Pesquisar este blog

domingo, 27 de janeiro de 2013

Então, só me resta desligar a TV e fazer logout no Facebook...



LUTO SEM LUTO... 
LAMENTO A PERDA - destas, e de toda vida quando chega ao fim precocemente ou tragicamente...

Uma terrível tragédia, e lamento profundamente a perda... Dirijo a minha solidariedade aos amigos e familiares dos mortos e vítimas... Não posso dimensionar vossa dor... 

Mas situações dramáticas como esta, e pelo número de mortos, abrem caminho para toda sorte de manifestações, mais ou menos dignas de respeito... Uns manifestem a sua tendência ao sentimentalismo, outros exacerbem o pessimismo - 'porque no Brasil, as autoridades...' -, outros inundam a rede com - pasmem - 'pedidos de oração', sem considerar que o 'tal deus' foi o autor do atentado; afinal ele criou o universo - o 'U-NI-VER-SOOOOOOOO' -, e todas as leis da natureza... Ele sopra o oxigênio na combustão, e acendeu e manteve a chama... De forma que, em tragédias como essa, onde a maioria das pessoas redescobre a morte, que teimam em afastar de suas mentes, uma horda de crentes vem falar em orações... Orações pra quê??? Cobrem explicações de seus deuses, o deus sumério-judaico-cristão-islâmico, ou Tupã, ou do 'Grande Jujú da Montanha', em seus 'papos com ele', e perguntem por quê? 

Mas o ato mais deplorável e cretino, é a horda de 'crentes' que sustenta - em seu 'amor cristológico' -, tratar-se de uma punição de Deus, de Cristo, contra os 'depravados, drogados, pervertidos, prostitutas, etc'... Esta é a condição mais execrável que existe, destes abutres que tripudiam, covardes, sobre o sofrimento de inocentes, e com a cara de pau de invocar a palavra 'amor'... Isso enquanto destilam toda a sua sandice vingativa, crística, apocalíptica... Sempre lembrando que Cristo é o comandante em chefe do humanicídio do Apocalipse, e os que serão salvos, assistirão de camarote a vingança sádica e cruel de Deus/Jesus...

Mas seguindo em frente, tragédias e acidentes acontecem... As autoridades brasileiras costumam ser negligentes, sim, mas estes incidentes acontecem em Oslo, Madri, Roma e New York... Existem entre os humanos, humanos ambiciosos e inescrupulosos, que muitas vezes dirigem tais casas noturnas, e a corrupção existe, é real, e o Brasil não é o campeão neste quesito, mas padece deste mal... Mas as diferentes personalidades humanas encaram tal tragédia de formas diferentes... Uma cadeia de eventos será disparada por esta tragédia, envolvendo investigação, responsabilização, mobilização das vítimas sobreviventes e parentes dos falecidos, seguradoras, autoridades públicas, e espero que aprendamos com o acontecido, melhorando as nossas leis, a respectiva fiscalização, e evitemos tragédias como essa... Conscientemente... Além de punir os respectivos responsáveis... 

As reações de luto e de verdadeiro sentimento, por parte dos amigos e familiares dos mortos, são realmente legítimas, e mais uma vez envio os meus pêsames, seguro de que não posso avaliar a imensidão desta dor... Mas o exagero que ecoa pela rede, remete a outros fenômenos neurológicos, complexos e perniciosos, e merecem também a minha atenção, e não a minha sensibilidade... 

Qual é a diferença entre uma vida perdida na discoteca, e todas as vidas perdidas na mesma noite em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no Brasil, na América do Sul, no Mundo??? Qual??? A tragédia produz uma reação coletiva, que produz uma reação em cadeia, e desencadeia a comoção pública... Trata-se de nossa tendência solidária, e isso é muito bom... Trata-se da empatia em ação, além de muitas outras obscuras emanações... Por isso pergunto, o que as vidas perdidas na 'Kiss', diferem de qualquer vida perdida - precocemente ou tragicamente?


LUTO sem LUTO...
Porque a luta é séria...

Aí vem o Carnaval!!! Uma tragédia anunciada, com data marcada... Pensem nisso... O número de mortos, apenas nas estradas federais, em 2012, foi de 176 mortos, 18,1% menor em relação à 2011, onde 216 perderam a vida... Isso significa que o número de pessoas viajando cresceu, o número de carros nas estradas aumentou, e o número de mortos - em termos absolutos - caiu... Em termos relativos mediríamos uma queda ainda maior, isto significa que estamos aprendemos com a morte, e com os nossos mortos... Isso sem contar as mortes nas rodovias estaduais, sem contar os casos não documentados, sem contar o incrível número de feridos -  2.001 em 2012, contra 2.690 em 2011 -, o incrível número de acidentes - 3.346 em 2012, contra 4.312 em 2011... Em 2012 154 mil veículos foram fiscalizados, quase o dobro de 2011 - 81 mil -, com 1.319 autuações e 494 prisões, contra 1.049 e 479 em 2011... Mas se considerarmos o números de homicídios durante o Carnaval, a tragédia vai longe, muito longe, e o número de mortos chega aos 4 dígitos, em um fim de semana prolongado... 

Não digo isso para diminuir a dor daqueles que perderam os seus entes queridos, e nem para que levantemos mais bandeiras de luto, ou coloquemos o nosso perfil em 'negro' no Facebook - o que não significa absolutamente nada -, mas para que lutemos pelo melhoramento consciente deste quadro, antes de contar os mortos... Digo isso para que cuidemos de nosso filhos e entes queridos que passarão pelo risco 'injustificado' do vergonhoso e primitivo evento do Carnaval... 

Programas de auditório como o Faustão, entre outros, deitam e rolam sobre a tragédia, a rede fica inundada, a televisão não fala de outro assunto, mas o comportamento é estranho e despropositado... e sintomático... Não estou de LUTO - mas estou solidário na dor -, porquanto não posso medir com a minha angústia a verdadeira dor de quem 'realmente' sofre a perda; seria piegas e teatral da minha parte... Mas lamento profundamente a dor, assim como lamentaria se o número de mortos fosse '1', e assim como lamentaria se este jovem fosse indiano... Este é o ponto... 

E 'LUTO', CONSCIENTEMENTE, pelo melhoramento contínuo da vida, ampliando a abrangência de meus atos, insistindo em manter-me de pé, ativo, quando inserido na cena, quando vivo a tragédia, quando posso perceber que o problema está na iminência de eclodir... Sempre que presencio um acidente trato de prestar socorro e indicar os responsáveis, e já 'prendi' algumas pessoas na rua - não sendo policial... Já dei voz de prisão à pessoas embriagadas que provocaram acidentes no trânsito, evitando que evadissem do local, e garantindo que fossem responsabilizados... Já prendi pessoas por agressão física na rua... Já impedi a ação despropositada de policiais... Já denunciei uma discoteca por falta de condições para operar, e em especial por não dispor de segurança em caso de emergência -, quando vivi uma noite de terror durante uma pane no sistema elétrico, e estivemos na iminência de um severo caso de pisoteamento... 

Luto na cobrança sobre as autoridades, e sobre a responsabilização, mas luto também pela adequação do discurso dos apologetas, pessimistas e sentimentalistas, que também nos conduzem na direção errada... Triste tragédia, triste destino... Solidariedade sim, tristeza também, mas sem exageros e arroubos oportunistas, como no caso da mídia, como no caso do 'sentimento nacionalista' - que não coloca em perspectiva as tragédias pelo mundo -, e o pior dos oportunismos: o proselitismo religioso... 

Uma banda decide soltar fogos dentro de uma boate e provoca um incêndio, seguranças despreparados e truculentos decidem impedir a saída - evidentemente não conheciam as consequências -, e só havia uma saída, o que é uma falha estrutural na segurança... A causa das mortes foi asfixia, em sua maioria... Que o inquérito seja completo e as responsabilidades sejam apuradas, e que isso sirva para que aprendamos com a experiência... Lamento pela perda... Lamento também pelos abusos em relação ao acidente... Sem mais comentários, afinal, a televisão já está apinhada de especialistas em tudo, além dos 'opinólogos' de plantão... O assunto vai longe... Uma verdadeira tragédia, mas que suscita discussões mais superficiais do que profundas... E isso me preocupa... Muito... 

Então, só me resta desligar a TV e fazer logout no Facebook...

Aceito as pedras, de bom grado, mas precisava dizê-lo... 

Boa noite!!!


Junior Guarani Kaiowá: "Bateu forte e certeiro."

Karoline Sherman: "Fantástico, sem faltar nenhuma informação, 'completíssimo' e muito bem feito, como sempre, só resta assinar embaixo de tudo o que disse."

Obrigado meu amigo - Júnior, um guerreiro da liberdade total -, e obrigado filhota linda... Você sabe o quanto eu LUTO, sem estar de LUTO... Mais uma vez lamento a dor, e não ouso, nem por um instante, tencionar entender a dor daqueles que perderam o seus entes queridos, a morte é uma luta diária... E luto sim, e você testemunha isso... Mas não posso ser piegas... Não mais...

[eu] LUTO SEM LUTO... 

LAMENTO A PERDA - destas, e de toda vida quando chega ao fim precocemente ou tragicamente...



Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário