Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Parece? Mas é mesmo...




Parafraseando Hitchens, considere um homem como eu - de 47 anos - flagrado chupando o pênis de um bebê... Ultrajante, nauseante, revoltante? Não para um mohel, um circundador profissional, um removedor de prepúcios de bebês com apenas 8 dias de vida... E toda a autoridade deste senhor, provém de um texto velho, ignóbil e empoeirado, que ordena que eu pegue o pequeno e delicado pênis de um bebê, corte o seu prepúcio com um faca, e complete o ato colocando o pênis em minha boca, e em seguida os pedaços de da carne amputada juntamente com sangue e outros fluidos, e cuspa em um recipiente - sagrado... 

A maioria dos judeus, apesar de insistir na amputação, abandonou este grotesco ato de chupa o pênis do bebê com a boca, mas não os radicais e imbecis hassídicos, que ainda esperam pela construção do Segundo Templo em Jerusalém - e realmente perecem não ter nada melhor para fazer do que circunscrever suas vidas ao Antigo Testamento - Torah, e ao Talmud... Um compêndio de absurdos, crimes e terror... Livros aos quais estão submetidos com tanto fervor quanto um muçulmano xiita, ou uma freira carmelita... Em 2005, no entanto, este rito primitivo - o metzitzah b'peh - executado por um mohel, causou a morte de dois bebês deixando muitos mais infectados com o vírus da herpes genital... 

Na África 'animista', meninas são submetidas ao inferno da circuncisão e da infibulação - retirada do clitóris e dos lábios vaginais -; como denunciou Hitchens... Tal ato de selvageria extrema, religiosa, é executado não raro, com pedras amoladas, e evidentemente sem nenhum tipo de anestesia... Pois a 'extirpação do MAL', do veículo do prazer, deve ser impingida com dor em sinal de punição... A abertura da vagina é costurada com uma corda forte o suficiente para ser rompida apenas com violência pelo macho... E isso na noite de núpcias... O dono desta mulher, violentada pela religião, castrada, traumatizada, romperá o seu 'lacre' na temida 'noite de núpcias'... Mas uma pequena abertura é deixada para o sangue menstrual, o que causa além de mau cheiro intenso, frequentes infecções, esterilidade, e em muitos causas levando ao óbito... Tudo em nome de deus... Se não ocorre a morte prematura do corpo, certamente ocorrerá a morte psicológica, varrendo todo e qualquer chance de um mínimo de realização e felicidade... Nenhuma sociedade aprovaria um prática tão abjeta, mas como é 'santificada' e 'sagrada', merece ser 'tolerada'... Mas não se trata de tolerância e sim de omissão na aplicação das leis de estado, e dos direitos civis, individuais, humanos...

Pais ignorantes, adeptos da falaciosa 'ciência cristã', negam atendimento adequado a seus filhos, e faltam com um dever previsto em lei, o de proteger os seus filhos... Testemunhas de Jeová impedem que seus filhos recebam atendimento médico, e principalmente que sejam submetidos à transfusões de sangue... Os grotescos e doentios seguidores mórmons, guiados pelo não menos doentio Joseph Smith - o xamã mórmon que desenterrou, e leu com o auxilio de uma pedra mágica, as placas de ouro contendo os ensinamentos de Cristo, quando este visitou as Amáricas -, casam suas filhas menores de idade com tios e cunhados, bem mais velhos,e que normalmente já possuem outras esposas.. Isso nos Estados Unidos... Mórmons gostam de carne fresca, assim como Maomé, quem em seu harém começava bem cedo, tendo desposado uma menininha de 9 ANOS... Meninas, noivas, na Índia, são açoitadas, humilhadas e até queimadas vivas, se o dote que trazem não é bom o suficiente... Devemos pensar, particularmente, no que as religiões fizeram e fazem com as mulheres... Somente hoje, ao avançarmos sobre o século XXI, pederastas sádicos foram trazidos a público - uma pequena parte do montante que se esconde sob os templos cristãos, católicos e islâmicos... Crianças foram torturadas, estupradas, e marcadas para sempre, nos templos da Santa Madre Igreja... Estima-se, que na Irlanda católica, o número de crianças que sofreram abuso em instituições 'religiosas', seja a MAIORIA...

Mas o que parecia, logo acima, tratar-se da foto de um homem sugando o pênis de um bebê que berrava, na verdade era exatamente isso... O registro deste ato grotesco - e desnecessário - não é vem acompanhado de nenhum procedimento médico, ou assepsia, e ao contrário, vem infectando bebês com HERPES a séculos e milênios... Na verdade desde que deus instituiu o ato... Uma espécie de RECALL... 'Bom', disse deus, 'estão saindo com uma golinha mais alta, então cortem, chupem, cuspam e tudo bem... Se um ou outro morrem não tem problema...' 

E a comunidade de judeus hassídicos de Nova Iorque (EUA) - que além de um bando de imbecis, orgulham-se também de serem os imbecis mais radicais, e 'ultraortodoxos'; seja lá o que está isso signifique - está protestando contra a decisão do Conselho Municipal de Saúde em tentar proibir a sucção oral do prepúcio e do sangue de bebês, durante o execrável ritual de circuncisão - tradição entre judeus e muçulmanos...

O conselho quer ainda que os pais assumam por escrito, a responsabilidade pelo risco de transmissão de herpes por intermédio do contato da boca dos rabinos com o pênis dos bebês... É mole ou quer mais? O HSV-1, vírus da herpes, pode ser fatal para bebês, além da possibilidade de causar danos cerebrais irreversíveis... Os seguidores desta prática 'mutilatória', estúpida, selvagem, já demonstram severos traços de dano cerebral... Não bastasse o arsenal de ignorância propagado por tais religiões - judaísmo, islamismo e cristianismo -, trata-se de flagrante mau trato de menores, com prejuízos diversos à saúde, e por conta de uma crendice fundada por tribos do deserto, que não entendiam senão a linguagem do sectarismo e da intolerância... Mas apesar de comerem merda, eram os escolhidos de deus...

Michael Tobman, consultor político que se tornou porta-voz dos 'ultraortodoxos' nessa querela de segunda categoria, acusou as autoridades de estarem tentando inibir o metzitzah b'peh  (tradução: ritual de mutilação genital em crianças com oito dias de vida).... Mas tal medida, proibir a 'chupada', é demasiado modesta e insuficiente em face da completa aberração... Está tudo terminantemente errado... Estes malucos devem ser proibidos de praticar toda esta barbárie, e não somente de sugar os referidos prepúcios com a boca...

Este palhaços, bem paramentados, não aceitam qualquer alteração em sua LEI, posto tratar-se de uma tradição divina... Ou seja, foi o próprio deus quem teria determinado esta execrável tradição.. Os mohels - ou chupadores -, rabinos que realizam esse tipo de ritual macabro, dizem estar dispostos a recorrer até mesmo à desobediência civil... Loucos e ensandecidos, como o seu próprio deus... 

Além das mortes de bebês em 2005, outra morte foi registrada em 2011, além de um sem número de infectados... O prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg, alega que ninguém tem o direito de colocar a vida de uma criança em risco: “existem determinadas práticas que os médicos alegam não serem seguras, e nós não vamos permiti-las.”... Mas a prática esta longe de ser abolida... Além da questão de saúde pública aqui colocada, todo o exposto remete à uma perturbadora e doentia relação entre a religião em o sexo... Tornando uma prática saudável e que caracteriza a nossa espécie, em um ato 'pecaminoso', passível de punição e até mesmo por meio da mutilação... 

Triste destino... Somente quando questionamos as 'verdades' de tais livros 'sagrados', é que mudamos a nossa condição em termos de mortalidade infantil e expectativa de vida... O mundo imerso em religião, apresentava expectativa de vida idêntica ao homem de Cro-magnon no Neolítico... Mas a verdade insiste, persiste, resiste e penetra...

Carlos Sherman

2 comentários:

  1. Sou ateu. Confesso que fico escandalizado ao ver imagens como esta. Sinto profunda repugnância a uma prática tão cruel que se mantém na estupidez destes homens. Penso que Freud tinha razão ao considerar as religiões como produtos do delírio. Penso que Marx também tinha razão ao dizer que a religião é o ópio do povo. E Hitchens também tinha razão ao dizer que "a religião envenena tudo". A religião é uma espécie de loucura institucionalizada. É tão-somente no espaço simbólico da religião que uma rodela de pão ázimo, por exemplo, possa ser o próprio corpo de um homem crucificado, sem que ninguém levante suspeita sobre a sanidade de quem acredita ser isso verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, só que muitos homens questionaram deuses mas nem por isso fundaram suas próprias crenças, rsrsrsrs... Refiro-me a Freud e Marx... Dois embustes violentos, falaciosos, cada um em sua área de 'destruição'... Não acreditarem no deus da moda foi somente um detalhes... Freud repete a iluminação budista em sua auto-análise, acreditava em telepatia, numerologia, entre outras besteiras... E foi um tremendo charlatão, tendo fraudado informações e dados... Marx, movido pela mesma ambição histórica, levou milhões à crença da ditadura do proletariado, e no Satã capitalista... Foi um fanfarrão que viveu sustentado pelo 'lucro' - condenado por ele - aferido por Engels em sua Fábrica Têxtil em Manchester... Dois homens ambiciosos, que fundaram seitas... Também não acredito em deuses, mas acho isso tão primário que prefiro não definir minha existência como ATEU, mas neste particular sim, sem deus, ateu.. Sou um homem livre, pensante, que busca a coerência, e que dedica a vida a diminuir o sofrimento humano... Dentro dos limites de meu alcance, rsrsrsrsrs... Escrevo um livro, ETHOS, cujo subtítulo é 'Ético, logo Cético'... Obrigado pelas palavras e por consultar o blog, conte comigo, um forte abraço...

      Excluir