Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Carências



Ser 'estranha' ou 'diferente' como um fim em si mesmo, apenas para ser 'estranha e diferente', é apenas mais uma forma de ser igual... Um 'igual' de um jeito 'estranho', mas pouco original...

Pense, reavalie seus propósitos, e suas ações, e entenderá porque está necessitando tanto chamar a atenção para si...

E a proposito: Freud não explica... Nunca explicou...

Carlos Sherman


Nenhum comentário:

Postar um comentário