Pesquisar este blog

sábado, 23 de junho de 2012

Ubuntu

Publicaram a mensagem acima...

Comentei:

Linda mensagem, 'pero' ubuntu é um conceito... Quer dizer 'lealdade ao grupo'... Não sabia que havia uma tribo com esse nome, mas a palavra provém do idioma 'zulú' - idioma da etnia sul-africana de mesmo nome - e 'xhosa' - uma variação do 'bantú' sul-africano... Os zulús, e o reino Zulú, pode ser considerado como destacadamente guerreiro e agressivo com aqueles que não pertencem ao seu grupo... O conceito de lealdade ou ubuntu, deve ser entendido mais profundamente, posto que se refere ao grupo, e não à 'humanidade'... Os zulús não entendem bem o conceito de 'humanidade'... De forma que a diferenciação entre 'ELES' e 'NÓS', joga um papel crucial aqui... Ainda assim a gradação de nosso impulso em servir ao grupo ou a nós mesmos, tem forte correlação genética... Em uma cultura autóctone, um grupo geneticamente fechado, pode acentuar este papel... Mas os zulús por exemplo tem demonstrado tremendo insucesso em suas relações com outros grupos, e com a diplomacia... Daí pode derivar parte de suas dificuldades em avançar como grupo e como sociedade... Os zulús estão longe de servir como exemplo de humanismo, e mais ainda de conceitos como a democracia, direitos humanos e individuais, respeito à mulher e às diferenças... Em uma variedade genética maior, haverão sempre indivíduos mais competitivos, assim como os líderes e guerreiros zulús... A utopia do altruísmo hegemônico nunca será alcançada... Nenhuma utopia que verse sobre o comportamento humano será alcançada... E não precisamos de utopias... E isso se dá em função da variabilidade genética além de nossa complexidade comportamental... E devemos aprender a viver com isso... Felizes... Lembrando sempre que a falácia do homem como produto do meio, assim como a do bom selvagem, nos levou - e ainda nos leva - por severos descaminhos... Acho uma linda metáfora, mas não constitui um exemplo real... Se quisermos encontrar exemplo de atitude altruísta, humana, ética, podemos voltar a nossa busca para a Nova Zelândia, Canadá, Noruega, Islândia, Finlândia, Suécia, Austrália... Mas nunca nos guerreiros zulús...


P.S.: 


Vi muitas informações na Internet sobre a tal 'Tribo Ubuntu'... Nada muito 'documental'... Estou aprofundando minha investigação sobre eles... Tudo é muito bom pra ser verdade... Principalmente se notarmos que todos são negros... Não entendo porque não existe maior integração com indivíduos de diferentes tonalidades 'melanínicas'... Mas desconfio que os 'ubuntu' estejam pensando em lealdade com o seu próprio grupo, e desconfio tratar-se de um pequeno grupo autóctone, sem absolutamente nenhuma visão humanitária... Como amante da antropologia - e da verdade - será um prazer investigar... Se os Ubunto, a Tribo, existe, e está montada sobre tamanha consciência de grupo e sentido humanitário, será uma honra dar notícia a isso...


Abraços...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário