Pesquisar este blog

domingo, 14 de abril de 2013

Maomé - Um Delírio...



Sobre Magos, plateias, Maomé, montanhas e religiões...

Um amigo, Edemilson Lima, publicou mais uma excelente reflexão:

Eu sempre ouvi dizerem "Se Maomé não vai à montanha, então a montanha vem a Maomé." O engraçado, pesquisei por esta frase em inglês e encontrei: "If the mountain won't come to Muhammad then Muhammad must go to the mountain" (Se a montanha não vem a Maomé, Maomé então deve ir para a montanha). Vejam que o sentido está totalmente invertido. Qual seria a forma correta?

Respondi:

Excelente reflexão... 

"Maomé tinha por hábito passar noites nas cavernas das montanhas próximas de Meca, praticando o jejum e a meditação." A frase correta é... 

... "SE A MONTANHA NÃO VEM A MAOMÉ, MAOMÉ VAI À MONTANHA" ...

"Maomé (570-632), profeta e fundador do Islamismo, ensinava seus seguidores islâmicos a preferirem o simples ao complicado. A frase foi pronunciada quando Maomé tentava converter um grupo de árabes que o desafiaram a mover o Monte Safa para perto de si. Maomé tentou, mas não conseguiu. Foi até a montanha e disse ter recebido uma graça de Deus por não ter conseguido o milagre. Ele acreditava que se a montanha viesse aos incrédulos, mataria todos ali reunidos."... 

E assim caminha a humanidade, de truque em truque, rsrsrs, nada como uma boa estorinha e um bom contador de estórias - ou encantador de gente... Mas sobretudo, ...

... NADA COMO UMA PLATÉIA ÁVIDA E 'CRÉDULA'...


Maomé, no referido episódio, longe de atuar como uma espécie de David Copperfield beduíno, atuou como um charlatão 'cara-de-pau' da Praça da Sé... Bem islâmico... Bem judaico-cristão-islâmico...


Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário