Pesquisar este blog

sexta-feira, 21 de junho de 2013

A INDIGNAÇÃO CERTA, PEGOU CARONA NO ÔNIBUS ERRADO: A LINHA VERMELHA



Querida ‘mãe'...

Questões complexas exigem respostas complexas... Vivemos uma prova de fogo para a LUCIDEZ... Infelizmente a ‘indignação certa tomou o ônibus errado’... Por quê??? Tem tempo para a VERDADE???

1. A manifestação ‘original’, estava centrada na passagem de ônibus, e nos ‘R$ 0,20’, e por isso queimaram ônibus... Se a ‘revolta’ tivesse outro fim teríamos queimado carros oficiais, carros da polícia, apedrejado a câmara... Mas não, queimamos ‘ônibus’... E a violência foi descabida e injustificada... Protestar é uma coisa, queimar e destruir patrimônio público e privado é outra coisa... Em São Paulo e no Rio, é frequente a destruição de trens quando ocorre um problema de manutenção... E isso é crime... Trens quebram, e no nosso sistema ferroviário e metroviário não é nem o melhor nem o pior do mundo... Mas melhorou muito... De formas que o ‘ato original’ foi VIOLENTO, e ILEGAL;

2. Seguiu-se a isso, ampla manifestação política por meio das redes sociais, e na onda dos modismos da ‘primavera árabe’, e os recentes protestos na Grécia e na Turquia, sem contar as cenas de vandalismo protagonizadas gratuitamente em Londres e Paris, conclamando uma REVOLUÇÃO... A História registra que ‘revoluções’, normalmente, são o pretexto para a brutalidade’... E como ‘recordatório’ costumo citar ‘todas’ as notórias revoluções, a revolução russa, a revolução chinesa, a revolução cubana, e a própria revolução francesa - com um custo incalculável de vidas e uma lição de brutalidade para a França... Robespierre principia com nobres ideais de ‘liberdade, igualdade e fraternidade’, e termina mandando 400 franceses por mês para a guilhotina... E ele mesmo acaba morto de forma brutal... Assume Napoleão, um obcecado pelo poder a qualquer custo, e que escreve com o sangue de centenas de milhares de franceses sua estória ‘luxuriante’, para finalmente cair em Waterloo... Finalmente, e sem demora, devo esclarecer que a dita ‘Revolução de 64’, na verdade não passou de uma ‘Contra-Revolução’, afinal o poder instituído, o regime do país, por conta da percepção de alguns líderes, se viu ameaçado por uma ‘onda revolucionária’ sanguinária e brutal que varria o mundo, e ergueu barricadas... Sim ou não??? Mas tenho também as minhas severas críticas ao modelo autoritário que se seguiu... Quando o poder está concentrado na mão de poucos, tudo é possível... De forma que sugiro que modifiquemos o título de ‘Revolução de 64’ para ‘Contra-Revolução’, ou ‘golpe militar’, para ser mais preciso, onde os líderes militares decidiram pela tomada do poder.... E esta é uma outra estória dentro da História... 

3. Mas retomando o caso aqui, justos motivos para a indignação foram emendados em um protesto violento e brutal, e alinhado ainda com jargões velhos e carcomidos... O que poderia ser um justo protesto, embora difuso, inocente, e por isso pouco efetivo, embarcou em um ‘ônibus errado’, a linha ‘vermelha’...

4. E as redes sócias continuaram fomentando o ‘movimento’, e visivelmente embalada pelo modismo reinante em termos de protestos... Mas os slogans diziam ‘contra burguês vote 16’, ‘vamos parar a Paulista, a Paulista é nossa, os burguesinhos terão que esperar para chegar em casa’, ou ‘contra a FIFA’, contra a ‘Copa’, contra a ‘corrupção’, a favor do PT, PCR, PSTU, PCdoB, PCB, PCO, etc, ‘por um congresso mais cristão’, ‘contra a Globo’, ‘contra a mídia’, ‘contra o capitalismo’, ‘malditos ianques’, ‘só Jesus e o Jiu-Jitsu salvam’, e por aí vai... E tais slogans difusos, em parte, são ‘parte do problema’, e em parte, ‘não fazem parte deste problema’... 

5. Por exemplo, os partidos populistas e baderneiros, doentios e fantasiosos, de esquerda estavam na espreita à muito tempo, aliás sempre estarão, rsrsrsr... Em seu imaginário vivem disso, de ‘revoluções’... Mas o ‘movimento’ reagiu, e proibiu a partidarização, inclusive ‘arrancando bandeiras’ de seus respectivos correligionários... Mas existe outro grupo que agora infesta as redes alertando contra isso, ou seja, à favor da partidarização...

6. Não existem de fato ideologias, e quando estudamos a História e a Neurociência isso fica cada vez mais claro... Me dedico com afinco aos dois temas e posso afirmar que enfrentamos ‘cleptocratas’, usurpadores, distribuídos geneticamente, estejam eles em Mumbai, Maputo, Moscou, Shanguai, Walll Street, na ‘main street’, na 25 de Março, em Washington, em Caracas, em Quixeramobim, em Kotte... Send0 a velha luta de classe, propagada por Marx, o ‘bufão hipócrita’. que também criaria o conceito de ‘Espírito-Estado’, disposto a sacrificar vidas pela ‘História’, e visivelmente confundindo ‘homens’ com ‘formigas’, pode ser facilmente desconstruídas com dois ou três bons livros sobre temas como a História, Antropologia, Neurociência, Genética e a Etologia – esqueçam a Sociologia, afinal, quando não convertida em ‘Sociobiologia’, está exorbitantemente fundada sobre falácias.... Então partidos são agremiações de interesse... Não existe de fato direita e esquerda... Afinal, qual é o lado do poder??? Esquerda e direita são adjetivos populistas e nada mais... 

7. Aqueles que lutam contra a ‘FIFA’, merecem o meu respeito, somente lembrando que devem ‘esquecer do futebol’, e se não forem capazes de tal ato de coerência, estarão apenas lançando palavras ao vento... E por quê??? Porque a FIFA dirige e monopoliza, com mão de ferro - e comandada por um tirano brasileiro, cleptocrata e usurpador -, o ‘negócio do futebol’ no mundo... É mais ou menos como criticar a NBA e sentar no sofá com uma cerva para ver a final dos ‘play-offs’, ou assistir ao MMA e fazer campanha contra o Dan White... Bom, comece por não assistir ao MMA, e este seria o melhor protesto... Aceitando que muitos não pensem como você... Mas quando sugeri tal atitude, sejam coerente e abandonem o futebol, um ‘ativista anti-FIFA’ disse: ‘mais aí não, o Brasil é o país do futebol’... E o que é o futebol??? Um circo, uma besteira, mas aí estaríamos também perdendo o foco... Sendo que a FIFA e suas subsidiárias mundiais, assim como TODOS os clubes do planeta, estão alinhados com lavagem de dinheiro, e crimes – maiores ou menores.... Ou seja, a ‘FIFA’ é um assunto para outra esfera, e em uma perspectiva de ‘MELHORAMENTE CONTÍNUO’ – E SUSTENTADO, outros assuntos estão na pauta do dia como muito mais prioritários...

8. A Copa... Se existem denúncias a serem apuradas sobre a Copa então um foco poderia ser uma CPI ou uma investigação do TCU sobre a gestão pública do negócio COPA... Mas negá-la, negar a Copa, é negar um compromisso assumido, que se bem gerido pode representar desenvolvimento para o país, e as alegações de que a Copa subtrai recursos da saúde e educação, de certa forma são infundadas, mas precisam ser investigadas; com SERIEDADE e tecnicamente, e nunca politicamente... Sou um crítico ferrenho das administrações Lula e Dilma, e da roubalheira petista, mas nem quando o vento sopra em favor de minhas causas, deixo de suspender o meu juízo quando o meu ceticismo e integridade intelectual desconfia de certo oportunismo na argumentação... Mas este pode ser um objetivo concreto, pressionar o TCU com relação às contas da Copa, se é que este é o foro e instância adequada...

9. Sobre o eterno problema ‘psicológico’, e não ‘sociológico’, de vilipendiar o mais bem sucedido, agrupado de forma maniqueísta como ‘o burguês’, dispenso comentários... Não somos formigas... Devemos ser tratados com igualdade, mas não somos iguais...  Se fosse possível, fantasiosamente, congelar todo o dinheiro no mundo e redistribuí-lo em partes exatamente iguais para todos, com igualdade de condições, em menos de uma década haveriam profundas diferenças, e em menos de 30 anos, estaríamos fadados praticamente à retornar às mesmas discrepâncias... Lembrem-se de que as maiores fortunas que impulsionaram a América e o mundo, vieram de homens que arrancaram do zero, quase sempre órfãos, e abaixo da linha da pobreza - Cornelius Vanderbilt, Andrew Carnegie, John D. Rockfeller... Estes caras pintaram e bordaram enquanto as regras eram frágeis.... Mas foram grandes empreendedores... Mas o sistema econômico e o modelo de governo americano evoluiu para moderar o poder de tais homens, quebrando tais monopólios, levando-os aos tribunais, onde foram condenados e obrigados a dividir seus patrimônios... Evidentemente eles reagiram, compraram senadores e presidentes, e assim caminha a humanidade... E os americanos não forma os piores neste negócio...

10. E apesar de ‘usurpadores’ ambiciosos, tais seres humanos, órfãos, de origem humilde, certamente traumatizados e marcados por sua natureza para a o acumulo sem escrúpulos, impulsionaram o progresso construindo estradas de ferro, fabricando o aço, implementando os sistemas elétricos, e erigindo cidades, rumo à modernidade... Não é o caso de nosso Congresso, assim como das demais agremiações políticas do mundo – desde a Grécia e Roma... Contamos aí cleptogratas do tipo ‘sanguessugas’... Precisamos então moderar este poder, e fazê-lo dentro do estado democrático de direito... SEMPRE... 

11. Alguns dos homens mais ricos de nosso tempo, como Bill Gates, George Soros e o falecido Steve Jobs, tiveram infâncias modestas e com dificuldades, e enriqueceram honestamente, e trabalhando muito... Gates e Soros, ao lado de Buffett, alimentam mais seres humanos do que qualquer governo mundo... E isso deveria ser suficiente para calar o grito de ‘malditos ianques’... Trata-se de uma falácia... Tenho entre meus funcionários, pessoas humildes que abraçaram a oportunidade, e mudaram o destino de suas famílias... Sorte é quando a preparação encontra a oportunidade; e a nossa natureza – genética, gestação, e imprintings - joga um papel decisivo - e não determinístico -, neste jogo, assim como a educação... Esqueçam a vitimologia marxista, e a luta de classes...

12. Não se esqueçam, a pobreza é o nosso estado natural...

13. Esqueçam também a falácia da Tábula Rasa – afinal o homem não é determinado pelo meio e nem ‘livre-arbitra’ o seu destino, como querem as agremiações religiões... E aqui perdemos alguns adeptos quando afirmo que o slogan de ‘Cristo no Congresso’ é parte importante do problema e não da solução... As religiões nos dividem, afinal precisamos encarar também a falácia do ‘deus único’, e quem afirma isso desconhece a variância cósmica e abismal entre as diversas divindades e seitas, além de desconhecer sua própria religião, e as respectivas escrituras, onde no caso judaico-cristão-islâmico afirmam categoricamente: ‘morte aos infiéis’... Pois leiam a bíblia, mas não levem esta causa para o ‘movimento’... Deuses e demônios fazem parte da mitologia e do problema, e não tem a ver com a REALIDADE e as soluções... Ninguém será por nós, senão os nossos amigos, familiares, vizinhos, companheiros... Além da liberdade e da diferença, que nos caracteriza como humanos, ‘troppo umanos’, gozamos da faculdade da  ‘empatia’, e da vontade de compartilhar... Então cuidemos uns dos outros, lutemos para diminuir o sofrimento alheio, porque no final desta estória, nós - definitivamente - morremos... Faça com que a sua vida seja maior do que a sua existência...

14. Enfrentamos também a falácia do bom selvagem... Desde as sociedades pré-civilizadas, anárquicas, diminuímos a violência em 100 vezes, a mortalidade infantil em 40 vezes, duplicando a expectativa de vida que dormia entre 30-40 anos, desde o Homem de Cro-Magnon no Paleolítico Superior - há 50.000 anos -, até o fim da Idade Média... Todas as grandes nações já foram miseráveis e primitivas... Não culpemos aqueles que obtiveram sucesso, pelo nosso eventual insucesso... Os povos que conservam a sua condição primitiva até hoje, como os Jivaro na Amazônia, os Yanomamis, e os Inuítes, estão entre os mais violentos do planeta... Sigamos em frente, descubramos quem somos e sejamos de propósito...

15. Somos humanos, demasiado humanos, e existem 'cleptocratas' entre nós... E eles não tem partido, nem etnia, nem nação... E sua 'doença' também impulsionou o progresso, sempre que moderados por regras e leis... Entendamos como realmente funciona a vida e o comportamento humano, para que possamos contribuir com um futuro melhor... Igualdade sim, iguais não... Essa é a essência dos direitos à liberdade... Não somos formigas... Nunca fomos, e nunca seremos... Não é tão simples apontar culpados e inocentes, mas bem conhecemos os problemas, e podemos lutar - conscientes... Focar em causas, cientes de como a vida funciona, e transformar paulatinamente a condição humana - que tem melhorado profundamente ao longo dos séculos e milênios, inclusive o acesso à saúde e educação... Mas falta muito para que nos sintamos dignos, para que a absoluta miséria seja erradicada... Não culpando os americanos, mas pressionando os governos corruptos e tirânicos que usurpam os seus povos, sobretudo na África e na Ásia, avançaremos sobre as causas... Mas podemos lutar para que nossas nações não negociem com tais opressores, mas não podemos simplesmente invocar a infantil luta de classes... Podemos pressionar o governo brasileiro a não se alinhar – por exemplo – com países como Cuba, Venezuela e Irã...

16. Duvide de quem diz lutar pela sua liberdade pedindo que você se submeta... Duvide de quem luta por direitos, aviltando o direito alheio... Duvide de quem propõe a vida pela morte – como Che Guevara... Não existe 'O problema e nem A solução'... A vida é um processo contínuo, contingente, convergente... Vivamos melhor, mais conscientes, e melhorando pouco a pouco, continuamente... Sempre... Este sim será um avanço LÚCIDO e REAL... EX UMBRIS AD LUCEM... Mencken nos diz que: ‘O DESEJO DE SALVAR A HUMANIDADE É QUASE SEMPRE O DISFARCE PARA O DESEJO DE CONTROLÁ-LA’... Então observem os ‘MEIOS’, e aprenderão mais sobre os VERDADEIROS FINS... Não podemos exigir o cumprimento das leis, passando por cima das leis...

17. Interessante é não ouvir em alto e bom som, durante os ditos protestos, na ‘primavera junina brasileira’, os nomes de usurpadores sanguessugas somo Lula, Genoíno, e o máster ‘José Dirceu’; além de Dilma – que só é criticada pela ‘Copa’, tendo em seu currículos muitos outros e melhores pecados... Eles são parte significativa do problema, em sua personificação atual...

18. Sem o diagnóstico correto não seremos capazes de prognosticar medidas de ‘melhoramento contínuo’, efetivas, que ajustem o sistema... Recebi uma foto de manifestações violentas em 68, ao lado de fotos de manifestações violentas hoje, com a tentativa apologética de justificar a violência, e os dizeres: ‘não existem revoluções sem violência’... E não existem revoluções que tenham melhorado as nossas vidas... O muro de Berlim caiu sem tiros, sem mortos... A URSS ‘libertou’ os países que estiveram sob seu julgo por décadas, com poucos eventos violentos – e os imperialistas são os americanos... Então comentei as fotos da seguinte forma: ‘se o fim dos ditos revolucionários de 2013 será o mesmo dos revolucionários – sequestradores, assaltantes de bando, criminosos – de 68, temo pelo futuro de nossa nação’... Esse caras que são tratados como ‘heróis nacionais’, em boa parte, ainda estão vivos... E vocês os conhecem pelo nome... Basta procurar na lista do mensalão...

19. E cadê os encarcerados do mensalão??? E aqui vai mais uma proposta concreta, devemos lutar contra a PEC37, isso é importante, em termos de correção do sistema e aprimoramento de nossa democracia... Não deve existir o estado de imunidade... Todos devem ser iguais perante a lei... Mas gostaria de sugerir que brasileiros com curso superior recebam certo agravo em suas penas, e não afrouxamento, pelo fato de estaremos em melhores condições de discernir sobre o feito... E crime como o dinheiro público, e esta é outra proposta concreta, deve ser equiparado aos crimes hediondos, posto que ‘violentam’ os valores de toda uma nação, com um custo inestimável e que será pago ao longo de gerações... Precisamos acabar com a impunidade, mas não com jargões, e sim derrubando a PEC37...

20. Precisamos aprimorar o sistema e não derrubá-lo... e sem agredir a nossa jovem democracia... Devemos exigir o VOTO ABERTO de nossos representantes... Afinal, o que o voto secreto esconde??? Destapar esta caixa de Pandora, nos permitirá promover manifestações específicas e exigir a cassação de nomes específicos...

21. Você que bancar o ‘revolucionário’, quer horrorizar, barbarizar??? VOTE... Não existe outra forma... Não existem milagres... Não adianta sair à ruas como um leão, e depois votar coo um jumento... Pois esqueça a promessa de emprego do candidato, seja mais cético e criterioso com os populistas... E vote pela demissão destes canalhas... Não se esqueça nunca de que fomos NÓS que empregamos esta corja... E com o voto secreto no congresso não sabemos em que matérias eles votam, e nem como votam... Não sabemos se nossa débil democracia é realmente REPRESENTATIVA...

22. Finalmente somos ‘humanos, demasiado humanos’, inexatos, imprevisíveis, diferentes, e muitas vezes – o que não perfaz a maioria - nefastos... E seguiremos assim... As Cultura dentro da Civilização, são processos dinâmicos, convergentes e contingentes... Não é tão fácil definir os culpados e inocentes, e quem certificará o nosso juízo??? Mas podemos sim melhorar o processual... E diga não à toda baboseira sociológica que insiste na manutenção de grupos primitivos como ‘zoológicos sociais’...

23. Finalmente dois grupos compartilharam as ruas, os criminosos, baderneiros, contra tudo e contra todos, e a moçada ‘politizada’ – pero no mucho – protestando contra uma saraivada de coisas, o que acaba não levando à nada... A INDIGNAÇÃO CERTA, PEGOU CARONA NO ÔNIBUS ERRADO: A LINHA VERMELHA...

Então, Humanos sérios, lúcidos e consequentes, UNI-VOS... Não para bravatas, mas para medidas efetivas... Vamos conclamar um protesto nacional, definindo data e FOCO, e contando com a proteção policial... Também não precisamos de capuzes, paus, pedras e coquetéis molotov... O seu direito termina no meu nariz... E o movimento LGBT tem boas lições sobre como focar em causas justas, e vencer – sem promover um átimo de violência, enquanto amargam como vítimas recorrentes de preconceitos e atos de violência gratuita... Tenho consciência de que

Quod Erat Demonstrandum...

NÃO ADIANTA IR PARA A RUA COMO UM LEÃO SE VOCÊ CONTINUA VOTANDO COMO UM JUMENTO – ANÔNIMO

Beijos...

Carlos Leger Sherman Palmer

Nenhum comentário:

Postar um comentário