Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Turma da Mônica...



Publicaram:

"Físicos encontram evidências de que realidade pode ser uma mera simulação virtual"

Respeitosamente: ridículo, falacioso... Só que ao invés do 'deus das lacunas' é o 'Matrix das lacunas'... Uma piada, um truque barato... Não basta usar um linguajar empolado, quântico... Tem que ser ético, honesto, e consequente... O que não é o caso... Consultem os 'físicos' de verdade, consultem Feynmann, Sagan - falecido -, consultem a Royal Society of London... Considero este tipo de embrolho 'pseudo-científico' um ato no mínimo irresponsável, mas que produz tanto dano - intangível - que merece um status bem mais severo... 

Sobre a matéria, no original em inglês, versa basicamente sobre dois pontos: 1. A possibilidade de simular aspectos da física em computador, para desta forma especular sobre fenômenos que não podemos observar 'in loco', ou que não podemos observar pela pequenez... Isso não é nenhuma novidade... 2. Lança de forma sensacionalista, apesar de muitas ressalvas, a ideia de que 'se podemos simular o universo em computador, será que não somos uma simulação de robôs?'... Apesar das ressalvas que o texto coloca, a simples menção de tal imbecilidade, já merece a cassação do diploma... 'Crer no sobrenatural' e estudar Física é pra lá de incompatível... Crer em deuses criadores do Universo e estudar Física é garantia - no mínimo - dos limites da sua mediocridade... Digo isso tecnicamente... Isso tudo é ridículo - muito mesmo... Crianças que crescem vendo Jiraya, superman, e outras besteiras, sem esquecer é claro do clássico do 'pensamento mágico', Matrix, se tornam adultos descompromissados com um mínimo de realidade... Trata-se da 'crença na crença'... No barato esotérico, porque a realidade não basta... 

O autor de tal sandice, o mago, é um cara na Universidade de Bonn, que em função de uma lacuna na observação de fenômenos físicos, especula: 'será que isso não significa que estamos no computador de um robô?'... Para relacionar uma lacuna física, com toda essa estorinha de ficção pseudocientífica de décima-terceira categoria, o trajeto é rigorosamente GIGANTESCO... E requer um elevado grau de 'ignorância' de quase a totalidade dos aspectos que envolvem a observação do universo físico - que até que se prove o contrário é o único que existe... Por enquanto, neste baixo nível especulativo, tal notícia não difere em nada de - por exemplo: 'físicos - no plural para dar mais credibilidade - dizem encontrar indícios da existência do unicórnio cor de rosa'... Especular 100% no vazio, é subverter o ônus da prova... E isso é muito preocupante, e ainda por cima falacioso... 

Preocupante em termos culturais, a cultura de crer - porque não sabem pensar -, mas também porque 80% dos casos de epilepsia, e que afetam os lobos temporais - provocando alucinações desta natureza - não apresentam sintomas clássicos como surtos e e convulsões... Simplesmente são diagnosticados quando pessoas aparentemente normais e inteligentes, começam a dizer que tem uma missão, usando crucifixos, vendo ETs, fantasiando sobre a realidade, de maneira acintosa.... Se fazem parte de uma família dedicada em versada nos rudimentos da neurociência, terminarão consultando um neurologista... Caso contrário, como em certa família de Uberaba, podem se tornar videntes, médiuns, e sem receber o correto tratamento... 

Se uma pessoa inteligente diz uma asneira, pode ter empenhado toda sua capacidade de articular de forma aparentemente inteligente, mas ainda assim será uma asneira... E antes que seja acusado de 'cético', devo dizer com orgulho que 'sim', afinal 'ético, logo cético'... E por quê? Porque a palavra 'cético' vem do grego, e significa 'olhar de perto', 'olhar os detalhes', com o fim de não causar ainda mais confusão... E 'quem nada sabe, em tudo crê'... Como estudante de física, em meu curso de Engenharia Eletrônica, como participante de importantes fóruns de debates sobre as áreas de Física, Astrofísica, Astrobiologia, e Física Quântica, devo dizer que a viagem na maionese foi tremenda... 

E finalmente, para aqueles que não se sentem confortáveis com a minha crítica sobre 'Matrix' e 'Jiraya', devo explicar que prefiro educar crianças com a turma da Mônica, ao invés do ultraseven... A realidade pode ser lúdica, é linda, e insubstituível... Viva Maurício de Souza...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário