Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ser Ateu ou Ser Melhor???



Sunny, amigos, não crer em deuses e outras coisas sobrenaturais é meramente um sinal de LUCIDEZ... E não crer em deuses é somente a negação de um absurdo... Isso não pode nortear sua vida... Não podemos nos definir primariamente como 'ateus'... Não definimos um propósito de vida por meio de negações... Não basta negar absurdos, como deuses; você ainda precisará de um propósito de vida... No meu caso, por exemplo, considero-me um humano livre, pensante, lúcido, que preza a verdade e trabalha para diminuir o sofrimento humano... Ético logo Cético... 

De forma que, não se preocupe em alardear que é 'ateu', preocupe-se primeiro em saber como o universo e a vida realmente funcionam, para assim transformar positivamente a sua vida e a dos demais... No fim das contas, só o que conta é o exemplo... Se o seu exemplo for positivo, você contagiará aos demais - ao menos conquistando o respeito deles... Dizer que é ateu não quer dizer muito, e de fato não quer dizer nada... Se não souber muito, sobre quase tudo, poderá não crer em deuses, para seguirá crendo em 'alma', 'livre-arbítrio', 'destino', 'lei do retorno', 'conspiracionismo', 'marxianismo', 'ets', 'vitimologia', 'cotas raciais', 'o bom selvagem', 'homem como produto do meio', etc... 

Estude, seja um humano melhor, e contagie com o seu exemplo... Não precisa dizer que é ateu, para chocar ou impressionar... Se não for realmente livre e consciente, ser ateu será só mais uma bandeira... Aprenda sobre a aleatoriedade do mundo que te cerca, e a sutil complexidade da maravilhosa imperfeição dinâmica no universo e na vida... Celebre a sua lucidez... Não crer em deuses é básico... Descubra como a mente funciona, entenda a genética, gestação, imprintings... Entenda o comportamento humano, e seja mais humana por isso... Todos perceberam a sua grandeza... 

Entenda o comportamento humano, e a neurologia, saberá que alguns estão presos em sua natureza, e outros estão doentes, irremediavelmente, e neste caso, família ou não, poderá ser necessário romper alguns laços para viver uma vida mais saudável ao lado de quem possui o mesmo grau de lucidez alcançado por você... Podemos guiar os cegos até certo ponto... E não podemos guiá-los contra a sua própria vontade... Forme uma nova família, REAL, com quem vê o que você vê... 

E tenha carinho com os demais, com os que não podem ver... Não existe culpa e sim responsabilidade... A diferença esta na involuntariedade... Entenda isso e será bem mais eficiente do que alardear sua incredulidade...

Carlos Sherman

Nenhum comentário:

Postar um comentário