Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Armas, armas, armas, e nada mais....




Uma pessoa, uma mulher - Palewa Merçon - insiste em publicar no mural público, diariamente, fotos de armas, todo tipo de armas... Acima, foto do perfil dela, e ao final algumas fotos publicadas por ela... Gatas semi-nuas com 'armas', homens sarados com 'armas', 'armas' no café da manhã, 'armas' no sofá, 'armas' no almoço, 'armas' no jantar', 'armas' como pratinho popular... 'Armas', na escola, na quadra de tênis, 'armas' na praia, 'armas, armas e mais armas'... Armas com pamonha, armas com armas, armas com tudo...

Parece até que 'armas' são um adereço fashion, como brinco, pulseira, vestido, jeans... Armas são arma... A fantasia desta pessoa extrapola todos os limites saudáveis... Trata-se de um comportamento exacerbadamente narcisista e patológico, além de sádico... 

É claro que a rapaziada adora o espetáculo Erótico e Bélico... E fiquei assistindo à tudo isso abobalhado... Até hoje:

Todos os dias 'armas, armas e mais armas'... E hoje resolvi falar... Entendo que eventualmente 'armas' estejam ligadas à sua profissão, mas e daí? O meu pai é oficial do Exército, mas ele não precisa encher o mural de tanques de guerra e cenas de batalhas... Ele não precisa fazer a apologia da guerra... Nem o gari precisa encher a tela de lixo, nem o oncologista de cadáveres dissecados... E mais, a sua fixação é totalmente narcisista, sádica, exibicionista... Parecendo tratar ARMAS como bijuterias, utensílios fashion, ou um hobby... Isso suscita a questão: será que uma pessoa assim tem maduridade e responsabilidade para portar armas?

Armas não são como pranchas de surf ou tacos de golf, para serem exibidas em um happy hour, ou em um papo no Facebook... Armas são letais... Armas matam... O aspecto mais importante em ter o porte de uma arma é 'NÃO UTILIZÁ-LA'... 

Não sou um imbecil 'anti -polícia', e entendo perfeitamente o papel da polícia e do exército, e sua vital importância... Sou contra a 'apologia apoteótica' que você promove sobre armas... Todos os dias, de forma obsessiva e ostensiva...

Recomendo um neurologista... Existe algo de patológico - e infantil - em toda esta obsessão... Reflita sobre a sua condição... Apenas ressaltando que em um beco sem saída a melhor saída e voltar atrás... Repense a sua vida, e o papel que as 'armas' realmente desempenham nela... A população civil agradece...

Carlos Sherman

Algumas fotos publicadas pela personagem acima citada:














Nenhum comentário:

Postar um comentário