Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Curto e Lúcido II



Rodrigo, você está subvertendo o ônus da prova... É simplesmente uma questão de tempo a perder... Deus existe tanto como o unicórnio cor de rosa, ou o Grande Jujú da Montanha, e o monstro de Lockness... Acreditar no sobrenatural com tanta devoção pode denotar problemas nos lobos temporais e até mesmo sinalizar um quadro de epilepsia - lembrando ainda que em 80% dos casos de epilepsia não existem convulsões, e descobrimos o problema em função das avassaladoras adesões ao sobrenatural... Alucinações são mais frequentes do que creem os que nada sabem sobre a mente humana... 

E o subsequente desvio de confirmação coletiva na catarse do culto, é absolutamente conhecido neurofisiologicamente... Trata-se de uma fenômeno de simples indução e sugestão, vide Derren Brown... Aceite a vida com coragem, apenas viva e seja feliz, não existe um diretor para este filme, e no final nós morremos mesmo... inexoravelmente... Não desperdice a sua vida com pataquadas e crendices... Defina um outro papel para a sua atuação... 

Nada de inferno, nem de vida eterna, nem deuses, nem demônios, apenas vulnerabilidade neural, evolutiva, incapaz de conviver harmoniosamente com a aleatoriedade... Incapaz de entender a aleatoriedade... Aferrados à fenômenos causais, simplistas, e devotos de fantasias, amargando falsos positivos, e apartando-se da realidade... Inventamos a ciência precisamente para testar a nossa lucidez... Humanos, troppo umanos... 

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário