Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Paradoxo


Considerando as escolhas inerentes à minha natureza, espero que a vida não dure muito mais do que o tempo necessário... Mas viver nunca será o suficiente... Gostaria de morrer no exercício de minhas plenas faculdades fisiológicas, e íntegro, até o fim... Mas sem a sensação de desperdício...

Um tremendo paradoxo, um inexorável paradigma!!!

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário