Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Curto e Lúcido III



Qual é a função importante da religião??? Educação??? Recomendando o apedrejamento de filhos rebeldes? Será que a educação moderna não começa a ser estruturada com Piaget, etc? Leis? Olho por olho, dente por dente, quebradura por quebradura, o Código de Hamurabi ampliado? As nossas leis não decorrem minimamente de livros sagrados... A menos que considera razoável alugar a sua mulher e vender a sua filha, chamar leprosos de imundos, etc e tal... Qual é o papel da religião, além do que foi muito bem descrito pelo autor? Nada mais do que um grêmio de identidades, como partidos políticos, bandas de Rock, times de futebol... As religiões não durarão para sempre, entendam, a História é dinâmica, estamos próximos de enfrentar uma inflexão exponencial na descrença... E sabem o que ocorrerá??? O que ocorre na maioria dos países europeus, descrentes, na Nova Zelândia, Canadá, Japão, etc... Ou seja, maior instrução, maior expectativa de vida, menor mortalidade ao nascer, menos violência, mais solidariedade, etc e tal... Estudem levante os dados... Saiam de seu microcosmo, saiam do bairro, deixem de olhar para baixo, olhem longe, ao longe e saberão... Estudem...

Você alega que 'no seu caso, sem 'religião' - o que não perece ser uma resposta totalmente honesta -, mas acreditando em 'algo para além de nós', devo lembrá-la da falácia retórica nomotética, atribuindo nomes diferentes para os mesmos fins... 

Sobre pretensão, existe outra falácia envolvida, a completa inverão dos fatos... Note que a 'pretensão' e arrogância - cega - reside exatamente na cabeça de quem se considera escolhida, de quem considera que para si, ou para apenas para o homem, deve haver 'algo mais'... Outra completa inversão é dizer que 'seria muita pretensão achar que o ser humano é único'...  Na verdade a pretensão é sua, em achar que o ser humano é o único dentre os animais que merece um 'algo mais'... Somos mortais, passageiros, poeira cósmica, e você ainda diz que é 'pretensão' de nossa parte, descrentes no sobrenatural e em fantasias, ao invés de entender que é exatamente você que espera um tratamento especial, e que na verdade você chama de 'deus' - em maiúsculo, mas me recuso a reproduzir... 

Mas como este 'deus' está formatado??? Por que considera um 'deus', e se diz sem religião, se as alusões a ele só estão cunhadas em velhos livros folclóricos??? Um caso categórico de desvio de confirmação... Incrível... Esta fantasia, não poderia ser amor, universo, energia, poesia, como você diz, por que não precisamos de outros atributos para tais conceitos... Na verdade, o seu 'sei lá o que', é mera falácia nomotética, medo, fantasia, e está bem descrito no texto... Estudem, dignifiquem suas vidas...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário