Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de maio de 2014

A maior prova de que deus não atende preces ou penitências... Ou que não existe!!!



16/05/2014 09h23 - Atualizado em 16/05/2014 09h23

Morre filha de homem que carregou cruz por 100 km em busca de ajuda

Servente de pedreiro percorreu trajeto entre Lajeado e Porto Alegre.
Criança de um ano e quatro meses sofria doença degenerativa.

Luiza CarneiroDo G1 RS
A filha do servente de pedreiro Alex da Rosa, que percorreu mais de 100 km com uma cruz nas costas no Rio Grande do Sul, morreu na quinta-feira (15). A criança tinha um ano e quatro meses e sofria de atrofia muscular espinhal, uma doença degenerativa. O homem fez uma peregrinação em busca de ajuda "humana ou divina" para encontrar a cura para a menina.
A pequena Pamily da Rosa recebia atendimento na Apae de Lajeado, no Vale do Taquari, mas não conseguiu vencer a doença. Ela teve uma parada respiratória em casa, durante a madrugada de quinta, e foi encaminhada para o hospital da cidade. No entanto, o bebê já chegou no local sem vida. O enterro foi realizado durante a tarde.
O pai carregou uma cruz de dois metros nos ombros pela BR-386 em outubro de 2013. A ideia era percorrer 122 quilômetros, de Lajeado até Porto Alegre. Ele decidiu parar em Canoas, na Região Metropolitana, faltando poucos quilômetros para finalizar a peregrinação.
"Depois que saiu a reportagem a gente recebeu ajuda do SUS, mas a ajuda deles é igual a nada. Era só para mostrar que estavam fazendo algo", lamentou ao G1, ainda emocionado, na manhã desta sexta-feira (16). O pai já havia perdido uma filha em decorrência da mesma doença.
Alex da Rosa carrega cruz de dois metros por rodovia do RS para pedir milagre para filha doente (Foto: Rodrigo Martini/Jornal A Hora)Alex da Rosa carrega cruz de dois metros por rodovia do RS para pedir milagre para filha doente (Foto: Rodrigo Martini/Jornal A Hora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário