Pesquisar este blog

terça-feira, 12 de março de 2013

Lato Sensu...




O amigo 'Douglas Rodrigues' escreveu:

"'Daora' a vida, ser ridicularizado por ter uma postura cética em relação as pseudociências."

Achei por bem consolá-lo:

Assim caminha a humanidade... O cérebro humano deriva em meio à caminhada evolutiva, vulnerável à falsos positivos, desvios de confirmação, medo, à idolatria, e ansiando por passeio com o rebanho, e apenas por pastagens conhecidas... Distribuição genética, aleatória, contingente... Mas eles não são maus, são vulneráveis e frágeis... Os algozes do púlpito, esses sim devem ser combatidos... Seus fieis depositários devem ser ajudados, ou carregados no colo... Afinal, ele estão - stricto sensu - doentes... Ético, logo cético...

E segui em frente, contestando os 'crentes':

Renato, não confunda inexplicável com inexplicado... Posso esperar para saber, sem o desespero de crer... Isso distingue homens de ovelhas...

A inspiração do sobrenatural e da metafísica, depende do grau de ignorância de quem crê - ou do fornecedor do baseado....

Fernando Camargo Candido, 'você tem razão', afinal a Psicanálise nem chegou ao status de pseudociência... Trata-se de charlatanismo barato e fraude... Você precisa se atualizar... TODAS as boas universidades do MUNDO, TODAS, retiraram a farsa freudianóide do currículo... Atualize-se... E conheça as palavras de um dos baluartes da Psicanálise e sua mea culpa, em um raro momento de honestidade intelectual: 

"Nossa prática é uma trapaça, blefar, fazer as pessoas pestanejarem, impressioná-las com palavras astuciosas, é de qualquer forma o que se costuma chamar de engodo. [...] Do ponto de vista ético, nossa profissão é insustentável; é, aliás, justamente por isso que eu fico doente só de pensar nela, porque eu tenho um supereu como todo mundo. [...] Trata-se de saber se Freud é ou não um acontecimento histórico. Acredito que ele fracassou no seu golpe. É como eu; em muito pouco tempo ninguém mais se importará com a psicanálise" 

Jacques-Marie Émile Lacan 
(Conferência proferida por Lacan em Bruxelas em 26 de Fevereiro de 1977, transcrita na íntegra pela revista Le Nouvel Observator, no. 880, de Setembro de 1981, p.88)

Fernando, Freud acreditava em telepatia, numerologia a astrologia... Primeiramente investiu na cocaína como terapia, e depois da overdose de um paciente, ele 'inventou' a Psicanálise... Tem uma revelação, na linha das aparições do anjo Gabriel para Abraão e Maomé, tendendo mais para a iluminação budista... E como muito sofrimento faz a única auto-análise possível... O gênio, o deus, visita a si mesmo... E descobre tudo... Depois, quando vê a mãe de sutiã durante uma viagem de trem, fica excitado, e inventa o complexo de Édipo... Basicamente você, eu, todos, temos vontade de faturar nossas mães, mas como tememos nossos pais, que querem nos castrar, desejamos matá-los... Tudo muito claro, óbvio, sensato... Com apenas um inconveniente, nada, absolutamente nada foi provado, jamais... E na verdade sequer investigado corretamente, cientificamente, o que pressupõe método, amostragem, repetibilidade e correlação... E Jung sai disparando exatamente isso contra o charlatão ambicioso e autoritário que ele bem conhecia...

Só que Jung critica Freud por não provar nada, e também viaja na maionese em sua 'crença' - ridícula - no inconsciente coletivo... O processo de 'descoberta' do inconsciente coletivo dá vontade de rir ou chorar... Mas esta é outra estória dentro da história...

Sim, o desespero de crer em qualquer lambança, sem evidências, sem nada, é de certa forma humano, e muito frequentemente patológico... Afinal podemos esperar para saber...

E a Psicologia moderna, REAL, LÚCIDA, tem vergonha de ser associada ao charlatanismo freudiano... 

E através da Neurofisiologia conhece bem a Biologia da Crença... O problema é que quem 'crê', nada sabe, nada sabe sobre a epilepsia em sua forma não convulsiva, afetando os lobos temporais, não conhece os problemas relacionados aos lobos parietais, córtex cingulado e pré-frontal... Não sabe sobre a nossa tendência à ilusões, delírios e até alucinações... Sobre a nossa tendência ao animismo, a crer, ao misticismo e à idolatria...

"Quem nada sabe, em tudo crê" - Jan Neruda...

Um cérebro vazio, forma uma espécie de vácuo, succionando para dentro a primeira besteria 'causal' e simplista que passa pela frente... Um 'aspirador metafísico'... Fenômenos aleatórios, complexos, multivariáveis, caóticos, estão fora de questão... Afinal temos 'vácuo', onde deveria atuar uma mente instruída...

Mas trata-se de vulnerabilidade inata, além de mal fertilizada, e mal instruída... E não de culpa... Devemos ajudar aos que 'veem coisas', onde não existe absolutamente nada - a essência do falso positivo... Devemos ajudar a quem vê 'amor na bíblia'... A bíblia, o livro de deus, onde o próprio chama à leprosos de imundos, deficientes de párias, comanda o assassinato de 42 crianças por duas ursas por chamar um protegido dele de careca, manda apedrejar crianças rebeldes, e vai matar à todos os que não creem em sua sandice - bilhões de pessoas - em sua vingança repleta de indizível crueldade... Encontrar 'amor' em meio à matança bíblica, essa é a essência do 'desvio de confirmação'... Muito comum em nossa espécie social e política....

Mas Douglas Rodrigues, não espere que a caminhada seja fácil... Mas sem dúvida será fantástica... Afinal, contra todos os prognósticos da distribuição genética, você teve condições de ser, e é, um homem livre, pensante, ético - logo cético... Humano, troppo umano... Nunca fui maioria em nenhum círculo social... Jamais... Minha mãe, pai, irmã, família, gostariam que me calasse... Vulneráveis, frágeis, medrosos - apesar de arrogantes... Mas saber que minhas filhas e minha esposa estão comigo, igualmente livres, céticas, vale a jornada... Tenho outros valorosos seguidores, e uma horda de perseguidores, rsrsrs... Topar com você vale a jornada... Afinal, mortais que somos, podemos - stricto senso - deixar um legado em nosso pensamento e exemplo... Todos os dias me sinto incrivelmente mais forte... Parafraseando Nietzsche, os que olham daqui de baixo, nos veem pequenos enquanto voamos o voo dos LÚCIDOS... 

E que todos saibam, inventamos a ciência para testar a nossa lucidez...

E nascemos em um bom momento histórico, afinal já não cortam a língua e nem queimam vivas, pessoas como você e eu... Bom proveito de sua lucidez... E insisto, Ético logo Cético...

Até que o 'Manolo' apareceu... Vulgo 'Renato', rsrsrsrs...


"Carlos eu vou lhe dar um exemplo para ficar mais claro o que quero dizer. A ciência não pode provar e nem refutar, por exemplo a vida após a morte e assim a crença de acreditar ou não acreditar nisso vai depender de cada um. Alguns podem considerá-la pseudociência, mas outros já possuem uma certeza intuitiva que isso é real e ainda outros dizem de fato terem experenciado algo relativo a isso, mas não podem comprová-la cientificamente. Assim a crença na vida após a morte não pode ser considerada simplesmente uma pseudociência somente pelo fato de que a ciência não pode corroborá-la até então, mas é uma questão que deve ser deixada em aberto, onde cada um possa ter sua própria opinião sobre este assunto de acordo com suas experiências de vida. Não podemos afirmar a existência da vida após a morte e nem refutá-la com toda certeza, pois a ciência não nos responde essa questão definitivamente. Nesse ponto a minha opinião pode diferir da sua e ainda um experenciado de EQM possa já ter a resposta para essa pergunta, mas um neurocirurgião com todo seu conhecimento sobre o mapeamento cerebral, não acredite nisso. Assim isso se torna uma questão relativa aos olhos de cada indivíduo."

Se não pode ser  provado, não é Ciência... Mas se insistem em que 'pareça' real e plausível, então 'sim', estamos diante de uma fraude pseudo-científica, claro... Algo estapafúrdio, pessoal, não observado ou evidenciado, sequer, pela experiência cognitiva coletiva, e que pretende sentar na janelinha, e alegar veracidade, esta é a síntese da pseudo-ciência... Tais alegações supra-citadas, são continua e diariamente vendidas na rede como 'comprovadas' cientificamente, de forma que, e se prefere, diremos apenas que é 'acientífico' - e acabo de cunhar o termo, rsrsrs... Ou seja, não é científico, e definitivamente...

Renato, você está, Lato sensu, enganado... Explico: quando diz "A ciência não pode provar e nem refutar, por exemplo a vida após a morte e assim a crença de acreditar ou não acreditar nisso vai depender de cada um.", está equivocado em pensar que a Ciência está preocupada com solipsismos... E mais, acreditar ou não em algo que não possui absolutamente nenhuma evidência é uma mera questão de tempo à perder - ou medo, ou desespero... Por que não pode estudar, e esperar para saber??? 

Renato, assuntos sérios começam por uma proposição e evidências... Lembre-se que cabe a quem propõe o enunciado o ônus da prova... Sem provas não existe suposição aceitável... E o que pode ser demonstrado sem provas pode e deve ser descartado sem provas... Mas o ponto é outro... Podemos PROVAR que aqueles que creem de forma obstinada, podem portar problemas mentais... A epilepsia gera experiências místicas, e 80% dos casos de epilepsia não apresentam convulsões, de forma que seus portadores desconhecem o problema... Podemos PROVAR em experimentos - e que podem ser repetidos aqui e em Helsinque -, que somos capazes de induzir crenças... Isso está provado... 

Uma boa parte das pessoas que creem são ignorantes... E também está provado este viés, pela correlação direta entre crença e baixa escolaridade, assim como crença e baixa expectativa de vida, e crença e elevada taxa de mortalidade infantil, crença e violência, etc... Afinal qual é o mapa ou os critérios de deus? Quanto mais crente mais faminto, mais morte ao nascer, mais desigualdade, menor expectativa de vida... Por quê? Podemos provar que tem alguma coisa cheirando muito mal nesta estória de divindades e crenças...

As ditas experiências de quase morte são recriadas em laboratórios todos os dias... Estão entendidos os mecanismos da crença - na crença... Todas elas... Você apenas não tem notícia disso, mas 'saberia' se estudasse os rudimentos da Neurociência Cognitia, Genética, Etologia, etc...

Renato, este post foi escrito sob medida para você:
http://ethosproject.blogspot.com.br/2012/12/o-caminho-verdade-e-luz.html
ProÉtica: 'O Caminho, a Verdade, e a Luz'...
ethosproject.blogspot.com
CRÔNICAS DE UMA VIDA - LIVRE E PENSANTE - DEDICADA À VIDA... Bem vinda Humanidade Livre, este é o seu Lar... Este é o espaço da Reflexão Pura, do Pensamento Elevado, da Imparcialidade, da Justiça e da Ética... Este é o espaço da Integridade Intelectual... Este é o espaço da Liberdade, da Vida, da Ar...

Sei que você pode estudar e entender... Pode estudar, Stricto sensu, e SABER... Não estanque em solipsismos e presunções... Isso é triste, e medíocre para uma vida, e para a sua vida... Portanto Renato, com respeito e boa vontade, e com a sinceridade que não deixa de ser uma marca indelével na minha conduta, 'você nada sabe'... Mas pode saber...

O post que acaba de publicar não passa de uma grande piada... E conheço a fábula... Estou tentando ajudá-lo a não perder tempo... Renato, por favor leia o que escrevi... Estudo o assunto... Estão enrolando você, ou você está enrolando a si mesmo...

Este assunto de EQM já está 100% esclarecido... Em experimentos para a força aérea americana simularam TUDO sobre a dita 'experiência de quase morte'... TUDO, a ponto de brincarem com a altura em que os pilotos veriam o seu corpo inerte mais abaixo... 

Bom Renato, aí fica difícil... Agora você vem com provas da existência do 'Paraíso' e do 'Inferno'... Isso tudo é fábula de segunda categoria... Não é assunto para adultos lúcidos e saudáveis... Mas falo sério, investigue a sua saúde neural... Lobos temporais - epilepsia -, parietais, córtex cingulado, pré-frontal, e o equilíbrio dopamínico... Ou estude... Se estudou, se ao menos tentou entender a vida como ela é, a REALIDADE, mas não pôde livra-se de CRER, então fatalmente existem características neurais a serem consideradas... Não como patologia, mas como desequilíbrio, distúrbio ou tendência...

Peço que leia novamente tudo o que foi dito por todos... Explico mais acima sobre os desvios de confirmação, falsos positivos, etc... Mas, é isso aí brother, acho que ainda estamos bem distantes, e a comunicação 'aos gritos' fica complicada e cansativa... Mas desejo sorte, aqui e no paraíso - ou no inferno... Precisando de mim é só chamar de forma privada, e terei prazer e carinho em ajudar...

Brother, o seu perfil é a típica viagem através do imaginário... Você é completamente avesso à realidade... E vale tudo para sustentar sua tese sobrenatural... Espaço tridimensional, cristianismo, espiritismo... É a crença na crença, um tremendo subterfúgio, por alguma razão inata ou aprendida... Mas é muito forte em você... Releia a si mesmo... De forma isenta.... 

Acreditamos em coisas por motivos torpes, e depois buscamos argumentos racionais para sustentar tais crenças... É por isso que pessoas aparentemente inteligentes como você, sustentam com argumentos 'aparentemente' racionais, crenças absurdas... Mas confie em mim, os seus argumentos - de fato - são frágeis, irracionais, e com o perdão da sinceridade, e novamente, patéticos... Se dispuséssemos de tempo, refutaria tudo o que disse, palavra por palavra, vírgula por vírgula... Facilmente... 

E não se esqueça:

Não podemos provar a INEXISTÊNCIA, trata-se de um Reducto ad absurdum... Portanto trata-se de falácia retórica pedir que provemos a inexistência do que não existe... Isso é um truque... E pouco honesto... 

E lembre-se também:

Cabe ao propositor - ou acusador - o ônus da prova... Se afirma que deuses existem e vivemos felizes depois da morte, cabe antes a você provar... Não sendo passível de prova, não será tampouco passível de respeito... 

Pense comigo. você diz que: - Fulano é ladrão... Beleza, então prove??? - Não, não preciso de provas, pois acredito nisso e basta... Sendo assim será passível de dois crimes, calúnia, difamação, e se a acusação for cara a cara, um terceiro: injúria... Sabe qual será a sua única saída, para não ir em cana??? Provas...

Favor notar que:

Não se vive honestamente sem provas... Não se vive dignamente e nem com justiça sem provas... Pense, repense...

De forma que qualquer crença sem evidências, será igual a NADA, ou em casos especiais, passível de enquadramento criminal, estelionato, calúnia, etc....

Pense... Não submeta a sua mente sem lutar, sem ao menos tentar entender, SABER... Sua vida merece este esforço...

E finalmente, Renato, 'eu não ACREDITO' em nada disso... E não possuo convicções ou dogmas... Eu posso pensar, estudar, evidenciar e SABER... E posso aprender mais, avançar sobre os meus paradigmas... Repito, não estou desesperado para crer... E sabe por quê??? Sou um homem consequente, tenho uma vida maravilhosa, mas quero ajudar a diminuir em alguma medida o sofrimento humano... E não posso sair por aí projetando as minhas crenças ou crendices sobre os demais... Sob pena de cometer injustiças... 

Nada provocou tantas injustiças quanto as crenças... A Inquisição mandava principalmente mulheres e crianças para fogueira por bruxaria, ou melhor dizendo, porque uma vizinha fofoqueira, por desafeto, acusava a outra de bruxaria... Em seu mundo solipsista isso seria possível e aceitável... Mas em meu mundo, e diante da integridade intelectual que defendo, e da atitude cética, precisaríamos mais do que 'verborragia', precisaríamos de provas, precisaríamos ao menos, conhecer O ENDEREÇO DA VERDADE...

As irmãs Fox inventaram o 'negócio espírita e mediúnico', e enganaram as pessoas por 30 anos... Até que Margareth, uma delas, revelou o segredo: fraude... Não temos notícia de nenhuma debandada massiva do espiritismo... Kardec foi um mega-picareta, e sua esposa foi levada a júri com seus sócios e condenados por fraudes 'espirituais'... Não eram tão habilidosos quanto o 'mestre' e patrão, o cara que escreveu o 'Livro dos Espíritos', e que considerava que 'negros' eram 'espiritualmente' inferiores... Não temos notícia de que as pessoas se interessem por estes FATOS... 

Xavier era epilético, i.e., foi diagnosticado com problemas nos lobos temporais, o que SABEMOS, leva à experiências místicas... Sua mãe tinha o mesmo problema... Também é um grande candidato à alucinatória Síndrome de Charles Bonnett, embora não tenhamos comprovado, o que diminuiria sua volição criminal, em favor de outras patologias.. Mas ele integrou uma quadrilha em Uberaba, e estamos tratando aqui de fatos... Dois presos e um confesso... A irmã Josefa foi presa em Campinas com suas roupas grotescas de FANTASMA, com as quais posava para fotos com Xavier... As psicografias, segundo denúncias de outro malfeitor, Waldo Vieira, eram executadas pela técnica 'hot reading' - leitura à quente -, i.e., os crentes desesperados e desesperançosos, portanto pra lá de vulneráveis, anotavam em um caderninho os dados de quem pretendiam contactar... Xavier, inescrupulosamente recebia as informações, ao pé do ouvido, e procedia a farsa... A caligrafia era completamente diferente, conforme comprovado por exames grafológicos... E??? Não temos notícia da debandada de seus fieis seguidores...

Não Renato, não são opiniões... São fatos, fatos evidenciados, comprovados... EQM é causado por HIPOXIA, mas alguns distúrbios decorrentes do caos neural... Pode ser INDUZIDO, e FOI... Acho que você não leu... 16.000 testes... Mais de 16.000 testes, somente com pilotos... Mas isso não é nada, de lá pra cá brincamos com isso todo dia...

Renato, se me perguntar se acredito em algo, vou devolver a seguinte pergunta: 'qual é o valor de ACREDITAR em algo?'... Mas se me perguntar se 'SEI, se posso provar, se entendo', acho que serei de alguma utilidade... Caso contrário você estará à mercê do meu subjetivismo... E daí??? Posso ser um ignorante, torpe, alucinado, ilusionado, ou um simples delirante... Esta distribuição populacional, de indivíduos delirantes, sujeitos à sugestão, hipnose, falsos positivos, desvios de confirmação, é gigantesca... Para o meu alarde...

Por isso, Ético logo Cético... Não há outro caminho.. Pense sobre isso... 

Se um amigo lhe disser que outro brother é um bandido, você considera justo assumir tal conceito sem evidências? E os conflitos de interesse, e o peso da injustiça??? Adotar uma postura 'cética' - do grego sketomai, significa olhar de perto, procurar pelos detalhes, ou olhar de longe, com isenção, mas sempre fustigando a verdade... Para sermos Éticos, ou justos, não será suficiente, mas sempre será necessário, que sejamos Céticos... Sabe qual é o benefício desta atitude? Sempre? Medir o quão próximos podemos chegar da VERDADE, da REALIDADE... Da LUCIDEZ....

Inventamos a ciência - a nobre atitude de tornar-se ciente pela prova - para testar a nossa LUCIDEZ, no acender das Ultra-Luzes... Para que vivermos melhor e de forma mais solidária...

Alvaro Trigo Fernandes então disse:
"eu curti quase tudo o que o Carlos disse, mas to com preguiça de clicar no curtir"

Álvaro, rsrsrsrsrs, considero-me CLICADO, rsrsrsrsrs... Obrigado...


Portanto, 'entenda a morte e entenderá a vida'... E se puder viver com a coragem da verdade, e encarar com alegria a realidade, entenderá que a finitude da vida é condição Sine qua non, para uma vida de fato...

Renato, vejo que não existem argumentos que te satisfaçam... Sabe o que a ciência médica pensa sobre EQM??? Uma grande piada... Você já encontrou algum grupo científico dedicado a desenvolver terapias para as ditas EQMs???  Mas estamos 'sim' interessados em saber porque as pessoas acreditam nestas besteiras... E sabemos... Mas você não sabe, e não pretende saber, afinal a verdade desmontaria o seu confortável abrigo, o seu edifício de crenças e convicções, das quais não pretende libertar-se... Mas é um edifício de fumaça... Sinto muito... Quanto mais tempo levar para cultivar a lucidez e o realismo, mas vida desperdiçará...

Renato Zanette:
"Talvez você acredite que Universos Paralelos existam porque a teoria das cordas permite isso, ou outras teorias físicas também. Mas ainda não pode aceitar a existência de vida após a morte, talvez porque sua mente não aceita a existencia de consciência sem um corpo e que a consciência depende do cérebro. Experiências pessoais não podem ser comprovadas cientificamente e por isso não podem ser invalidadas."

Muito conveniente Renato, rsrsrs, muito conveniente, mas pouco honesto... Se puder encontrar pessoas que acreditem em você sem evidências então vá em frente, funde sua própria seita...

Outra vez, solipsismos de ocasião não valem como argumento... E outra vez mais, o que é dito sem provas pode e DEVE ser recusado sem provas... Uma pequena variante de Hitchens, rsrsrs...

De forte que o seu truque não cola, e não é honesto... Já expliquei reiteradas vezes acima, mas acho que você somente lê onde diz 'Renato'... Não se trata - sequer - de uma questão de 'VALIDAR cientificamente', mas sim uma questão de 'NÃO DISPOR DE NADA A SER VALIDADO'... 

Pense em um mundo como o seu... Dizemos aquelo que nos vem à telha e basta... 

Renato Zanette:
"Estou resumindo as informações em vida após a morte, agora existem diversas outras experiências que não podem ser comprovadas e ainda são experiências pessoais, se uma pessoa afirma que viu um OVNI, por exemplo, você não pode simplesmente negar."

Claro que posso... Lembra? Não vivo em seu mundo inconsequente... Sim, dentro dos meus parâmetros, apenas denoto  um imbecil, mais um, com o velho papa do ET que desceu do OVNI, etc... E vou colocá-lo na parede... Vou tentar descobrir se está bêbado, drogado, se tem esquizofrenia, se sofre de epilepsia, etc... Mas a última coisa que farei será sentar-me diante dele, boquiaberto, e dizer: 'e aí, legal, conta como foi, tem foto para postar no Instagram?'...

Se pudermos ensinar algo, 
fruto do conhecimento adquirido
pelo estudo abnegado,
ou refutar um enunciado
com argumentos,
expondo uma falsidade,
exercitaremos o nosso saber... 
Se não, então,
 pode ser a hora de aprender
 - ou calar...
Crer sem evidências jamais...
Nem quando sopra a favor
De nossas causas...

Carlos Sherman

O Manolo joga em todas, de cristianismo esotérico à matrix... Agora teoria das cordas, universos paralelos, e à pouco estava na linha da EQM... Dois detalhes... Você é um espécime raro em termos de crença na crença, i.e., qualquer coisa que não seja REAL... E agradeço a paciência... 

Não posso dizer que foi enriquecedor pelo aprendizado, Stricto sensu; mas aprendi ainda mais sobre delírios, falsos positivos, desvios de confirmação e ilusões, Lato sensu...

Galera, ser cético não é ser do contra ou ser irremediavelmente teimoso... Isso é outra coisa - problemas em um gene responsável pela produção de monoaminas... Ser cético é, parafraseando Feynmann, uma espécie de honestidade sem limites... A atitude científica, animismo à parte, trata apenas de fustigar a verdade, pela prova, com o objetivo de tornar-se ciente, consCIENTE... Ser cético é um pressuposto da atitude ética, porquanto, buscamos a justiça... 

Isso é tudo a dizer... E está dito...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário