Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Considerem as Implicações...




O nosso afeto - por exemplo -, o afeto de uma mãe por um filho, e entre dois amantes, em um casal, ou entre amigos... os laços afetivos começam sendo regidos pela Genética, e pela subsequente conformação neurofisiológica, neuroanatômica, em função da quantidade e localização dos  neuroreceptores para a Oxitocina e Vasopressina; assim como, em decorrência dos respectivos fatores bioquímicos - e que também tem origem na Genética -, no equilíbrio ou na produção de tais hormônios (proteínas); além da Dopamina,  Serotonina, e outros hormônios intercorrentes... E isso é só o começo... Aí entra a cultura e a cadeia de eventos particular de nossas  vidas; o lado comportamental, a memória, o aprendizado; e finalmente, 'somos quem somos sem intencionar sê-lo... mas somos, e responderemos legalmente por nossos atos'... 

Isso esvazia a culpa medieval da falácia do livre-arbítrio, e lança um olhar realmente humano, solidário e realista, sobre a natureza de nosso comportamento...  E se soubermos onde - realmente - estamos, será muito mais fácil decidir pra onde ir... Parafraseando - por exemplo - Mark Twain, e muitos outros, e bons, que também trataram desta questão, 

'O maior problema não está na ignorância, ou no fato de algumas pessoas saberem pouco, ou nada... O problema, é acreditarem que sabem muito, e com soberba arrogância; quando na realidade estão fragorosamente enganados... Afinal, podemos ser ignorantes, e podemos nos equivocar, mas ainda podemos dispor de LUCIDEZ, e sendo assim, poderemos aprender... Caso contrário, estancaremos pelo caminho'...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário