Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

'Veríssimo' pode ser 'Falsíssimo'... Que picaretagem...




'Veríssimo' pode ser 'Falsíssimo'... Que picaretagem..

Vejam como são as coisas!!! Textos "falsos" são atribuídos a Luis Fernando Verissimo (LFV)... Por questões proselitistas, e por desonestidade ideológica, crime conhecido como 'Falsidade Ideológica', diversos textos de LFV, além de outros 'difamados' autores, circulam pela internet, embora sejam parcial ou inteiramente falsos... Além disso, textos de outros autores circulam como sendo de Luis Fernando Verissimo... Lembrando sempre que Veríssimo - assim como Dráuzio Varella, Drummond, Coralina, Quintana, Pessoa, Neruda, Machado de Assis, Garcia Marques, Humberto Eco - é um 'descrente', não crê em deuses nem em fábulas como a arca de Noé... Vejam o que o próprio Veríssimo - o legítimo - tem a dizer sobre isso:


Presque 
(texto de LFV publicado no jornal ZH em 24/03/2005*)

A internet é uma maravilha, a internet é um horror. Não sei como a Humanidade pôde viver tanto tempo sem o e-mail e o Google, não sei o que será da nossa privacidade e da nossa sanidade quando só soubermos conviver nesse cyberuniverso assustador. O mais admirável da internet é que tudo posto nos seus circuitos acaba tendo o mesmo valor, seja receita de bolo ou ensaio filosófico, já que o meio e o acesso ao meio são absolutamente iguais. O mais terrível é que tudo acaba tendo a mesma neutralidade moral, seja pregação inspiradora ou pregação racista — ou receita de bomba — já que a linguagem técnica é a mesma e a promiscuidade das mensagens é incontrolável. Não temos nem escolha entre o admirável e o terrível, pois acima de qualquer outra coisa a internet, hoje, é inevitável.

Uma das incomodações menores da internet, além das repetidas manifestações que recebo de uma inquietante preocupação, em algum lugar, com o tamanho do meu pênis, é o texto com autor falso, ou o falso texto de autor verdadeiro. Ainda não entendi o recado ou a estranha lógica de quem inventa um texto e põe na internet com o nome de outro, mas o fato é que os ares estão cheios de atribuições mentirosas ou duvidosas. Já li vários textos com assinaturas improváveis na internet, inclusive vários meus que nunca assinei, ou assinaria. Um, que circulou bastante, comparava duplas sertanejas com drogas e aconselhava o leitor a evitar qualquer cantor saído de Goiânia, o que me valeu muita correspondência indignada. Outro era sobre uma dor de barriga desastrosa, que muitos acharam nojento ou, pior, sensacional. O incômodo, além dos eventuais xingamentos, é só a obrigação de saber o que responder em casos como o da senhora que declarou que odiava tudo que eu escrevia até ler, na internet, um texto meu que adorara, e que, claro, não era meu. Agradeci, modestamente. Admiradora nova a gente não rejeita, mesmo quando não merece.

O texto que encantara a senhora se chamava "Quase" e é, mesmo, muito bom. Tenho sido elogiadíssimo pelo "Quase". Pessoas me agradecem por ter escrito o "Quase". Algumas dizem que o "Quase" mudou suas vidas. Uma turma de formandos me convidou para ser seu patrono e na última página do caro catálogo da formatura, como uma homenagem a mim, lá estava, inteiro, o "Quase". Não tive coragem de desiludir a garotada. Na internet, tudo se torna verdade até prova em contrário e como na internet a prova em contrário é impossível, fazer o quê?

Eu gostaria de encontrar o verdadeiro autor do "Quase" para agradecer a glória emprestada e para lhe dar um recado. No Salão do Livro de Paris, na semana passada, ganhei da autora um volume de textos e versos brasileiros muito bem traduzidos para o francês, com uma surpresa: eu estava entre Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e outros escolhidos, adivinha com que texto. Em francês ficou Presque.
/lfv é um site dedicado ao escritor, cartunista e músico Luis Fernando Verissimo. 

Nota: Autoria atribuída a Luis Fernando Verissimo, mas que ele mesmo diz ser de Sarah Westphal Batista da Silva, em sua coluna do dia 31 de março de 2005 do jornal O Globo. 
(Nome do real autor: Luis com "s" sem acento agudo no primeiro "i" de Verissimo)


Segue logo abaixo, uma lista dos textos falsamente atribuídos a Verissimo, compilada por 'Elson Barbosa' (moderador da comunidade no Orkut - Luis Fernando Verissimo): 

- LFV e o Desarmamento / Aprenda a Chamar a Polícia (não é de Rossano Cancelier, em sites em inglês piada de Author Unknown = AD, 2004)

- Quase (autora: Sarah Westphal)

- Dar Não é Fazer Amor (Tatiane Bernardi)

- Depoimento Sobre as Drogas / Pagodeaxéfunk... Drogas da Pesada! (autor: Vitor Trucco)

- Do Flerte ao Casamento (autor: Bond Bilau)

- Hipocondríaco (autor: Silvio Lach)

- Um Dia de Modess (Rolinha)

- Tipo Assim (autor: Kledir Ramil)

- O Direito do Palavrão (Pedro Ivo Resende)

- A Verdade Sobre Romeu e Julieta (Francine Bittencourt de Oliveira)

- A Impontualidade do Amor (autora: Martha Medeiros)

- Mulheres Modernas / Mulheres Empresárias (autor: Arnaldo Jabor)

- O Que Faz Bem À Saúde / Previna-se (Martha Medeiros)

- Pedindo Uma Pizza em 2009 (autor: Daniel Kurtzman)

- Namoro em Tempos Modernos / Árvore Genealógica (autor: Bond Bilau)

- Filtro Solar (autor: Baz Luhrmann)

- Verão Chegando / The Summer is Tragic! (autora: Rosana Hermann)

- Ainda Bem Que Eu Dei (autora: Daniela Mel)

- Proctologista / Pedido de Amigo (autor: Jacob El-Mokdisi) 

- Um homem inteligente falando de mulheres e/ou Salvem as Mulheres
= Mulher – Manual de Preservação da Espécie (autor: Fábio Reynol)

Lembrando ainda, e mais uma vez:

FALSIDADE IDEOLÓGICA É CRIME, ASSIM COMO A RECEPTAÇÃO DE MERCADORIA ROUBADA OU FALSIFICADA...

E aqui vau uma dica, participe da Comunidade do orkut 'Afinal, quem é o autor?'... Devem haver similares no Facebook, e saberão ainda que a lista de textos abaixo, também não são de autoria de Verissimo:

- A Pessoa Errada (Autoria Desconhecida)

- Desabafo de um Marido (Autoria Desconhecida)

- Aquele do Remédio e do "Esquece" (Autoria Desconhecida)

- Um Dia de Merda (Autoria Desconhecida)

- Um Dia de Modess (Autoria Desconhecida)

- Verão Chegando (Autoria Desconhecida)

- Necessidades Sexuais / Marte e Vênus (Autoria Desconhecida)

- Big Brother Brasil 4 (Autoria Desconhecida)

- Entrevista com Deus (Autoria Desconhecida)

- Ainda Bem Que Eu Dei (Autoria Desconhecida)

- Dez Coisas Que Levei Anos Para Aprender (Autoria Desconhecida)

- Precisando de Amor (Autoria Desconhecida)

- Sobrevivência / Como Conseguimos Sobreviver? (Autoria Desconhecida)

- Casamento Moderno (Autoria Desconhecida)

- Sobre o Amor (Autoria Desconhecida)

- Oração dos Desesperados / Oração dos Estressados / Oração dos estressadinhos (Autoria Desconhecida)

- Nada como a Simplicidade... (Autoria Desconhecida) 

- Mulheres e/ou A Origem da Mulher (Autoria Desconhecida)

- Nada como a Simplicidade... (Autoria Desconhecida) 

- Nota de falecimento/ Morreu quem atrapalhava o crescimento da empresa (Autoria Desconhecida)

- Coisas de um Coração Apaixonado / Falo a Língua dos Loucos / Quem Nunca Teve... (Autoria Desconhecida)

- Fodeu-se / Foda-se (Autoria Desconhecida)

- Às Vezes / Quando o Coração Doe Até Sangrar (Autoria Desconhecida)

- Complexidade feminina! (Autoria Desconhecida)

- A Felicidade pode demorar (vulgo título =  A Vida e o Amor do autor François de Bitencourt) 

- Como roubar um coração/Roubo! (Autoria Desconhecida)

- Degustação de vinho em Minas e/ou O MINERIM E O DEGUSTADOR DE VINHO (Autoria Desconhecida)

- Depilação masculina (Autoria Desconhecida)

- A Vergonha, crônica sobre o BBB 10 (Autoria Desconhecida) e BBB basta de besteirol no Brasil (s/ referenciais p/ LFV)

- O que é Globalização? (texto c/ provável origem em inglês, que fora traduzido: autor desconhecido)

- Tudo o que vicia começa com "ç" (Autoria Desconhecida)

Caso encontrem alguns dos autores desconhecidos para os textos - todos - supra-citados, não hesite em informar, através do espaço para comentários logo abaixo...

Seja cético, fustigue os detalhes, não faça parte de uma massa de manobra, seja por que motivo for, mesmo que em defesa das bandeiras que você mesmo empunha, crendices religiosas e sobrenaturais, auto-ajuda barata, etc... Desconfie de textos repassados com o nome de LuiZ Fernando VerÍssimo, porque em geral serão falsos, e principalmente se citarem 'deus' ou fatos bíblicos...
__________________________

/lfv é um site dedicado ao escritor, cartunista e músico Luis Fernando Verissimo.

www.dotdotdot.com.br/lfv/diversos/textos_falsos.php

___________________________________________________ 


Alguns texto que recursivamente são atribuídos a LFV:

EXIGÊNCIAS DA VIDA MODERNA "Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro. E uma banana pelo potássio. E também uma laranja pela vitamina C." (...) apesar de comumente atribuído também à tal Martha Medeiros, nas verdade trata-se de um texto  de 'autoria Desconhecida'...

* * *

O Que Faz Bem À Saúde / Previna-se (Início do texto: Trecho...) "Cada semana, uma novidade. Acho a maior graça. Tomate previne isso, cebola faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema (...) de autoria da falastrona Martha Medeiros, divulgado com enxertos...

* * *

Excerto: "Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo (...) texto de nome 'Quase', escrito por 'Sarah Westphal Batista'... 

* * *

Excerto: "Carlinhos - Papai, o que é Páscoa?" (..) texto adaptado para o teatro por Antonio Rocha Neto, cujo título é 'DÚVIDAS PASCAIS', e que pode ser 'ouvido' pelo site www.senado.gov.br/radio - dentro do site, clique em Programas e localize o programa Contos que Encantam... Verissimo não tem rigorosamente nada a ver com isso...

* * *

Excerto: "Nada como a convivência e um dia após o outro...// É dando que se recebe// MALDITA VINGANÇA... Ou AS MULHERES SÃO UMAS PERVERSAS... ?!// O parto..." (..) falso...

Excerto: "Vinte anos. Ah, os vinte anos. De casados, claro! Casamos novos. Ela com 19 e eu com 20 anos de idade. Lua-de-mel, viagens, mobílias na casa alugada, prestações da casa própria e o primeiro bebê." (...) título original "Pedido de amigo", escrito por J. Miguel (Jacob El-Mokdisi)...

* * * 

"O sentido da Vida", escrito por Bradley Trevor Greive, com a tradução Luis Fernando Verissimo, Editora Sextante, Rio de Janeiro, 2002 (..) tradução e nunca autoria...

* * *

Excerto:
"O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss."
(..) escrito por Deanna Troi, e o nome original do texto é "Nada Mudou", e pode ser conferido no blog(ue) da própria Deanna:  Leitores Escassos... O texto também é divulgado com outros títulos: O COLLANT VIROU BODY / Sinal dos tempos / E tudo mudou / Mudanças

* * *

Excerto do texto com os variantes - ou mutantes - títulos: PAPO DE AMIGAS AO TELEFONE // Amigas ao telefone // Duas amigas ao telefone // Mulher Moderna: 
"- Como foi o encontro de ontem à noite?
 - Horrível, não sei o que aconteceu... (...)"
(..) autoria desconhecida...

* * *

Texto: "O mundo feminino em 2003", no início do trecho:  “Conversa entre pai e filho por volta de 2031, sobre como as mulheres dominaram o mundo. - Foi assim que tudo aconteceu, meu filho... Elas planejaram o negócio discretamente, para que não notássemos. Primeiro elas pediram igualdade entre os sexos. ” (...) - autoria desconhecida...

* * * 

Texto: "Contos de Fada para Mulheres do Século XXI (sem referencia bibliográfica)"

___________________________________________________


Sites de Luis Fernando Verissimo, para pesquisa:

http://portalliteral.terra.com.br/verissimo/

http://www.releituras.com/lfverissimo_alianca.asp

ZERO HORA (Colunas)
http://www.clicrbs.com.br/jornais/zerohora

_____________________________________________________

Dez coisas que levei anos para aprender...
Autoria Desconhecida 

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção, nunca falha)

2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

5. Não confunda Nunca sua carreira com sua Vida.

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".

8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10. Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic. 

____________________________________ 


PIADA, se não fosse sórdido e criminoso...

O leitores céticos - logo honestos -, do verdadeiro Verissimo bradam:

"Ajude-nos a combater a "epidemia" que vem trocando os nomes na Literatura, repassando os nomes corretamente ou mantendo da forma original mesmo os de Autoria Desconhecida, até agora (caso os autores não quiserem ainda ser identificados), para que não prolifere nos blog(ues) informações incorretas; ainda há os que se preocupam em identificar e repassar a veracidade das informações c/ os devidos dados bibliográficos. Procurem verificar se há referências no s(a)ite dos Autores, consultem artigos/jornais/bibliotecas virtuais e reais."

"Os falsos repasses com relação a net, não estão ocorrendo apenas com LFV, mas com os escritores nacionais e internacionais/pintores que chegam a ser repassados para as escolas para 'reflexão'" ACREDITEM SE QUISER! (INFORMATIVO - rosangela_aliberti)

"Pessoas buscam 'bezerros de ouros' para transformá-los em porta-vozes, 'idolatrando-os' desvalorizando a Força e Fé que é inerente em si." (Rosangela_Aliberti) 

"Aprenda a melhorar suas pesquisas “via net” respeite os mais velhos, e confie na própria capacidade na construção das suas próprias opiniões." (Rosangela_Aliberti)

"Caso queira homenagear qualquer autor, procure repassar um texto que seja DELE, não um texto de origem duvidosa" (Rosangela_Aliberti)

"Srta. Kátia, lamento dizer, mas o texto do 'Dia de Merda' não é de Verissimo. Ele nunca escreveu um texto escatológico, e nunca colocou palavrões onde não fosse estritamente necessário. Falta a sutileza e a ironia fina que caracterizam seus contos. Pode até ter acontecido com alguém, mas não foi com o conhecido escritor, nem com nenhum conhecido dele."

"Recebi mais um e-mail com um texto horrível atribuído ao Veríssimo, titulado de : "Você peida na cama?". Bem, já pelo título percebe-se que o texto não é dele... e todo o resto então, nem se fala é uma piada de péssimo gosto... cheguei a ficar insultada de saber que atribuíram aquilo a ele."

"Grato, Rosangela, por esclarecer mais uma mentira da net. Disponibilizei sua matéria no meu blog. Acesse jairfilho.blogspot.com, com os devidos créditos, é claro. rsrs Parabéns, pela iniciativa. Chega de mentiras. Abs, Jair"

Compilação e autoria de Carlos Sherman 

Nenhum comentário:

Postar um comentário