Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

ZAP!!!


[...] Excelente questão retórica... Não deveria esperar nada menos de um pensador tão arguto como você... Não existem ideologias, somente estratagemas... Se quiser endereçar verdades ditas 'morais', trate de recorrer às evidências e os respetivos suportes em CONHECIMENTO - ou Ciência... 

Todo ato 'ideológico' é uma estratagema com um determinado fim ou interesse político... E todo debate dito 'ideológico' pode ser reduzido à questões objetivas, que e podem ser desenvolvidas  com hipóteses, evidências e provas... 

Falsidade ideológica é um jargão judiciário, implica em professar uma falsidade conscientemente... Aceito a sua objeção retórica, e recuo... Podemos então dizer que a 'ignorância ideológica' é uma 'falsidade ideológica culposa' - e não dolosa... Muito embora todo este mar de contradições e mal-entendidos sobre os quais versam estas fantasiosas ideologias nos tem causado muito dolo ao longo de tanto tempo histórico... 

Este é um longo, amplo e complexo debate... Entendo a sua intenção e os motivos dos protestos e bandeiras que costuma abraçar, mas estou seguro de que este arrazoado não pode expressar a minha posição sobre tais lutas serem, em geral, inócuas... Estou seguro também de que se pudéssemos desfrutar de um bom papo ao vivo e à cores seria possível demonstrar a tese de que grande parte do ideário sociológico público que sustenta tais protestos, de fato, não passa de um bom lote de questões mal colocadas, alicerçados por problemas ou características 'neurológicas'... O 'bom selvagem', a 'boa minoria', o 'bom pobre', a 'tábula rasa', o 'livre arbítrio', 'esquerda e direita', a 'anarquia' - ou a 'boa desordem', a 'anti-globalização', o anti-globo', o 'anti-americanismo', o 'leviatã capitalista', o 'animismo do sistema', a 'opressão de ricos sobre pobres', 'estamos piores', 'estamos piorando', 'estamos mais desiguais', 'mais violentos', etc... Tudo isso não passa de balela, crendice e ignorância... 

Existem problemas, muitos, que demandam ações concretas e melhoramento continuo, mas não existe 'paraíso' e nem podium de chegada... Nem é tão fácil como parece elencar culpados e inocentes... 'Catracaço', piquetes, seja com pretexto for, e com evidente quebra-quebra, nunca foi e nunca será solução para nada... Estou longe de propor a passividade e negar problemas, mas afirmo que:

O DIAGNÓSTICO ESTÁ ERRADO - ACACHAPANTEMENTE -, OS PROBLEMAS SÃO OUTROS, E O PROGNÓSTICO SÓ PODERIA SEGUIR EM EQUÍVOCO... 

Então o que existe de fato??? O que fazer??? Este é um longo papo que adoraria levar com um tão inteligente e integro como você... Mas insisto e protesto: vamos muito mal, muito mesmo, e BEM LONGE DA REALIDADE, E NEM COMEÇAMOS A DEBATER O QUE REALMENTE IMPORTA... 

Precisamos deixar vitimologia de lado, e precisamos assumir a nossa parte no jogo, entender como o Universo, a Vida, e o Homem funcionam... Compreender que a Filosofia de Cátedra e a Sociologia que alimentam o ideário revolucionário estão fundadas sobre crenças e falácias, para então buscar o conhecimento efetivo - mesmo que as evidências soprem contra as nossas teses e crenças -, se pretendemos ENDEREÇAR A VERDADE... 

Quer saber o que significa endereçar a verdade??? Vou logo avisando: EU TENHO O ZAP!!! Rrsrsrsrs, um forte abraço, e desculpe pela polêmica... Já estou acostumado à baixíssima popularidade, enquanto sinto correr em minhas veias uma reconfortante 'INTEGRIDADE INTELECTUAL' - ATÉ O FIM!!!

Carlos Sherman

"Quando as pessoas pensavam que a Terra era plana, estavam erradas. Quando as pessoas pensavam que a Terra era – ‘exatamente’ [grifo meu] - esférica, estavam erradas. Mas, se você considera que ‘pensar que a Terra é esférica é tão errado quanto pensar que a Terra é plana’, então a sua visão está mais errada do que as duas juntas." - Isaac Asimov (‘A Relatividade do Erro’; 1989)

Nenhum comentário:

Postar um comentário