Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de março de 2013

Expandam as 'Fronteiras do Pensamento'... Não percam...





Prezado Carlos Sherman,

Segue em anexo, o comprovante da compra de seu passaporte.
Lembrando que deverá apresentá-lo junto de seu documento de identidade e o cartão utilizado para retirar seus ingressos (caso tenha optado por retirar na bilheteria).

Bilheteria do Teatro GEO (Teatro do Complexo Ohtake Cultural)
Rua dos Coropés, 88 – Pinheiros (altura do 201 da Faria Lima, próximo ao metrô Faria Lima).

Abaixo, a programação da edição 2013:

Conferencistas Fronteiras do Pensamento São Paulo

17 de abril
MARIO VARGAS LLOSA
Prêmio Nobel de Literatura, o escritor peruano é um dos maiores expoentes da literatura latino-americana. Sua obra critica a hierarquia de castas sociais e raciais na América Latina, tendo como principal tema a luta pela liberdade individual. Politicamente engajado, Vargas Llosa já presidiu investigações de crimes políticos, tornou pública sua opinião a respeito de líderes de Estado e chegou a concorrer à Presidência do Peru pela Frente Democrata em 1990, indo para o segundo turno das eleições. Sua carreira como escritor ganhou reconhecimento internacional em 1963 com a publicação de A cidade e os cachorros, dando início a uma honrosa trajetória de prêmios como Príncipe das Astúrias, Cervantes e Carlos Fuentes. Entre suas dezenas de títulos de ficção, jornalismo e ensaios, hoje traduzidos para mais de trinta idiomas, figuram entre os mais recentes A civilização do espetáculo, A tentação do impossível, O sonho do celta e Travessuras da menina má.

8 de maio
KAREN ARMSTRONG
Escritora britânica, agraciada com o Freedom of Worship Award, do Instituto Roosevelt, e, também, com o TED Prize, do qual resultou a Charter for Compassion, iniciativa focada em promover a compreensão e a paz. Aos dezessete anos, Armstrong se tornou noviça na ordem religiosa Society of the Holy Child Jesus, e, ao assumir os votos de freira, passou a chamar-se Irmã Martha. Decepcionada com a vida religiosa, quatro anos depois, abandonou o convento. Com uma trajetória pautada pelo rigor acadêmico e as marcantes experiências de vida, a escritora é tocada simultaneamente pelo chamado da fé e pela lucidez da ciência, e aborda, em quase todos os seus livros, a crescente dicotomia entre religião e filosofia, numa tentativa de reconstituir historicamente os fragmentos dispersos dos nomes de Deus. Dentre suas publicações estão Uma história de Deus, A grande transformação e A escada espiral.

11 de junho
MANUEL CASTELLS
Sociólogo espanhol, agraciado com o Holberg International Memorial Prize 2012. Suas pesquisas abrangem os mais diversos campos, da política econômica às sociologias urbana e da cultura. Professor nas áreas de sociologia, comunicação e planejamento urbano e regional em renomadas instituições, Castells investiga, há mais de duas décadas, os efeitos da informação sobre a economia, a cultura e a sociedade em geral. Sua obra virou referência obrigatória na discussão das transformações sociais do final do século XX, tendo conquistado dezenas de doutorado honoris causa, a Medalha Erasmos pela Academia Europeia e o Prêmio Kevin Lynch de Design Urbano pelo MIT, dentre tantos outros. Em A sociedade em rede, primeiro volume da trilogia baseada em pesquisas sobre a era digital, analisa a dinâmica social e econômica na era da informação, buscando compreender as transformações que as novas tecnologias estão produzindo em nossas vidas. É também autor de O poder da identidade e A galáxia da internet.

26 de junho
ANTÓNIO DAMÁSIO
Médico e neurocientista português, vencedor do Prêmio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica. Suas pesquisas focam na busca de respostas para questões filosóficas com base no conhecimento do cérebro. Damásio é professor de neurociências e diretor do Instituto do Cérebro e da Criatividade na Universidade do Sul da Califórnia, e suas descobertas na área da neurobiologia da mente e do comportamento, com ênfase na emoção, tomada de decisões, memória, comunicação e criatividade, fizeram dele um líder com reconhecimento internacional no campo das neurociências. Seu trabalho tem grande influência sobre o entendimento atual dos sistemas neurais, envolvendo memória, linguagem e consciência. Autor de O erro de Descartes e O sentimento de si, dentre muitos outros.

14 de agosto
KWAME ANTHONY APPIAH
Teórico cultural ganês, eleito um dos principais pensadores globais pela revista Foreign Policy em 2010. Seus livros mais recentes abordam problemas filosóficos como raça, racismo, identidade e moral. Na casa de meu pai, obra que colocou Appiah na vanguarda dos estudos africanos contemporâneos, tem início e fim em sua biografia, desde a infância em Asante até o funeral de seu pai em Gana. As experiências pessoais servem de moldura para uma variedade de ensaios sobre a religião africana tradicional, o Nobel de Literatura de Wole Soyinka e os problemas da África pós-colonial. Dentre suas publicações está O código de honra.

28 de agosto
PETER SINGER
Filósofo australiano, professor na Universidade de Princeton, Nova Jersey, na área de ética prática, trata as questões sob uma perspectiva utilitarista. Eleito o Humanista do Ano pelo Conselho de Sociedades Humanistas Australiano em 2004, Singer é considerado um dos maiores filósofos contemporâneos. Sua obra Libertação animal foi de importante influência formativa no movimento homônimo de defesa dos animais, que argumenta contra o “especismo”: a discriminação de certos seres baseada apenas no fato de estes pertencerem a uma dada espécie. Para o pesquisador, todos os seres que são capazes de sofrer devem ter seus interesses considerados de forma igualitária. Autor, também, de Quanto custa uma vida? e Um só Mundo.

2 de outubro
JOSÉ RAMOS-HORTA
Prêmio Nobel da Paz, o jurista timorense foi, também, agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade por seus esforços para impedir a opressão do seu povo. Em 2006, quando era considerado o provável sucessor de Kofi Annan como secretário-geral das Nações Unidas, Ramos-Horta desistiu de disputar o cargo para tornar-se primeiro-ministro do Timor-Leste e, um ano depois, presidente da República – segundo político eleito para o cargo após a independência da Indonésia. Sua formação agrega a Academia de Direito Internacional de Haia, onde estudou Direito Internacional Público, e também o Instituto Internacional de Direitos Humanos, onde permanece com forte atuação. 

6 de novembro
PAUL ZAK
Neuroeconomista norte-americano, professor na Universidade de Claremont, Califórnia, onde dirige o Centro de Estudos Neuroeconômicos. Com pós-doutorado em Harvard nas áreas das neurociências, as pesquisas de Zak são pioneiras na identificação da oxitocina como molécula responsável pelas relações de confiança na sociedade, na economia e, também, em comportamentos humanos como a empatia, o altruísmo e a moralidade. Seu mais recente livro, A molécula da moralidade, foi publicado no Brasil em 2012.


Atenciosamente,
Marten
Central de Relacionamento
Fronteiras do Pensamento
+55 11 4007.1200
www.fronteiras.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário