Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Em Busca da Memória




Uma amiga publicou:

M.Kundera* .. “La Lentezza”
Há uma ligação secreta entre lento e memória, entre velocidade e esquecimento. 
Tomamos uma situação mais mundana: um homem caminha pela rua. 
De repente, tente se lembrar de algo, mas ele escapa. Então, instintivamente, diminui o ritmo. 
Quem quer esquecer um acontecimento doloroso apenas experimentou acelera seu ritmo inconscientemente, como para fugir de algo que ainda se sente muito próximo-se ao longo do tempo. 
Em matemática, esta experiência existencial assume a forma de duas equações elementares: o grau de lentidão é diretamente proporcional à intensidade da memória;
o grau de velocidade é diretamente proporcional à intensidade do esquecimento...

Expliquei:

O que há de 'secreto' é o trabalho do Hipocampo... Que está sujeito às emoções e portanto à sensação de 'lento e veloz', ou 'mais ou menos ansioso ou calmo', 'mais ou menos tranquilo ou exacerbado', 'mais ou menos excitado ou apático'... 

[Leiam 'Em busca da Memória' de Erik, Prêmio Nobel por seus trabalho neurocientíficos relacionados com a memória.... Este livro é uma obra prima, e uma leitura deliciosa... Pura poesia...]

Assim armazenamos - involuntariamente - mais ou menos em relação à nossa experiência cognitiva...
alguns segundos atrás · Curtir

Nenhum comentário:

Postar um comentário