Pesquisar este blog

domingo, 2 de setembro de 2012

Tálamo = Consciência = Tálamo... Será???


http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/nao-e-mais-possivel-dizer-que-nao-sabiamos-diz-philip-low

Sempre soube que os animais tinham consciência, pois em termos evolutivos não faz sentido que a consciência tenha surgido apenas nos seres humanos, visto que tudo na natureza evolui gradualmente, do mais simples para o mais complexo. A minha maior pergunta, no entanto, era "que parte do cérebro exatamente produz a consciência?". Em várias ocasiões li que o córtex era responsável por ela. Porém o córtex é muito mais simples ou não existe em muitos animais. E também, muitas pessoas que tiveram diversas áreas do córtex destruídas continuam conscientes apesar das sequelas. Cada área do cérebro é especializada em alguma coisa e se alguma delas é danificada, o ser que existe dentro de nós fica lim
itado em alguma de suas faculdades. No entanto, existe uma área do cérebro chamada Tálamo, que dependendo do dano, acaba tornando a pessoa um vegetal. Ao que tudo indica, sua consciência deixa de existir. Por este motivo, acredito que o tálamo é o ponto principal da consciência, embora não funcione sozinho, pois depende de outras áreas para expandir esta consciência. Por exemplo, se a amígdala for lesionada, a pessoa pode deixar de sentir medo ou raiva. Uma consciência humana sem medo ou raiva é uma consciência incompleta sob um certo ponto de vista, mas continua sendo uma consciência, que tem ciência do mundo ao seu redor e sente todo o resto que nós sentimos. Da mesma forma, um animal que não possui um córtex tão avançado como o nosso não é capaz de raciocinar como nós, fazer cálculos ou inferir coisas cruzando informações e gerando novos dados, mas no resto ele não pode ser diferente. Ele sente dor, frio, calor, tristeza, saudade, etc. E ele sente medo, um medo até maior do que o nosso, pois nós conseguimos dominar nosso medo quando entendemos os riscos. Ele fica tão ou mais estressado quanto nós. Tudo o que nós sentimos e percebemos ele também sente e percebe. E provavelmente até sinta coisas que nós não somos capazes de sentir.

 ·  ·  ·  · há 3 horas

  • Você, Pedro Pinheiro e outras 2 pessoas curtiram isso.

    • Edemilson Lima Meus comentários sobre alguns comentários postados na página:

      - Vou falar pela milesima vez. A consciencia, a inteligencia e a memoria não estão no cerebro, elas estão na alma ou espirito.

      É díficil acreditar que uma máquina tão complexa 

      quanto o cérebro, com 100 bilhões de neurônios somente no córtex e milhares de estruturas especializadas para cada coisa que nós somos capazes de fazer ou sentir, seja somente uma antena para outra coisa. Se fosse assim, uma pessoa que sofre uma sequela cerebral continuaria do mesmo jeito, porém não é o que acontece. Se uma pessoa sofre uma lesão na área da fala, por exemplo, ela deixa de falar ou passa a falar com dificuldade. Outra coisa: neurocientistas descobriram que quando você pensa em mover um dedo, primeiro surge um sinal disso no seu córtex motor, só então meio segundo depois você toma consciência de que quer mover o dedo e então o dedo se move. Se o cérebro fosse uma antena para outra coisa, primeiro teríamos consciência do que desejamos fazer, só depois surgiria um sinal disso no cérebro.

      - O cerebro é apenas um instrumento da alma. A alma é o principio inteligente. A baleia com 150 kg de cerebro deveria ser um genio.

      Não, porque o cérebro de uma baleia ou de um elefante é composto em sua maior parte por neurônios motores. Se você fizer um cálculo que divide a massa corporal pela massa cerebral, verá que o ser humano tem proporcionalmente o maior cérebro, seguido do chimpanzé e do golfinho. O cérebro de um dinossauro era realmente muito grande, mas em proporção ao seu corpo, perdia feio para um mamífero atual.

      - "Acho que vou virar vegetariano". Que ridículo tomar essa decisão baseado na pesquisa...Até porque os 'animais conscientes' comem uns aos outros como processo de sobrevivência...

      Também acho bobagem virar vegetariano ou vegano com base nisso. Se na natureza um ser come outro para sobreviver, então é natural. Mas não podemos continuar maltratando os animais sem motivo. Se precisamos matá-los, afinal estes animais que criamos sequer existiriam sem os nossos esforços, então que essa morte seja o mais indolor possível.

      - O cara diz que nao vai comer queijo, ora tem que matar uma vaca pra fazer queijo?

      Para ser vegan, é preciso renunciar a tudo que é de origem animal, inclusive ovos e queijo. Ele estava se referindo a se tornar vegan, não apenas vegetariano (ou seja, deixar de lado apenas a carne).
      há 3 horas ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      A consciência é um complexo que envolve todo o cérebro... A nossa de EU, NÓS, ELES, também responde ao que chamamos de consciência... Se estamos despertos estamos conscientes... A consciência de nós mesmos é algo mais complexo, e muito huma
      no, e está associada por sua vez ao conceito de empatia, e que aparentemente ainda não foi diagnosticados e outros animais complexos... Muito desta busca por um 'ponto' específico para a consciência decorre do conceito de alma, ou da dualidade corpo e mente... Mas a consciência decorre do complexo neural, da percepção do mundo que nos cerca, e de estarmos despertos e operantes...
      há ± 1 hora · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Edemilson Lima, estamos juntos... Trata-se da crença na crença... Em toda a sorte de fantasias... Destacando as seguinte falácias: 'O Bom Selvagem', 'O Homem é Produto do Meio', 'Dualidade Corpo e Alma'... Esta é a 'Santíssima Trindade' da Crendice Geral... Em geral, as pessoas acreditam primeiro, e depois passam a elencar razões ou explicações para corroborar suas crenças... Triste destino....
      há 49 minutos ·  · 1

    • Edemilson Lima Existe um ponto específico no cérebro, mas é um ponto difuso e cuja extensão chega a todas as estruturas. Como eu disse, a consciência deve estar situada primariamente no tálamo e se expande até as outras estruturas.

      Quando dormimos, o hip

      otálamo desliga o tálamo, enquanto outras estruturas continuam ativas.

      A consciência nada mais é do que um sistema de monitoramento que surgiu evolutivamente.

      Não vamos confundir o fenônemo funcional que chamamos de "consciência" e que existe no cérebro com as expressões "estar consciente" ou "ter consciência de", pois são assuntos diferentes.
      há 46 minutos ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer A diferença de nosso sistema neural em relação a outros seres vivos é de grau e não de tipo... Aprendemos sobre os nossos neurônios investigando os neurônios do camarão de água doce (Kandel, 2010)...
      há 42 minutos ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Edemilson Lima, existe amplo consenso sobre o fato da consciência estar relacionada a diversas regiões de nosso sistema neural, trabalhando de forma inter-relacionada... Não confundir com a perda de consciência... Um destes componentes, se
      ja o Hipotálamo, seja qualquer outro, pode inviabilizar a consciência, e não obstante não será suficiente para explicá-la... São coisas diferentes... A consciência é complexa - mas não misteriosa -, e este complexo reside no sistema e não em um ponto... Por outro lado este não é o ponto central aqui, penso eu, acho que podemos aprofundar este debate, e envolver e Eric Kandel, Oliver Sacks, Ramachandran, Damásio, Dennett e sobretudo Pinker, rsrsrsr... Mas eles concordam que a consciência emerge do sistema e não de um ponto específico... A perda do Hipotálamo, no entanto, pode provocar colapso em todo o sistema, e na consciência... É a tomada de um computador que faz com que ele tenha uma capacidade de processamento? Não... Mas sem energia ele funciona? Também não...
      há 33 minutos · 

    • Edemilson Lima Exato, mas o tálamo é como se fosse a CPU nessa história. E assim como uma CPU sozinha não faz nada, da mesma forma o tálamo necessita das outras estruturas.

      A perda do hipotálamo causa colapso no sistema porque não haverá mais regulação d

      os ciclos de sono, etc. O mesmo acontece com a perda de outras estruturas, sejam quais forem, algumas podem ser dispensáveis, outras não. Mas a perda total do tálamo inviabiliza todo o sistema imediatamente, mostrando sua natureza centralizadora do restante do sistema.
      há 28 minutos · Editado ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Rsrsrsrs, não brother, porque existe processamento paralelo... O Hipocampo por exemplo é essencial para a memória... Se alguém nasce sem o Hipocampo nada poderá aprender, e a consciência não emergirá... O Hipotálamo pode estar intacto, mas 
      a ausência de determinados neuroreceptores ou a impossibilidade de produção de determinados neuro transmissores poderá comprometer aquilo que arbitramos como estar consciente... A perda do tálamo não demonstra a centralização do sistema, e sim a forte dependência que existe entre a consciência e o tálamo...
      há 23 minutos · 

    • Edemilson Lima 
      Concordo com você e não estou dizendo que o tálamo sozinho faz tudo e só ele é responsável pela consciência. Só estou dizendo que é talvez a peça mais importante do sistema. Claro que alguém que nasce sem o hipocampo não irá emergir uma con
      sciência, mas quem teve o hipocampo danificado depois de adulto continua sendo consciente, apenas perde sua memória imediata. Eu não descarto a participação de outras estruturas no processo que gera a consciência, apenas acho que elas são secundárias, se comparadas com o tálamo, dado o fato de que as outras estruturas mesmo danificadas não inviabilizam o sistema totalmente, colocando o indivíduo em coma profundo ou em estado vegetativo. E também depende da extensão do dano, pois mesmo um tálamo danificado pode ainda continuar funcionando e mantendo uma pessoa consciente, embora com sequelas.
      há 13 minutos · Editado ·  · 1

    • Edemilson Lima Temos um senso de unidade em nossa consciência, então algo deve coordenar esta unidade. E para isso deve haver uma estrutura única, que faça este trabalho. O melhor candidato ao meu ver é o tálamo, pois nenhuma outra estrutura quando danificada afeta esse sentido de unidade.
      há 8 minutos ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer 
      Entendo sobre o Hipocampo, e cito o caso clássico de H.M., cujo Hipocampo foi retirado aos 27 anos... Evidentemente ele permaneceu consciente, mas nada mais pode ser registrado... Excelente debate... Na verdade complementar e sinérgico... B
      ons argumentos... Na verdade a minha recusa aqui, está em apontar para uma estrutura apenas - quando não existe consenso -, em função do debate 'corpo e alma'... O próprio Kandel, Nobel de Neurociência, buscava o Ego, o Self, a consciência, em um único ponto... Fiquei entusiasmado para escrever sobre isso em meu livro, e tratarei de desfrutar de sua crítica oportuna... E para tanto, consultarei mais uma vez os meus mestres, rsrsrsrsr... Pinker, Sacks, Kandel, Damásio, rsrsrsrsrs... Um forte abraço....
      há 6 minutos · 

    • Edemilson Lima Tô de saída agora, depois continuamos! :)
      há 5 minutos · 

    • Carlos Leger Sherman Palmer Também concordo que o Tálamo seja o melhor candidato, mas ainda tenho dúvida sobre a existência de uma correlação biunívoca entre consciência e uma única estrutura... Tálamo = Consciência = Tálamo... Acho que em minha cruzada anti-sensacionalista posso estar desperdiçando uma chance de explorar com maior profundidade as suas observações....
      há 4 minutos · 

    • Edemilson Lima Depois me passa as suas conclusões, esse assunto é muito de meu interesse! :)
      há 4 minutos ·  · 1

    • Carlos Leger Sherman Palmer Também preciso sair... Um forte abraço....
      há 4 minutos · 

Nenhum comentário:

Postar um comentário