Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de março de 2013

Obrigado Márcia...




Uma queridíssima amiga, uma mulher doce, serena. íntegra e CORAJOSA - em toda sua simplicidade -, a Márcia Souza, me disse hoje, o seguinte carinho:

Admiro demais os seus textos, comentários, explicações... Muita base científica, e muita lucidez... 

Agradeci, em 'estado de orvalho':

Obrigado querida... Talvez você tenha notado o efeito e o poder de minha busca pela integridade intelectual... Você, pessoas como você, são a minha razão de escrever sobre tudo o que aprendi e entendi da vida... Você não pode avaliar a emoção que sinto por ser 'admirado', por uma pessoa tão linda, pura e íntegra como você... 

Boa parte de minha família, me escreve de forma mais ou menos sutil, para pedir que me cale... E inclusive em relação à esta publicação... Vivo, filosoficamente, em plena consonância com minhas duas filhas, sendo uma adotiva, minha esposa e o bebê da casa - o meu cachorrinho... Mas os limites de minha tranquilidade terminam aí... A extensão de minha linhagem genética, rsrsrsrsrs, embora composta de pessoas de primeira linha, não entende a minha mensagem... E sendo assim, conto mais de 110.000 acessos ao meu blog, e centenas de seguidores que diariamente pedem algum tipo de apoio ou ajuda, mas sou a ovelha negra em meu próprio 'clã', rsrsrsrsrs... E assim é... 

De forma que, sendo o meu objetivo SERVIR, saber que posso servi-la transforma a minha luta em vitória... Se pude tocar as minhas filhas - que acabam de ingressar na USP, uma a uma, respectivamente nos cursos de Direito e Psicologia -, minha esposa, meu círculo imediato de amigos, e agora VOCÊ; então sinto que a minha luta já pode ser convertida em um resultado: EU CONSEGUI... 

Como aposto em minha 'imortalidade', na resistência de minhas ideias à morte de meu corpo, então eu cheguei onde queria... Adoraria abraçá-la, e de alguma forma retornar o bem que você me fez nesta linda tarde de Outono, aqui no Hemisfério Sul... Lembra? Eu disse um dia a você que devemos FAZER O BEM PELO BEM DE FAZER... Saber que lhe fiz o bem, de alguma forma, me faz muito bem... E é assim que recebemos o feedback de nossos atos, diretamente em nossas veias, e por meio de nosso sistema neurofisiológico e bioquímico... Feedback, e não payback, lembra??? Relações baseadas em payback, são relações de mútuo, são relações simbióticas... Fazer o bem, pela sensação de fazer o bem, constitui aquilo que chamo de AMAR - verbo intransitivo, para citar Drummond, que citou Andrade, rsrsrs... O bem de AMAR fica retido na fonte por quem DÁ, é pessoal e intransferível...

Vou descer e tomar um cálice de vinho, e brindar à sua e à nossa clareza... Tiim-tim... Nunca me esquecerei deste e de outros gestos que me dedicastes...

Ao que ela anuiu:


Os limites onde terminam sua tranquilidade são a sua belíssima família - que por sinal também admiro mesmo sem conhecer pessoalmente. Percebe-se a conexão e a harmonia de um lar saudável. Você serve a muitos com seu conhecimento e a maneira como o transfere. Tenho prazer em compartilhar seu trabalho em minha página mesmo sabendo que serei mal interpretada por muitos religiosos. Mas não interessa, para os que pensam como eu será sempre um "plus". Tim-tim Carlos Leger... o prazer é nosso! Não pare nunca, enquanto tiver coração batendo e cérebro funcionando. Precisamos de mais pessoas como você. 

Pessoas como nós... Em meu livro, dou voz à pessoas anônimas como você, humanos notáveis, de hoje e de todos os tempos... Tim-tim...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário