Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Sobre amor, ódio, e o maniqueísmo...





Publicaram - reativamente:

Refletindo descobri que todo mundo me ama....
O ódio também é uma forma de amor... ;)

Vieram os colaboradores:

Pensei semelhante uma vez - o despeito ainda é uma forma de paixão...

O ódio é o amor que adoeceu...

Levantei-me sozinho:

Não vejo como... O que vejo é uma confusão sobre amor e ódio... O amor é o ato de dar sem esperar por um payback... Não vejo como 'odiar' seja equivalente a isso... Nem minimamente... Mera confusão, enorme confusão....

Ela insistiu:

ninguém odeia ninguém que não tenha muita importância para ele. Por exemplo eu não odeio seus vizinhos não os conheço(não tem importancia para mim). O ódio é o lado negro do amor, alguém que não teremos de forma branca e o temos na forma negra.

[ai ai, 'lado negro', 'lado branco', o maniqueísmo forçado, só falta falar em 'opostos', a falácia retórica e lógica da Falsa Dicotomia...] 
Não concordo, você está postulando este conceito a partir de sua perspectiva... Não vale como regra geral... Você odeia políticos, e personalidades que não conhece... Se tem a capacidade de odiar, neurofisiológica, odiará a quem te roubou na rua, a quem te enganou no trabalho, mesmo que nunca tenha amado tais figuras...

Ninguém odeia ninguém com quem se importe... Insisto, você está confundindo o que seja 'AMOR'... Querer alguém para si não significa amá-lo... Pense sobre isso... Quando não temos quem amamos ainda assim continuamos amando - se amor for...

E mostrou sua cara:

Não tenho perspectiva de que as pessoas me ame.... pelo contrário kkkk GOSTAR DE MIM É 1 FAVOR QUE ME FAZEM, NÃO GOSTAR SÃO 2

Insisti em perder o meu tempo:

[uma conferida na atividade do gene MAOA, certamente confirmaria a baixa atividade...] Agora está tudo claro pra mim agora...

Ela seguiu em sua sandice:

É a mais pura verdade. O que é o ódio? Um sentimento de raiva e desprezo estremo. Somente por aqueles que conhecemos e significam algo de alguma forma para nós. O que é o amor? Sentimento por aqueles que conhecemos e significam algo de alguma forma para nós. Só que o ódio é o sentimento negro, o amor o branco.... no fundo o mesmo sentimento dividido em yin yang

Segui dando murro em ponta de faca:

['yin yang', tava demorando para confirmar a Falsa dicotomia] Não Roberta, não é a mais pura verdade, é meramente a sua perspectiva... E daqui vejo claramente enorme confusão... Não projete a si sobre os demais... Se odeia a alguém que julgou amar, posso assegurar que nunca amou.... Amar, verbo intransitivo, é dar... Dar sem esperar receber nada em troca... Amar é empenhar seus esforços para fazer outra pessoa feliz... O bem de amar está na sensação que sentimos...
É pessoal e intransferível, e fica retido na fonte por quem DÁ... Fazer o bem a alguém pelo bem de fazer...

Não pode haver frustração... Esperar que algo suceda é outra estória: relação simbiótica.... É humano, natural... mas não é amor, é troca... 

E ela insistindo em seus absurdos à luz do dia:

A verdade não odiamos ninguém que não tenha valor para nós, se bem analisarmos poderíamos amar muitos dos quais dizemos odiar. Não tenho costume de me projetar sobre ninguém apenas reflito. Desculpe não odeio ninguém...principalmente alguém que um dia ...

Segui:

Por quê? Que ideia absurda... ÓDIO POR QUEM TEM VALOR PRA NÓS??? Uma contradição em si... Por quê? Explique este conceito... Parece um dogma e não um conceito que precise fazer o o menor sentido... Mas tudo bem, já percebi que não é algo discutível pra você, de forma que não adianta seguir argumentando, dando explicações e exemplos, afinal já está estabelecido, e assim será pra você... Insisto que tal visão te levará por um sendero de confusão... E desejo uma linda vida, um lindo 2013... Com muita saúde - e sem ódios... Aquele papo furado sobre o amor estar ao lado do ódio em um círculo de sentimentos, é tão válido quanto os postulados da astrologia... Mera verborragia, indo do nada a lugar algum, de forma circular e dicotômica... Sem deixar por um instante de ser completamente non sense....

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário