Pesquisar este blog

domingo, 2 de setembro de 2012

Freud-filia, uma psicopatologia...



Publicaram - mais uma vez - a mensagem acima... Objetei:

Freud tem muito o que se envergonhar, assim como seus fieis seguidores... Charlatanismo, curanderismo, e muito dano à humanidade, por obra e graça de sua ambição doentia e desmedida... Esta frase, se foi proferida - ipsiis literis - por ele, é uma peça histórica da hipocrisia e contradição... Freud propôs um dogma, uma crença, e passou a vida tentando - em vão - explicá-la... Jamais empenhou-se em provar nada... Jamais praticou ciência, jamais trabalhou de forma séria, isenta, e jamais aplicou os necessários conceitos de probabilidade estatística, método, desvio, amostragem... Jamais praticou o Método Científico... Projetou sua mente doentia sobre um dogma, e com sua inteligência e eloquência tratou de justificar o injustificável... Édipo, sonhos, fases do desenvolvimento, compartimentos mentais, id, ego, superego, inveja do pênis, o Senhor do Lobos, Ana, etc e tal, tudo falso, tudo doentio, as mães geladeira, entre outros 'crimes'... Tudo isso resultante das ambições de uma mente doentia, e pela subserviências e ignorância de seus fieis seguidores, crentes... Freud e a Psicanálise é, antes de tudo, um problema de saúde pública...

Mas esta frase foi proferida por Blaise Pascal, cerca de 300 anos antes... Se Freud também a proferiu, deveria ter dado os devidos créditos a Pascal... Mas Freud não era confiável mesmo... Para nada...

Hannibal, o meu foco também é o absurdo do pensamento freudiano... A pessoa é tão importante quanto, pois foi o protagonista de tal desgraça.... Qual é o problema em indicar também que a biografia de Freud não sustenta tais conceitos? Não se trata de um ataque 'ad hominen', não mencionei os vícios de Freud, nem os aspectos pessoais e deploráveis de sua vida... Referi-me diretamente à farsa contida em sua mensagem, e os motivos por trás de tais falácias... Além do mais, como já foi esclarecido, esta frase não é de Freud... 

Para analisar o terror nazista, precisamos explorar a mente de Hitler, seus pressupostos, suas patologias... Quando em Mein Kampf Hitler declara acreditar na 'providência divina' de suas ações, precisaremos examinar quem era Hitler, para entender tais insanidades... Quando Marx preconiza que toda sorte de excedente é lucro vil, precisamos analisar o fato histórico de que Engels, proprietário de uma fábrica têxtil em Manchester, mantinha Marx - que nunca trabalhou - com dinheiro proveniente de seus lucros... Quando Marx sugere a construção de um novo homem, devemos entender que classe de homem ampara tais conceitos... Um homem que permitiu que seus filhos morressem de inanição enquanto fumava e bebia o sustento da família em bordéis, não entende muito sobre ser 'humano'... Um debate fundamenta-se na discussão de ideias, mas a verdade necessariamente envolve a história por trás das ideias... Como sabes, não sou um homem dado a relativismos como um fim em si mesmo... Mas sim, critico as ideias de Freud, e considero um crime contra a humanidade... Se houveram lampejos de lucidez na mensagem freudiana - e houveram -, serei capaz de aprender com tais conceitos... Mas ainda assim , e reitero, sustento que tal frase, se proferida por Freud, mas me pareceria uma piada... Felizmente foi proferida por Pascal... Tratando-se apenas de mal entendido - de sua parte... 

Carlos Sherman

Um comentário: