Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Onipotência...



Sofismas, apenas sofismas... Truques... Na verdade a proposição da existência de deus ou de deuses, não merece ser sequer aceita pela mais completa ausência de evidências... O adjetivo 'onipotente' só torna a proposição mais insólita... Em suma é uma questão de tempo a perder... A minha vida é finita, logo o meu tempo também o é... Brincar de deus e com deuses é um tempo que não pretendo perder... Sejam tais fantasias 'onipotentes', ou que tais 'deuses' soltem raios pelo rabo, cuspam fogo, leiam mentes, vejam através das paredes, ou vivam para sempre... Estejam eles rascunhados em paredes, esculpidos em templos, ou representados em livros ditos sagrados ou em gibis; ainda assim serão meramente fruto da debilidade de uns, do medo de outros, e da esperteza de seus algozes...


E citaram Descartes... E contestei:


Descartes não vale, rsrsrss, é crente... E passou absurdamente à história como um defensor da lógica e do pensamento racional, sendo na realidade uma farsa, um engôdo como 'racionalista'... Descartes é um crente que escreve para crentes....



Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário