Pesquisar este blog

domingo, 16 de setembro de 2012

Facebooking




Michael Brian compartilhou a foto de Universo Racionalista.
há 2 horas ·
Triste saber que ainda existem pessoas que insistem em perder tempo com fantasias espirituais...

Foto da Terra tirada pela sonda "Spirit" em Marte.
Curtir (desfazer) ·  · Seguir (desfazer) publicação · Compartilhar
Você, Octavio Pinheiro Machado Milliet, Mário César Araújo e Marcos Elias curtiram isso.

Mário César Araújo "A ciência não é só compatível com a espiritualidade; é uma profunda fonte de espiritualidade."
- Carl Sagan

Mas, claro, essa "espiritualidade" dita por ele não passa da capacidad...Veja mais
há 2 horas · Curtir · 2

Michael Brian http://img.chan4chan.com/img/2010-08-21/1282355655279.png

http://img.chan4chan.com/img/2010-08-21/1282355655279.png
img.chan4chan.com
há 2 horas · Curtir · 2

Octavio Pinheiro Machado Milliet O Espírito, na filosofia de Espinosa, é nada mais que a descrição do conjunto do que é o ser humano, alma (ser intelectual) e corpo (ser na extensão), a experiência espiritual, portanto, é a sensação da univocidade do ser enquanto corpo e intelecto. De fato, a ciência, a filosofia, o conhecimento, a percepção do mundo, tem muito a ver com a experiência espiritual, dados esses parâmetros. =)

Já na superstição do significado de Espírito enquanto existência propriamente dita do que sobra após a morte, que seria uma alma com vontades e imortal, isso nada tem a ver com ciência, isso é puramente a fantasia do homem em ação. rs
há ± 1 hora · Curtir · 2

Carlos Leger Sherman Palmer Mário César Araújo, mas espiritualidade é um termos pra lá de carregado de superstição... O que Sagan clara e inequivocamente considerava a antítese de ciência...
há ± 1 hora · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet Carlos Leger Sherman Palmer, você precisa entender que Sagan respeitava a filosofia de Espinosa. Num momento como esse é a esse pensamento que ele estava se referindo, é uma questão de contexto.
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Octavio Pinheiro Machado Milliet, toda experiência é medida e decodificada pelo cérebro, em nossos neurônios... A 'mente' é a atividade cerebral... Não existe uma mente isolada, fora do corpo, logo não tem sentido falar sequer em duas entidades separadas, almas ou mente, e corpo... A 'mente' é um estado do corpo... Sem cérebro não existe atividade mental... Um derrame - por exemplo - que venha a comprometer o tecido cerebral afetará a subsequente resposta 'mental'... Chamar de 'espiritualidade' uma parte da experiência neural é um grande problema, que causa muita confusão... E trata-se, ao meu ver, de falácia nomotética, ou seja, o ato de dar um outro nome à mesma coisa... Como por exemplo chamar deus de 'energia'... Trata-se de confusão, e não raro, fuga... Um tentativa de fugir à verdade acachapante de que não existem deuses e nem almas...
há ± 1 hora · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Carlos Leger Sherman Palmer, eu debateria isso contigo, se eu por acaso discordasse. Eu não discordo, o problema é que você não conhece Espinosa, e está confundindo a filosofia dele com Descartes, que é aliás contra-argumentada por Espinosa.

O intelecto, no caso, é simplesmente o campo conceitual. Ele não é um plano de existência física, mas a definição de toda a simbologia. Ficou mais claro?
Abraços.
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Respeitar Espinoza não corresponde a torná-lo infalível... Também admiro Espinoza, mas não preciso idolatrá-lo... Sagan também era um iconoclasta - como eu... Vide 'Um Mundo Assombrado por Demônios' onde Sagan põe todos os pingos nos 'ís'...
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Sagan tinha uma clara preocupação com o 'ôba-ôba espiritualista'...
há ± 1 hora · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet “Algumas pessoas acreditam que Deus é um enorme homem de pele clara com uma longa barba branca, sentado em um trono em algum lugar lá em cima no céu, ocupado na contagem da queda de cada pardal. Outros – como Baruch Spinoza e Albert Einstein – consideraram Deus como essencialmente a soma do total das leis da física que descrevem o Universo. Eu não conheço nenhuma evidência convincente para a existência de um patriarca antropomórfico controlando o destino da humanidade a partir de algum ponto celestial escondido, porém seria uma insanidade negar a existência das leis da física.”

Carl Sagan
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Octavio Pinheiro Machado Milliet, Espinoza desconhecia o neurônio e a atividade cerebral... Fez muito com o que dispunha, e não dispunha de muito... Não precisamos nos resumir à compreensão de Espinoza, podemos ir além...
há ± 1 hora · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Carlos Leger Sherman Palmer Em sua "Ética", a obra prima, Espinosa bate algumas vezes nesse ponto, da limitação dos recursos da época para ir além em certos assuntos e, em sua extrema racionalidade, ele tem extremo respeito pela própria limitação. Seu pensamento é matemático, racional, e não teológico. Você parece desconhecer razoavelmente do assunto. Para te explicar eu precisaria citar cada proposição da Ética, algo meio complicado, ou, você ler a Ética por si mesmo.

Basicamente, Espinosa desconhecia o neurônio, mas ele trabalhou (e muito eficientemente) com o que ele tinha em mãos: O pensamento e formas de pensamento humano.

Estudar e compreender Espinosa definitivamente não é um resumo da realidade, meu caro.
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Com direito afirma que não conheço Baruch de Spinoza??? Dedico um capítulo de meu livro a ele... Rsrsrsrs... Não preciso no entanto assinar abaixo de tudo o que disse ou percebeu... Spinoza foi um gênio... Um dos meus filósofos preferidos, mas viveu no século XVII... Estamos em 2012... Tenho Nietzsche em altíssima conta, mas posso discordar de algumas ideias... Respeito a filosofia de Spinoza - até certo ponto - e sua atitude, mas não preciso idolatrá-lo.... Só isso....
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer O meu livro se chama ETHOS, e homenageia a Ética de Spinoza...
há ± 1 hora · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Então eu fico espairecido por você considerá-lo supersticioso na sua visão absolutamente racional dos conceitos que ELE definiu para alma e espírito, você obviamente não o entendeu nesse ponto.
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Rsrsrsr, eu pareço desconhecer o assunto??? Octavio Pinheiro Machado Milliet, está notando apenas ao minha 'integridade intelectual' enfrentando a sua devoção ao genial Spinoza... Mas tudo bem, não vamos a lugar algum mesmo... Só disse que estes subterfúgios nomotéticos, ou falácias que versão sobre a dualidade 'corpo e mente - ou alma', foram e são um tremendo problema, e produzem razoável confusão... Mas, façam como quiserem... O seu ataque 'ad hominen' não merece resposta... Conheço Spinoza, e profundamente, mas repito, sou um iconoclasta... E um cético... Não preciso 'crer' em Spinoza... Spinoza é um gênio, e pronto... Pensou, escreveu e atuo de forma fantástica... E isso merece o meu respeito... Posso no entanto partir de suas ideias, e ir além... Podemos todos... Assim como Sagan...
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Octavio Pinheiro Machado Milliet o século XVII estava ainda afundado em superstição... Spinoza contribuiu para que emergíssemos... E daí a minha profunda admiração... Mas se vivo fosse, ele seguramente aprovaria a minha nota mais acima... Não existe de fato 'mente'...
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Não existem nem almas e nem espíritos... E Spinoza fez o que pôde... Mas não podemos considerá-lo conclusivo... Ele não conheceu a neurociência... Ele ERROU....
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Três graves falácias persistem e disfarçadas sobre o manto nomotético: 1) O homem é produto do meio; 2) A existência da alma; 3) O bom selvagem...
há ± 1 hora · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Certo, vou mudar o rumo então, eu achei que você conhecia Espinosa de fato, para ter utilizado ad hominem (não no sentido de um insulto desmoralizante, mas sim o questionamento do seu conhecimento prévio) nesse contexto.

Você deve estar familiarizado com o conceito de Substância em Espinosa, deve estar Familiarizado com Deus sive natura, deve estar ciente de que considera-se a Natureza como possuidora de infinitos atributos, dos quais conhecemos dois, a Extensão e o Intelecto. Deve estar familiarizado com o fato de que atributos diferem do conceito científico de dimensões, ou o conceito religioso e supersticioso de "planos espirituais", assim como diferem da dualidade Corpo e mente cartesiana.

Portanto, você provavelmente entende (ou deveria entender, a partir disso) que a separação entre o intelecto e o corpo, em Espinosa, é uma separação filosófica conceitual, e não uma separação em planos de existência, a lá Descartes.

O fato de que o corpo pensa e o intelecto se origina disso nunca foi negado por Espinosa, embora Descartes observasse uma separação metafísica entre os dois. Espinosa se mostrava ciente da ligação e IMANÊNCIA do "Corpo e alma", CLARAMENTE em sua filosofia. É justamente sobre isso que se trata o conceito de ESPÍRITO em Espinosa, a imanência entre Corpo e Alma, que você, numa clara má interpretação, acreditou se tratar da comum superstição humana.
há ± 1 hora · Curtir

Mário César Araújo Gente, estamos todos falando a mesma coisa aqui. :)

Não há qualquer deus antropomorfo, há apenas a natureza do cosmos. Este é o "deus" de Espinosa: algo sem qualquer tipo de intel...Veja mais
há ± 1 hora · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet A Alma em Espinosa CLARAMENTE EXISTE, enquanto a definição do ser humano pensante. ALMA em Espinosa DIFERE de ALMA na religião, isso deveria ficar claro, ainda mais para alguém que escreveu um LIVRO sobre o assunto.

E de fato, Mário César Araújo, justamente. "apenas uma coleção de leis físicas. E eu iria além: leis físicas, químicas e biológicas."
É mais fácil dizer "Leis da Natureza", ^^
há ± 1 hora · Curtir · 1

Mário César Araújo Aliás, deixe-me colocar isto de forma um pouco mais clara. É impossível refutar completamente o conceito de deus, porque ele não é um conceito fechado, mas um conceito aberto. Cada pessoa tem seu próprio conceito do que seria deus, assim, uma vez que você refuta um conceito, sobram todos os demais. Vide Epicuro, que refutou muito bem com o problema do mal.

Desta forma, é possível também definir deus como qualquer coisa e a definição que descrevi acima é a do panteísmo. Eu já fui panteísta e isso nada mais é do que um "ateísmo poético", digamos... Usa-se a palavra deus para se direcionar à natureza. Só que, como aconteceu com Einstein, isso gera muita confusão... Então decidi abolir a palavra deus de meu vocabulário e me assumir ateu. ;)

(Isso, claro, há um bom tempo atrás)
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Sim Octavio Pinheiro Machado Milliet, pode diferir, mas com certeza não existe alma... Não existe nada parecido, além da incompreensão do século XVII... Repito, Spinoza fez o que podia, mas este tema não corresponde mais à filosofia... Trata-se de matéria científica, neurocientífica...
há ± 1 hora · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet É, eu estou estudando com afinco o assunto, Mário César Araújo, para te dizer (confie se quiser) que Espinosa e Einstein não são considerados panteístas. =P
Leia isso aqui se quiser =)

http://universoracionalista.wordpress.com/2012/09/06/einstein-era-ateu/

Einstein era Ateu?
universoracionalista.wordpress.com
Bom, eu notei centenas de perguntas semelhantes por toda a internet, elas todas ...
Ver mais
há ± 1 hora · Curtir

Mário César Araújo Octavio Pinheiro Machado Milliet, eles eram sim. E Einstein, no final da vida, talvez tenha assumido o ateísmo. Vide algumas citações retiradas de cartas dele, que vieram a público...Veja mais
há ± 1 hora · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer Mário César Araújo, brother, se esta conversa reside no plano do racionalismo, devo discordar... Trata-se da falácia retórica da inversão do ônus da prova, ou seja, deus não existe até que quem propõe a sua existência apresente evidências que possam ser convertidas em provas e fatos... Sem isso, recaímos em outra falácia lógiica: 'não pode provar a INEXISTÊNCIA - do que não não existe'... Ou seja, trata-se de tempo a perder ou não... Ou seja, quem requer que uma proposição seja debatida deve trazer - ao menos - evidências... Deus é sim inexistente até que se prove o contrário... Posto desta forma, e discordo por exemplo de DeGrasse, o agnosticismo é uma falácia nomotética do teísmo... E por aí vai...
há ± 1 hora · Curtir

Mário César Araújo Carlos, o fato é que não se pode provar a inexistência de algo na ciência. Eu sei e não estou invertendo o onus da prova... Leia melhor o que eu disse. ;)
há ± 1 hora · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Octavio Pinheiro Machado Milliet, definitivamente você 'crê na crença', mesmo que se apresente de outra forma... Não são apenas religiões que erigem templos... Pseudo-científicos por toda parte estão erigindo seus templos... Que pena, mas assim caminha a humanidade... Einstein riu disso tudo, e estaria indignado com o que tentam fazer com o seu ceticismo... Isso sim é uma pena...
há ± 1 hora · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Mário César Araújo, de um lado eu concordo contigo. Eu diria que Einstein não acreditava no Deus religioso (que é o único Deus que não pode ser refutado nem provado, logo, o único que depende de crença, fé), e nesse ponto, é uma definição de ateísmo.

Por outro, Einstein, tal como Espinosa, partiam do pressuposto de que esse Deus é nada mais que produto da fantasia humana, indigno até mesmo de ser refutado ou negado, ou seja, nós não somos apapai noel, afada dos dentes, amitologias, ou seja, um mundo onde fosse clara a inexistência do Senhor nos Céus, não teria ateus, entende o que eu quero dizer? Se todos fossem ateus, ninguém seria ateu, rs

A partir disso, ambos passam a definir o que é a Natureza, e dão o nome de Deus, por ele ser uma generalização mais eficiente desse conceito.
há 59 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Mário César Araújo, o fato é que não se deve perder tempo com nada que não apresente sequer uma evidência... Não nos dispomos a estudar ada que venha do nada, porque resulta em nada... Está equivocado quando à ciência... O método científico denota uma atitude: tomar ciência, tornar-se ciente... Não serve a nenhum propósito, ao não ser o mero constructo, sair por aí falando qualquer besteira e exigindo respeito...
há 58 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Einstein ria do conceito de divindade...
há 58 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet "Albert Einstein, por exemplo, foi um espinosano admitido, como ele diz em uma de suas cartas:

“Acredito no Deus de Spinoza, que se revela por si mesmo na harmonia de tudo o que existe, e não no Deus que se interessa pela sorte e pelas ações dos homens”
"
há 57 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Aristóteles e Aristarco foram quase contemporâneos, viveram pois o mesmo contexto... Porque Aristóteles escreveu uma enciclopédia de asneiras enquanto Aristarco entendeu pela primeira vez que a Terra girava em torno do Sol e não o contrário? Porque Aristarco se baseou em evidência, e 'leu' a natureza... Enquanto Aristóteles postulava a sua certeza sem evidência, e ao contrário, dando nó em pingo d´água para que o seu modelo funcionasse... Preso a crenças, a dogmas... Não considero qualquer exercício mental como 'filosofia'...
há 53 minutos · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet Quem é que está sendo falacioso agora?
Schopenhauer explica...
há 53 minutos · Curtir

Mário César Araújo Gente, só um instante. Acho que esta conversa não está dando muito certo em texto... Ela se daria melhor numa mesa de bar.

Não sei você, Carlos, mas eu e o Octavio Pinheiro Machado Milliet estamos aqui em SP. Se também estiver, ou um momento em que passar por aqui, poderíamos marcar e debater sobre isso. Que tal? :)
há 52 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Platão e Aristóteles são suficientes para uma enciclopédia de erros... Motivo? Valorizar o mero constructo... Não percamos mais tempo com isso... Submetamos a nossa 'pensabilidade' ao escrutínio científico, em todas as áreas...
há 52 minutos · Curtir · 1

Octavio Pinheiro Machado Milliet Pois é, Espinosa era um desatualizado.

https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ufba/207/1/Deus%20ou%20seja%20a%20natureza.pdf

Leia a partir da página 163 =)
há 51 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Na moral, isso é anti-ético, métodos ilícitos de debater, 1-01, Schopenhauer.

Eu cito:
Estrategema 1, página 17:
A expansão. Levar a afirmação do adversário para além do seu limite natural, interpretá-la da maneira mais genérica possível, tomá-la no sentido mais amplo possível e exagerá-la[...]

No caso presente, eu diria que você não se limitou apenas à expansão, como aproveitou para ir até um assunto não relacionado.

Você não soube rebater meus argumentos, apenas não quer admitir seu desconhecimento e/ou má interpretação de Espinosa. Eu pergunto: Qual o problema com o conceito filosófico de Espinosa? Tu respondes: Ele é antigo, é assunto para a neurociência discutir.

Meu caro, eu não tenho motivos mais para debater esse assunto contigo, já que ele não está nem mesmo sendo debatido.
há 46 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Se quiser, leia Espinosa e refute suas proposições, diretamente comigo, não terei problema, aliás, terei prazer em fazê-lo. Mas generalizar cada vez mais, sem apresentar nenhuma relação com a filosofia dele propriamente dita? Não rola.
há 45 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Até mais.
há 45 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Rsrsrsrsrsrsrsrs.... Mário César Araújo seria uma honra, mas mudei-me de São Paulo para São Carlos a 4 meses... Por outro lado o que para mim é matéria de estudo, para o Octavio Pinheiro Machado Milliet parece ser sagrado, de forma que ele pode jogar a cerveja em mim, rsrsrsrsrs... Brincadeira Octavio... Sou meio grande, acho que vc não faria isso, rsrsrsrsrs.... Mas vou a São Paulo com regularidade... Combinamos um papo... Recomendo que participem do 'Fronteiras Do Pensamento Sp', trata-se do evento mais importante no país, no que tange ao exercício da PENSABILIDADE... Estive assistindo à apresentação de Shermer - meu amigo - e batemos um papo após a apresentação em um coquetel... Também me correspondo com outro palestrante, Michel Onfray, que estará aqui em Outubro... Tenho contato por e-mail com Dawkins e Dennett, o que além de significar muita honra, redunda em bons conselhos... Escrevo um livro cujo título é ETHOS - ÉTICO, LOGO CÉTICO... Escolhi o livro sem saber que este era o título de um livro inacabado de Sagan... Será que ele estava na mesma pista??? Quem sabe... Recomendo a leitura de 'Os Dragões do Eden' de Sagan, fora de catálogo... Tenho o livro, e tenho também em PDF... Confiram também 'Tábula Rasa' de Steven Pinker e 'Cérebro e Crença' de Shermer - que acaba de ser lançado no Brasil.... Confiram a 'Contra História da Filosofia' - 04 volumes - de Onfray... Aguardo ansiosamente o lançamento de 'Crepúsculo de Um Ídolo, A Fábula Freudiana', também de Onfray... É isso galera, bom final de domingo... Tenho que selecionar as músicas para receber alguns amigos, separar os vinhos... Mas estão convidados para uma rodada de Jack Daniels Gentlemen - duplamente destilado - quando quiserem vir a São Carlos... Adoraria que conhecessem a minha biblioteca, o orgulho de minha vida, ao lado de seletos 4.000 CDs... Visitem o meu blog, rsrsrsrs, e metam o pau... Um forte abraço...
há 40 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer http://ethosproject.blogspot.com.br/
há 40 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Não, grato, vou ser direto e não falso: Não gosto quando afirmam que eu não penso, para refutar meus pensamentos.
há 38 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Ocatvio, sua idolatria nega o óbvio... Spinoza não conheceu a Evolução, a revolução da Genética, da Neurologia, da Etologia... Mas era um gênio... Só que a nossa viagem, a viagem humana, depende do conhecimento acumulado... Spinoza não era um deus... Mas era excepcional... O que não significa que eu precise me curvar aos equívocos dele - sob nenhum pretexto... Sou um homem livre e pensante.... E vivo...
há 38 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Bom Jack Daniels para você, caro escritor, respeito seu trabalho.
há 38 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Rsrrsrsrsrs, não afirmei que não pensa, mas sim que tem uma devoção exagerada a um filósofo em especial... Com o qual também comparte indescritível admiração... Só que não comparto da devoção...
há 37 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Obrigado Octavio Pinheiro Machado Milliet, como sempre digo, buscamos testemunhas para a nossa existência, descolarei outros convivas, rsrsrsrs.... Cara, é só um debate... Segue um abraço...
há 35 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Octavio Pinheiro Machado Milliet, eu critiquei a pensabilidade de Aristóteles e Platão... Sobre o seu aproach, realmente considero devote demais... E isso deve doer, mas é o que vejo... Com o perdão da sinceridade.... Mas deixo uma garrafa de reserva, rsrsrsrs, pode ser que vc entenda os meus argumentos amanhã pela manhã... Rsrsrsrrs, um forte abraço....
há 33 minutos · Curtir

Octavio Pinheiro Machado Milliet Sabe qual é o foda? Idolatrias a parte, pois elas que se fodam, quando eu estou lendo algo quero notar se é real ou não, eu não aceito nada a priori, eu estudo e se faz sentido eu DEFENDO sim, até que um argumento FUNDAMENTADO me contradiga de fato, algo que eu costumo admitir.

Se você for ler o que Espinosa pensa, percebe que sua filosofia é a compreensão matemática da Natureza, que suporta perfeitamente tanto a física de Einstein quanto a possibilidade da Evolução, que ele não tinha recursos para afirmar, mas não era tolo de limitar, criar cercas, definir como foram feitas as coisas que ele não podia saber.

Logo, enquanto uma religião admite a criação por seus próprios princípios infundamentados, se não na fantasia humana, Espinosa demonstra o funcionamento matemático da Natureza, e deixa mais do que espaço para as teorias que viriam a seguir. Suas falas eram de pura admiração ao desenvolvimento da Ciência.

Eu sou devotado ao conhecimento, Carlos Leger Sherman Palmer, e até hoje, não vi mais do que 1% da racionalidade de Espinosa que vá contra a minha devoção. Aliás cheguei num ponto da Ética que é preciso avaliar a veracidade do que ele fala, proposição 2 da parte 3, parei de ler faz uns dias e fiquei batendo nessa parte para descobrir a falha ou minha má percepção do que está sendo dito.

Eu estudei o que disse Nicolelis, Darwin, Einstein, Dawkins, Sartre, e eu diria Heiddeger, se na época eu não fosse muito novo para entender o que estava lendo, em suas obras. Eu me dedico parcialmente ao resto, porém Espinosa foi o grande enfrentamento intelectual que eu tive, de fato, aquele que me faz pensar. E você o reduz a doutrinas e crenças, é nada mais que um método ilícito de debater, já que você não entra na filosofia dele para debater ao meu nível sobre esse assunto, prefere ficar de fora, insultando para me irritar, mais uma vez, Schopenhauer explica.

Mas ok, é só um debate, segue um abraço, não estou sendo sarcástico, estou apenas apontando esse fato. E a única crença notável é sua, por você acreditar que o Deus do qual eu falo é o mesmo da busca humana por uma figura superior. Nós somos o Universo, você sabe disso. Nós somos a Natureza, efeitos e causas do processo natural da existência. Uma parte bem pequena, certo, mas uma parte ainda assim.
Entender meu papel natural, descobrir que a motivação parte de mim, o sentido da vida é a soma das minhas ações com os efeitos das paixões... Entender a Ética, não apenas a obra, mas o significado de Ética, perceber de onde vem e como se atingem os afetos humanos, isso é mais do que uma crença, se você realmente quer insistir nesse conceito, pois para mim não é crença, é um processo racional, é aliás um insulto dizer que é uma crença, mas eu não me importo pela quantidade de leigos no assunto que veem isso dessa forma.

Da doutrina de Espinosa e sua filosofia, parte muito mais do que o conhecimento acerca das características da Natureza generalizadas, que é o que está sendo debatido. Parte o que eu sinto como o meu significado no mundo, e aliás, o significado do mundo para mim.

Obrigado pela garrafa, mas não, tomo remédios para epilepsia, álcool não cai muito bem.
há 18 minutos · Editado · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Brother, a epilepsia afeta o lobo temporal, o que acentua certos aspectos de sua percepção das coisas... Ou seja, podem acentuar por exemplo a admiração profunda, e neste caso quase que intocada... Ficamos com um chazinho... Não discuto a sua intelectualidade, mas neste caso devo advertir que a nossa percepção esta sujeita ao nosso sistema neural e suas falhas... Pense sobre isso com carinho, e munido da força de sua intelectualidade... Mas mesmo que este comentário ainda assim não sirva, segue um forte abraço... Pode dispensar o Jack Daniels, mas dispensar um abraço sincero seria uma tremenda, rsrsrsrs... Mas dispense se quiser... Um linda vida a você...
há 15 minutos · Curtir · 1

Carlos Leger Sherman Palmer 'uma tremenda desfeita'....
há 13 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Valeu galera...
há 13 minutos · Curtir

Carlos Leger Sherman Palmer Brother, Spinoza está no meu TOP 10... O conceito de alma, dualidade corpo e alma, seja proposto por ele, Descartes, ou quem quer que seja, estará realmente fora de questão... Já sabemos disso... Um forte abraço...
há 7 minutos · Curtir

Nenhum comentário:

Postar um comentário