Pesquisar este blog

domingo, 14 de outubro de 2012

Hitchens - Reserva Especial



Quando descrevi o tumor em meu esôfago como um "alienígena cego e sem emoções", percebi que nem mesmo eu pude evitar dar a ele qualidades de uma coisa viva. Isso, pelo menos, eu sei ser um equívoco: um caso da falácia patética (nuvem raivosa, montanha orgulhosa, pequeno Beaujolais presunçoso) pela qual atribuímos qualidades animadas a fenômenos inanimados. Para existir um câncer necessita de um organismo vivo, mas nunca pode ser tornar um organismo vivo. Toda a sua maldade - lá vou eu novamente - está no fato de que "melhor" que pode fazer é morrer com seu hospedeiro. Ou é isso, ou seu hospedeiro encontrará meios para extirpá-lo para sobreviver a ele.

Mas, como sabia antes de adoecer, há pessoas para as quais esta explicação é insatisfatória. Para elas, um carcinoma roedor é um agente dedicado e consciente - um suicida-homicida de ação lenta - numa missão sagrada dos céus. Você não viveu, se é que posso colocar assim, se ainda não leu nos sites de fiéis na Internet contribuições como esta:

Quem mais acha que Christopher Hitchens ter câncer de garganta terminal [rsrsrs] foi a vingança de deus por ele usar sua voz para blasfema-lo? Ateus gostam de ignorar fatos. Gostam de agir como se tudo fosse uma "coincidência". Verdade? É apenas "coincidência" [que] de todas as partes do seu corpo Christopher Hitchens tenha conseguido um câncer na única parte de seu corpo que usou para blasfemar? Tá, continuem acreditando nisso, ateus. Ele vai se contorcer de agonia e dor e se reduzir a nada, e depois ter uma horrível morte agonizante, e ENTÃO vem a parte realmente divertida, quando ele é mandado para sempre para o FOGO DO INFERNO, para ser torturado e queimado.
Há numerosa passagens nas escrituras sagradas e na tradição religiosa que por séculos transformaram este tipo de regozijo em crença hegemônica. Muito antes disso dizer respeito à mim, pessoalmente, eu entendi as objeções óbvias a tal argumentação. Primeiro, qual mero primata está tão desgraçadamente certo de que pode conhecer a mente de deus? Segundo, este autor anônimo quer que seus pontos de vista sejam lidos pelos meus filhos inocentes que também estão passando por um mal momento, obra deste mesmo deus? Terceiro, porque não lançaram raios sobre mim,ou algo similarmente assombroso? A divindade vingativa tem um arsenal tristemente pobre se a única coisa em que consegue pensar é exatamente o câncer que em minha idade e "estilo de vida" sugeriam que eu pudesse ter. Quarto, afinal de contas, porque câncer? Quase todos os homens tem câncer de próstata quando vivem o suficiente para tal: é uma coisa indigna mas distribuída igualitariamente entre santos e pecadores, crentes e ímpios. Se você sustenta que deus concede cânceres sob medida, também tem de levar em conta o número de crianças com leucemia. Muita gente devota morreu jovem e com dor, Bertrand Russell e Voltaire permaneceram ativos até o fim, assim como muitos criminosos, psicopatas e tiranos. Portanto, estes infortúnios parecem medonhamente aleatórios. Minha garganta até o momento não cancerosa - apresso-me a garantir ao meu correspondente cristão acima - não é de modo algum o único modo por meio do qual blasfemei. E mesmo que minha voz desapareça antes de mim, continuarei a escrever polêmicas contra ilusões religiosas, pelo menos até dizer alô à minha velha amiga, a escuridão. Nesse caso, por que não câncer no cérebro? Como um aterrorizado imbecil semi-consciente, eu poderia até mesmo gritar pedindo um sacerdote na hora da conta, embora neste momento declare, estando ainda lúcido, que a entidade se humilhando desta forma de fato não seria "eu". (tenha isso em mente para o caso de boatos e invenções posteriores).

Christopher Hitchens

Pois bem meu querido 'amigo', aqui está reproduzida, esta preciosidade, conforme o seu desejo, e para a posteridade... E adjunto ao seu legado - e arsenal - de coragem e integridade intelectual; sereno e genial, até o fim... Sua lucidez e honradez, dignificam a espécie Homo sapiens sapiens, e dignificam a minha e a 'nossa' luta: guerreiros da liberdade total, homens livres e pensantes... 

A crueldade desumana desferida a queima roupa contra Hitchens, foi publicada anonimamente... Confiram na íntegra em:



Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário