Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Argumento "michuruca"...



Um tal Alessandro criou a seguinte situação hipotética:

"(..) se um cara for estuprado por uma mulher poderá requerer o aborto? (..) pergunto por que as mulheres usam um argumento 'michuruca' de que o corpo é delas para justificar o aborto..."

Desembainhei:

Alessandro, sobre o 'aborto', você afirma que "as mulheres usam um argumento michuruca de que o corpo é delas"? Antes de objetar sobre esta imbecilidade quero dizer que 'mixuruca' se escreve com X... Seguindo o raciocínio, quer dizer que, na sua visão, alegar que o 'corpo é meu', em se tratando de uma vítima de estupro, é um argumento "michuruca"??? Francamente, mixuruca é a sua cabeça... 

Primeiramente, em caso de estupro sempre deveria ser facultado à quem sofreu a violência decidir sobre as consequências decorrentes... O sofrimento já é bastante, para que a vítima seja condenada a mais sofrimentos decorrentes... É óbvio que se comprovado o 'estupro', o homem deveria ter o direito de optar pelo aborto, e escolher não ter o filho, e o aborto deveria ser procedido... O direito da agressora deveria respeitar o direito do agredido, pelo crime cometido por ela... Situação complexa, princípios claros... 

E evidentemente uma mulher estuprada, o caso mais frequente, deveria decidir se deseja ou não interromper a gravidez... Simples assim, justo assim... 

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário