Pesquisar este blog

terça-feira, 19 de março de 2013

Vencendo a escravidão...



Jacob Bronowski (Ciência e os Valores Humanos, 1956):

Sonho ou pesadelo, nós temos que viver a nossa experiência como ela é, e temos que vivê-la acordados... Vivemos em um mundo que é penetrado inteiramente pela Ciência, e que é ao mesmo tempo completo e real... Não podemos transformar tudo isso em um jogo, simplesmente escolhendo lados... E este jogo de faz-de-contas, pode custar o que mais valorizamos: O conteúdo humano de nossas vidas... O mundo hoje é construído e impulsionado pela Ciência... E para qualquer homem, abdicar do interesse pela Ciência,
É andar com os olhos abertos em direção à escravidão...

------------------

Revivendo e reescrevendo Bronowski:


Sonho ou pesadelo, precisamos viver e experimentar nossas vidas, e precisamos fazê-lo acordados... Vivemos em um mundo penetrado e transpassado inteiramente pela Ciência, que reflete a possibilidade de uma miríade de experiências... E este mundo é ao mesmo tempo maravilhoso, completo, e real... Não podemos transformar tudo isso em um jogo, simplesmente escolhendo lados, bandos e bandeiras... E este jogo de faz-de-contas, esta insistência em fugir à realidade, pode custar o nosso bem mais precioso: a consciência do sentido humano de nossa vida...  O nosso está sendo desvendado pela Ciência... Abdicar da possibilidade de entendê-lo, por meio da atitude científica, por meio da disposição de nos tornarmos  cientes pela investigação e pela prova, "seria como caminhar de olhos abertos em direção à escravidão...



Não se trata de uma serviu 'devoção' desmedida à uma entidade chamada 'Ciência'; como se tratássemos de uma organização, uma corporação, um grêmio fechado, ou um culto divinal... Trata-se na verdade, da atitude digna de buscar pelo conhecimento, assimilar o valor deste gigantesco passo dado pelo esforço conjunto da humanidade, em direção ao seu futuro; e pela decisão de TORNAR-SE CIENTE, pela coragem de testar a nossa lucidez, pela vontade de endereçar a verdade... Parafraseando Bronowski, a maior descoberta científica de todos os tempos foi a Ciência... Uma espécie de integridade intelectual sem limites, uma escolha pela justiça que não conhece acusações e injúrias desprovidas de provas... Nem medos, nem não me toques, nem zonas de conforto para o que é irracional... Precisamos seguir e seguir, e encontrar respostas... Melhores respostas para as novas fronteiras e desafios do conhecimento, afinal novos desafios virão, e aqueles que precisarão enfrentá-los, nos conhecerão pelo exemplo de atitude - homens livres pensantes, solidários... Afinal, Ético logo Cético...

Carlos Sherman




Nenhum comentário:

Postar um comentário