas desejará a morte de todos no juízo final? O que seria a ação mais inofensiva... Apenas desejar a morte de pessoas, mais especificamente todas as que seguem outro credo... Reflita sobre os 'fundamentalismos'... Por hora, até que prove o contrário, somente o fundamentalismo religioso matou, e foi a causa que mais mortos fez na História... Pensem sobre isso..."

"Genial Rodolfo Lobato, mas primeiro existe a falácia do Petitio principii, arbitrando que deus existe... Depois a Falacia non causae ut causae, Cum hoc ergo propter hoc (ou Falsa causa), A baseado em B, ou afirmação do consequente, e por aí vai... Tem o Argumentum ad antiquitatem (ou Apelo à Antiguidade ou Tradição), Argumentum ad consequentiam (ou Apelo à Consequência) - considerar uma premissa verdadeira ou falsa conforme sua consequência desejada -, Argumentum ad populum (ou Apelo ao povo ou à maioria), Argumentum ad verecundiam ou Magister dixit (ou Apelo à autoridade, ou O Meu Mestre Disse)..."

"Sensacional Pedro Pinheiro, como sempre... Preparei uma resposta formal de 10 páginas, desconstruindo esta 'LÓGICA'... Estou tentando reduzir para 6 ou 7... Quiçá 3 ou 4, rsrsrsrs... É uma pérola... Isso porque o Espiritismo, e o Livro dos Espíritos é prova cabal disso, é um texto vago, impreciso, e em algumas passagens infantil... É como jogar tênis sem rede, e ele, o Livro, marca os pontos... Repleto de contradições, deixa um grande vazio, difícil de ser desconstruído... Mas quando alguém ousa 'materializar' o espiritismo, apresentando provas - sempre fraudulentas - ou pretende explicá-lo pela lógica, então podemos evidenciar os absurdos e incongruências... Pérola rara...."

"‎Rodolfo Lobato, registrei 13 falácias lógicas... O autor começa dizendo: "A lógica é a única ferramenta que pode nos orientar em direção à verdade, ou o mais próximo possível dela. Sem a lógica, ficamos reféns dos "donos da verdade", dos dogmas absolutos que não podem jamais ser questionados."... Isso não é falácia, é cara de pau... Ou devaneio... Mas percebo certa desonestidade em curso... E cita Aristóteles como Pai da Lógica... Lógica sem provas é pura verborragia... Outra grave questão... Aristóteles foi um 'classificador', ou 'taxonomista', um cara que se meteu em todas as áreas do conhecimento e da superstição de sua época... Escreveu muito, acertou muito pouco... O que Aristóteles escreveu daria para montar uma vasta enciclopédia de erros..."

"Temos fragmentos de Leucipo, Demócrito, Epicuro, Aristarco... Por sorte algo mais de Hipócrates... Mas uma vastidão de asneiras platônicas e aristotélicas... Quem lê compêndios filosóficos, trata a Platão e Aristóteles como eminências pardas..."

"Jean, Einstein também diz 'somos todos ignorantes, mas não sobre as mesmas coisas'... Isso não dá espaço para toda sorte de 'relativismo epistemológico'... Dizer que 'sabemos muito mas não sabemos tudo', não é o mesmo que não saber nada... E as lacunas de nosso assumido 'não saber' - provisório - não podem ser preenchida com a falácia lógica do 'deus das lacunas'... Dizer que 'Monica Belluci é linda' guarda certa subjetividade... Mas não do mesmo tipo de subjetividade que precisamos invocar para assumir que um 'esquilo planador, invisível, governa o Universo'.... Pois, como bem assinalou Asimov, existem gradações de erro... Dizer que a Terra é esférica está errado, mas não tão ou mais errado que dizer que a Terra tem formato de pizza, ou seja, existem gradações de subjetividade e de objetividade, que são indiretamente proporcionais..."

"Mas não existe espaço para contextualização nas 'asneiras platônico-aristotélicas' - acabei de cunhar o termo, rsrsrsrs -, e isso porque Hipócrates estava avançado em termos de ciência médica, especulando sobre as origens cerebrais da epilepsia, enquanto Aristóteles pensava que a massa dentro de nossa caixa craniana serve para resfriar o sangue - um espécie de radiador... Para Aristóteles pensávamos com o coração, e a mulher era inferior por não possuir alma... Negros também eram inferiores, assim como escravos... Kardec parece ler na cartilha causa e efeito aristotélica, com algum conhecimento extra por parte de Flammarion, mas fez sua profecias antes da Física Quântica, do DNA, e da Neurociência..."

"Aristarco calculou a distância relativa entre Terra e Lua, e Terra e Sol, e estimou as dimensões de tais astros... E colocou a Terra onde É o seu lugar, orbitando servilmente o Sol... Enquanto, no mesmo contexto Aristóteles adorava, e adornava com infantis esferas de cristal, o modelo Ptolomaico... E Platão profetizava que 'deus era perfeito, logo o Universo tinha que estar baseado em formas perfeitas, como esferas e círculos'... Desprezo e julgamento moral da natureza, o maior dos problemas terrenos... Desprezo pelas provas, amor à verborragia... Isso não é filosofia, é 'achologia pura'... Uma proposição sem provas não difere em nada de um 'pum mental'... Não merece ser acolhida, afinal temos mais o que fazer... Isso não significa que não devamos especular, mas especular deve ter a sua origem deflagrada por alguma evidência..."

" ‎2.000 anos de atraso... Hipócrates nota há 25 séculos atrás: 'Os homens pensam que a epilepsia é divina meramente porque não a compreendem. Se eles denominassem divina qualquer coisa que não compreendem, não haveria fim para as coisas divinas.' - Hipócrates (Pai da Medicina; 460–377 AEC)... Pois o 'taxonomismo achológico aristotélico' passa para a História, pelas mãos cristãs... E a epilepsia, entendida nos tempos hipocráticos, volta a ser tratada como possessão demoníaca até Kardec em pleno século XX... Absurdo... Depois disso, depois de acesas as luzes da Idade das Trevas, retomamos a Ciência Médica... Em um livro de Medicina inglês do fim do século XIX, lê-se que a Dengue é uma manifestação da possessão demoníaca... Não, não é... Nada é... Durante este período, a expectativa de vida pouco variou em relação ao homem de Cro-Magnon - 30 anos -, e após a retomada da Ciência saltamos em um século para 70, 80 anos, dependendo do grau de instrução de cada país..."

"Um doa conceitos que mais demorei a entender foi a Epistemologia... Nominho complicado... Mas de importância marcial... A Epistemologia investiga a 'pensabilidade'... Compõe-se de Método, Lógica, Análise Crítica e Formal..."

"Que honra desfrutar este hiato da minha inexistência na companhia de tão inspiradas mentes... Valeu galera...."

Carlos Sherman


Nenhum comentário:

Postar um comentário